Veja as últimas notícias de florianópolis


Em evento realizado em Florianópolis, Empreende Portugal deu dicas valiosas para investir na Europa

Deolhonailha: 23/11/2018 - Postado por: Redação

Equipe de palestrantes formadas por especialistas vindos de Lisboa
Foto: Anderson Paz Garcia
Em um auditório lotado por mais de 200 participantes, o Empreende Portugal tratou em detalhes por que Portugal é a grande porta de entrada para o mercado global e por que Lisboa é a melhor cidade europeia para se viver e investir. O evento aconteceu na últimaquarta-feira, 21, no Square SC, em Florianópolis. 
 
Rui Coelho, da InvestLisboa, falou do ambiente de inovação, das políticas de fomento e de investimento. “Depois da crise em 2009 e anos seguintes, Portugal cresceu muito. Batemos recordes de todos os tempos no turismo (cresceu 22% em 2017), no ramo imobiliário fomos de prédios abandonados a leilão por espaços e houve muito empreendedorismo e captação de empresas e talentos”, contou Rui. 
 
“Mas houve muitos novos desafios: preços de imóveis aumentaram. Porém, se comparados a outras capitais europeias, ainda são preços bons. Ano passado, atraímos a Google para Lisboa. Queriam um escritório de 5 mil metros quadrados. Nesse tamanho não deu, mas conseguiram se instalar. Eles queriam Portugal de qualquer forma”.
 
“Somos um país pequeno com grande talento, melhor qualidade do mundo, o quarto mais seguro do mundo. O planeta mudou e Lisboa já não é um segredo”, encerrou Rui, destacando ainda o celeiro de startups que Portugal virou e o título de capital europeia verde que o país ganhou recentemente.
 
Sócios da Cortez, Rizzi & Miranda advogados, Ulisses Gagliano e Heitor Miranda abordaram os detalhes técnicos de como fazer negócios em Portugal. Da Sociedade Anônima às joint ventures, passando pela sociedade limitada (a mais fácil de ser constituída), deram o caminho do investimento. Ulisses deixa o recado: “É preciso saber investir no planejamento e preparação antes da mudança de local. Isso representa a maior economia no médio e longo prazo. Ao mudar de país, a chance de você errar é muito grande”, alerta.
 
Já a advogada Inês Azevedo faz outro alerta: “Saiba muito bem o que você quer fazer ou desenvolver em Portugal porque a partir daí é que se consegue definir o caminho certo do visto”. É preciso definir a estratégia do visto de forma segura para o investidor e para sua família. Inês foi responsável por definir a política migratória para Portugal. Fez ainda a reestruturação do Alto Comissariado para as Migrações, ajustando-o à nova realidade migratória portuguesa e às novas necessidades dos migrantes internacionais.
 
Uma advogada e professora que se apaixonou por um português. Esta é Ruth Manus, que foi há quatro anos para Lisboa. “Nunca tinha pensado em sair de São Paulo. Hoje tenho escritório de advocacia e sou colunista de jornal no Brasil. Trabalho à distância”. Sobre a mudança para outro país ela provoca uma reflexão: “Estou fugindo do meu país ou estou querendo viver uma nova experiência? Se estiver fugindo do país, é um tiro no pé. E, se for para morar, só vá quando as questões burocráticas estiverem todas certas”.
Ruth deixa a dica: “Não existe medo maior do que o de nunca ter tentado. Mas pense antes de mudar-se para outro país se você quer ser imigrante para o resto da vida. De alguma forma esse assunto vem à tona nos países para onde você se muda. As pessoas sempre te perguntam: ‘o que você  está fazendo aqui?”.
 
Como conseguir de 30% a 70% de rentabilidade ao ano automaticamente? O investidor Marcello Vieira, do Investidor de Sucesso, abordou esse tema desafiador. Médico por formação, tornou-se um investidor bem-sucedido há 10 anos, tendo largado a medicina há três anos. O Investidor de Sucesso é um portal educacional onde, através de conteúdos gratuitos (como artigos em blog, podcasts, webinars, lives etc.) visa ajudar as pessoas a investirem de forma dinâmica e eficiente. São mais de 15 mil alunos e clientes ao redor do mundo. 
“Estudei muito sobre investimento, rodei o mundo aprendendo e ensinando a investir com o Investidor de Sucesso”.
 
“Com dedicação e conhecimento, é possível operar no mercado financeiro usando robôs, programas que fazem os investimentos automaticamente”, explica Marcello, dando a dica da alta rentabilidade que tem obtido nos últimos anos investindo em Portugal, devido também a vários incentivos tributários e fiscais. Como dica de ouro, Marcello diz: “Não invista em algo que você não entende”.
 
Liliana Ferrarese, empreendedora, ex-fundadora da Sampa Housing, startup brasileira que ganhou diversos prêmios na área imobiliária e que, atualmente, representa o mercado brasileiro da Tamea International, falou da imagem que teve ao chegar em Portugal.
 
“Portugal é um país que se desenvolveu imensamente nos últimos tempos e no ramo das startups a expansão é gigante”. Sobre o mercado imobiliário, abordou a variedade de pessoas que chegam ao país lusitano com as mais variadas intenções, do residencial ao empreendedor. “A empresa da qual faço parte, a Tamea, auxilia nesse direcionamento e acompanhamos as soluções criativas que Portugal adotou, como término do controle de aluguel, Golden Visa, residente não habitual e incentivos fiscais”.
 
Portugal ainda é um dos países mais atraentes para se investir no setor imobiliário na Europa. “Se você pensa que perdeu o bonde, está enganado. Ainda está em tempo de investir em Portugal”, deixa a dica Liliane.
 
Victor Barosa, diretor-coordenador, do Banco Atlântico Europa, diz que “você pode investir em Portugal, mas precisa ter a capacidade de colocar o produtor também para fora do país. É preciso pensar globalmente. Portugal é uma porta para o mundo. Pensem no mercado como um todo e em trazer clientes de outros lugares”. 
 
Como oportunidades, Victor mostrou os 500 milhões de consumidores europeus, a integração econômica, livre circulação de pessoas, capitais e mercadorias. Mas alertou para os efeitos do Brexit, do qual não se sabe ainda quais serão os impactos e para a crise demográfica, com o envelhecimento da população, com reduzida taxa de natalidade.
 
Mas, afinal, por que Portugal? Baixas taxas de juros, forte incentivo ao setor tecnológico, setor do turismo crescente, incentivos financeiros e fiscais ao investimento, mercado imobiliário com forte dinâmica entra tantas vantagens. Porém é preciso estar atento ao nível elevado da dívida pública e à dependência da economia europeia.
 
Casado com Ruth, Filipe Botto, é fundador e CEO da Yonest, empresa portuguesa de produção e comercialização de iogurte de alta qualidade. Trabalhou vários anos em bancos, o que julga ter ajudado bastante no raciocínio financeiro. O negócio de iogurtes começou descobrindo como fazer o produto em casa e da vontade de mostrar esse produto para outras pessoas. Hoje é sucesso e está em três países. Filipe incentiva outras pessoas a fazerem o que ele fez e empreenderem em Portugal. Entre as razões está uma agenda nacional de empreendedorismo e vontade política claras, além de uma sociedade e mercado em acelerada modernização e internacionalização.
 
“Não é fácil, mas é possível empreender com sucesso em Portugal. O mercado é pequeno e o poder de compra é abaixo da média europeia. O recado que dou é que não desistam porque esta é a hora do nosso país (Portugal), que volta a ser relevante no mundo. Não se limitem ao mercado português, mas façam de Portugaluma ponte para a Europa, vivendo bem e em segurança”, conclui Filipe.
 
Gabriel Monteiro, da Acate (Associação Catarinense de Tecnologia), encerrou os painéis do Empreende Portugal apresentando as formas de apoio que a associação dispõe para auxiliar empreendedores catarinenses para internacionalizar seus negócios e projetos na Europa. 
 
Para o diretor-executivo do Empreende Portugal, Andres von Stockert, o evento foi um sucesso. “Apostamos no potencial que o empresário brasileiro tem de vender seu produto no exterior e a resposta foi fantástica”.  

Categoria: Economia e Negócios

Sobre Redação

Redação

DeOlhoNaIlha

O Deolhonailha publica Notícias de Florianópolis e grande Florianópolis diariamente sobre os mais variados temas e assuntos. Todo material é proveniente de fontes qualificadas e confiáveis e editado na redação do portal, que também produz reportagens especiais sobre assuntos interessantes que não têm destaque na mídia tradicional.

Comente!

Filtrar categoria









Últimas notícias

ver todas

Roteiros

Sábado no Mercado Público

Sábado no Mercado Público

Reunir gente interessada para algo mais que comprar e vender.

mais roteiros