Veja as últimas notícias de florianópolis


Passeios marítimos nos arredores da Ilha

Ilha de Santa Catarina é cercada de outras ilhas.

Postado por: Luiz Christiano / LB

Florianópolis é uma ilha cercada de outras ilhas. Passear de barco, portanto, é uma das possibilidades para se conhecer a Ilha de Santa Catarina, seus limites e arredores. Entre os atrativos estão as fortalezas.

Em dias de chuva ou nublados, é comum a utilização de embarcação fechada. O passeio somente é cancelado se a chuva impedir a visibilidade ou se o mar estiver muito agitado. Os barcos, em geral, são de modelo simples e comportam entre 40 e 160 pessoas.

Ilha de Anhatomirim

Como a maioria dos passeios de escuna, a ida à Fortaleza de Anhatomirim não é a atração principal, mas o meio para chegar ao destino: no caso, a fortaleza em si. Ainda assim, o trajeto é uma ótima forma de conhecer a costa litorânea e ver a Ilha.

Saída da Região Central

Da área central de Florianópolis, há dois locais de saída: o Iate Clube Veleiros da Ilha, no bairro da Prainha, e o trapiche localizado sob a Ponte Hercílio Luz. Pelo itinerário, é possível ver o Forte Santana, a Avenida Beira

Mar Norte, o Morro da Cruz e a Ilha dos Guarás. Em seguida, a embarcação passa pelas ilhas de Ratones Pequeno e Ratones Grande, onde algumas empresas realizam paradas para conhecer a Fortaleza de Santo Antônio (Ratones Grande) ou fazer trilhas.
Quem faz
Scuna Sul – Tel. 3225-4425
Veleirotur – Tel. 3225-0020

Saída de Canasvieiras

O trajeto também pode ser feito a partir de Canasvieiras, no Norte da Ilha. Nesse caso, o deslocamento privilegia a costa setentrional, com vistas das praias de Jurerê, do Forte e Daniela. A diferença é que não há descida na Ilha de Ratones Grande, mas parada para banho na Ilha do Francês. É possível, também, avistar a Ilha do Arvoredo.

Outro circuito prevê mergulho com máscara e snorkel. Depois de 1h30 de navegação até a Baía dos Golfinhos, o programa inclui mais 1h de visita à Ilha de Anhatomirim. Em seguida, há parada para banho de mar na Praia da Costeira, em Governador Celso Ramos. De volta à embarcação, o passeio segue com vista panorâmica da Ilha de Ratones e nova descida na praia de Santo Antônio de Lisboa, em Florianópolis, para visita à fazenda de mexilhões e ostras. O roteiro se encerra com almoço em restaurante típico e retorno à praia de Canasvieiras.

Quem faz
 Associação das Empresas de Transporte Náutico de Canasvieiras – Tel. 3266-1911
 Vento Sul Turismo – Tels. 9982-2867/3284-8297

Ilhas de Anhatomirim e do Arvoredo com Mergulho Livre

Há saídas à Anhatomirim que incluem mergulho livre na Ilha do Arvoredo. No passeio, são disponibilizados equipamento básico e instrutor, além de palestra sobre meio ambiente. O trajeto inclui paradas para banhos nas praias da Lagoinha, em Florianópolis, e da Caieira, em Governador Celso Ramos, além de 2 horas de mergulho com snorkel na Ilha do Arvoredo e visita à fortaleza de Anhatomirim.

Quem faz
 Vento Sul Turismo – Tels. 9982-2867/3284-8297

Ilha do Campeche – Volta à Ilha de Santa Catarina

Para quem não quer apenas visitar a Ilha do Campeche, uma boa dica é o passeio Volta à Ilha, que dura dois dias. O roteiro consiste em uma volta completa ao redor da Ilha de Santa Catarina, com pernoite na própria embarcação. Ao longo do percurso, 30 ilhotas, faróis e fortalezas. A saída ocorre no trapiche da praia de Canasvieiras, com parada para banho em Ingleses. Em seguida, a embarcação segue até a Ilha do Campeche, para almoço, mergulho livre e caminhada.
Depois do pernoite a bordo, é servido café. Em seguida, são realizadas caminhada na praia de Naufragados e visita ao Farol. Deixando o Sul da Ilha, a embarcação ruma à fazenda de ostras em Santo Antônio de Lisboa e retorna a Canasvieiras.

Quem faz
 Vento Sul Turismo – Tels. 9982-2867/3284-8297

Praia de Naufragados

Ao Sul da Ilha, uma opção de passeio é tomar um barco de pesca na Caieira da Barra do Sul e ir até a praia de Naufragados. As embarcações comportam entre 14 e 18 pessoas. Não se pode esquecer que no extremo Sul da Ilha a água é mais agitada, o que aumenta a possibilidade de enjôos a bordo.

Do mar, é possível ver a margem continental (município de Palhoça), o Pontal do Maciambu, a Praia do Sonho e as ilhas do Papagaio Grande e do Papagaio Pequeno. O passeio pelo canal entre Florianópolis e Palhoça é também uma boa justificativa para observar a Fortaleza de Araçatuba, uma das fortificações do antigo sistema defensivo local. Voltando à costa de Floripa, chega-se à praia de Naufragados. O barco atraca na areia, pois não há trapiche. Uma boa dica é encarar um banho de mar ou de rio. Para os surfistas, é válido conferir o vento e, se tiver onda, carregar a prancha.

Quem faz
 Pescadores locais – Informações no Bar do ou pelo telefone 9981-1512, com Albertino.

Baía Norte de Iate

O Iate Casablanca conta com quatro programas de passeio. Em nenhum deles são realizadas paradas para desembarque. No itinerário Baía Norte/Norte da Ilha, um passeio diurno, a embarcação sai do Iate Clube Veleiros da Ilha, no Centro, passa por baixo das pontes e segue pela Baía Norte. O passeio funciona como se fosse uma festa, inclusive com DJ a bordo e almoço incluído.
Outro roteiro é o Café da Tarde. Além da refeição, as atrações são as brincadeiras a bordo e a música ao vivo. A rota é semelhante à anterior, mas não passa da região da Avenida Beira-Mar Norte, onde o iate ancora.
O Casablanca também realiza baladas noturnas. Podem ser festas abertas ao público ou o Clube de Mulheres. As festanças contam, geralmente, com banda e DJ e os estilos variam. O Clube de Mulheres ocorre uma vez por mês. O programa dura 3h e conta com strip-tease masculino. O itinerário de ambos os passeios é o mesmo do Café da Tarde.

Quem faz
 Iate Casablanca – Tel. 3225-0020

Pesca esportiva

Com saída da Marina Ponta da Areia, na Lagoa da Conceição, o passeio é realizado numa lancha Fisherman de 23,8 pés. O programa pode ser feito só ou em trio, com acompanhamento do marinheiro responsável, que também dá consultoria de pesca. É ele quem determina os itinerários disponíveis, que também podem ser negociados. Entre os destinos, estão as ilhas do Xavier e dos Moleques do Sul, que são as mais próximas e têm mais peixes. O trajeto é feito em cerca de 40 minutos.

O roteiro mais distante é a Ilha dos Corais, perto de Garopaba, no Sul do Estado. O trajeto leva em média 1h30 e o retorno pode levar até 3h. O equipamento de pesca é todo fornecido pelo marinheiro responsável. Outros destinos possíveis: ilhas das Aranhas, dos Moleques do Norte, Mata Fome e do Badejo.

A embarcação é equipada com rádio VHF, sonar profissional, GPS, equipamento completo de salvamento, caixa de peixe de 160 litros e caixa térmica para bebidas e lanches de 60 litros. Um alerta: o barco não possui banheiro. O guia responsável possui 15 anos de experiência e certificado de capitão pela Associação Internacional de Pesca Esportiva.

Quem faz
 Carapirá Pesca Esportiva – Tel. 9982-4057

Lancha na Lagoa da Conceição

O passeio ocorre em uma lancha Evolution de 26 pés. Os roteiros devem ser definidos pelos contratantes da embarcação, que comporta, no máximo, dez pessoas. Os destinos disponíveis contemplam toda a extensão da Lagoa da Conceição, mas podem ser feitos também para outros locais, como Ilha do Campeche ou com volta à Ilha de Santa Catarina, em mar aberto.

A grande vantagem deste tipo de passeio é a rapidez no deslocamento, a baixa incidência de enjôos durante o trajeto e a possibilidade de o contratante definir o roteiro.

Quem faz
 Chefe Fedoca – Tels. 3232-2290/9981-5177

Barco na Lagoa da Conceição

O Ondança, barco de pesca de madeira adaptado para passeios, com 10 metros de comprimento e 3 de boca (largura máxima), comporta entre oito e 14 pessoas e possui espaços no sol e na sombra, deck com escada para mergulho e banheiro a bordo. O casal de comandantes atende de forma diferenciada, nos idiomas português, espanhol, holandês, alemão e inglês.

Existem dez roteiros pré-definidos, mas é possível negociar outros rumos, todos dentro da Lagoa da Conceição. Entre as opções, é possível percorrer toda a Costa da Lagoa, fazer parada no topo da cachoeira, conhecer o Canal da Barra, o Rio Vermelho e a Praia do Saquinho. Próximo à Praia do Saquinho, é praxe o capitão desligar o motor, deixar a embarcação ser conduzida pelas águas, enquanto os passageiros podem admirar e ouvir os pássaros na mata.

O Ondança oferece ainda a opção de passeios por trilha com retorno de barco ou idas sobre as águas com volta a pé. É possível ainda curtir happy hour no barco, a partir das 17h, com petiscos e bebidas a bordo, gratuitamente. A embarcação pode ser alugada por dia ou período e utilizada para outros fins. Basta combinar.

Quem faz
 Ondança – Tels. 3232-1965/8803-3772
 Cooperbarco – Tel. 3232-8266

Comente!

Outros roteiros

ver todos






Atrativos

Dialeto do Manezinho da Ilha

Dialeto do Manezinho da Ilha

Dicionário Manezês de A a Z!

mais atrativos

Cartões-postais

Cartões Postais

mais cartões-postais