10 C
fpolis
sábado, maio 21, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Cinemateca e Funcine lançam a revista de cinema Lado C

spot_img

Cinemateca e Funcine lançam a revista de cinema Lado C

spot_imgspot_img

Para estimular a escrita sobre cinema em Santa Catarina, a Cinemateca Catarinense e o Fundo Municipal de Cinema de Florianópolis lançam na quarta-feira, dia 21, às 20h, no Cineclube Ieda Beck, a revista Lado C. A publicação será trimestral. Na mesma noite ocorre a última sessão do ano do cineclube que a partir de 2012 será itinerante. Haverá pré-estreia de “Bar Canto do Noel”, de Fernanda do Canto, e exibição de “Cerveja Falada”, de Demétrio Panarotto, Guto Lima e Luiz H. Cudo, e “Através do Samba”, de Márcia R. de Oliveira.

Com edição de Dennis Radünz e conselho editoral formado por Cláudia Cárdenas, Flávia Person, Natália Poli e Ricardo Weshenfelder, a proposição de Lado C é atingir públicos distintos, interessados tanto em matérias informativas quanto em ensaios visuais e artigos acadêmicos, fomentando o conhecimento, a reflexão e o senso crítico sobre temas pertinentes como mercado, políticas públicas, linguagem, memória, estética e cineclubismo

No texto “Memórias além da verdade/mentira”, Marina Moros e Antônio Carlos Santos discursam sobre “Canções”, último filme de Eduardo Coutinho, e em “Todo filme é um filme-limite”, entrevista concedida a Adriane Canan, Fábio Brüggemann, Flávia Person e Iur Gomez, o diretor João Moreira Salles fala sobre suas “perdições e procuras”. Coutinho e Moreira Salles estiveram em outubro na 5ª Semana de Cinema da UFSC.
Em “Intenção e Movimento”, Pedro MC faz uma reflexão sobre “Memórias de Passagem”, último curta de Marco Stroisch. A diretora Maria Emília de Azevedo participa de uma entrevista em que ela é sabatinada por um grupo de nove realizadores de cinema sobre seu curta “Mulher Azul”, após uma sessão no Cine Pitangueira. Fausto Douglas Correa Júnior revê “Via Crucis”, filme de 1972, de Deborah Cardoso Duarte e Nelson dos Santos Machado, produzido pelo Diretório Central dos Estudantes da UFSC. Em “Cosmologia new-age”, Ricardo Weschenfelder escreve sobre “A Árvore da Vida”, filme de Terrence Malick detentor da Palma de Ouro 2001.

O assunto de Cláudia Cárdenas é “Ex Isto”, longa de Cao Guimarães e na Sessão Meia Rampa, a revista Lado C publica uma série de cartazes criados por artistas sobre filmes que não existem. A exposição ocorreu em junho de 2011 durante o 15º Festival Audiovisual Mercosul.

FILMES

Cerveja Falada, de Demétrio Panarotto, Guto Lima e Luiz H. Cudo. (Doc/15min/SC/2010).
Rupprecht Loeffler tinha 92 anos de idade no ano de filmagem do curta. Sua profissão? Mestre cervejeiro. Ele e sua cervejaria, a “Canoinhense”, que está em atividade desde 1915, são os personagens deste documentário. Uma viagem no tempo.

Bar Canto do Noel, de Fernanda do Canto (Doc/12min/SC/2011)
Um curta-metragem que acompanhou e documentou as atividades realizadas pelo Bar Canto do Noel, aos sábados à tarde, na Travessa Ratclif, em Florianópolis.

Através do Samba, de Márcia R. de Oliveira (Doc/35’/SC/2011)
Realizado por alunos e professores do curso de História da Universidade do Estado de Santa Catarina em 2011, sobre os redutos de samba em Florianópolis.

O quê: Última sessão do Cineclube Ieda Beck e lançamento da revista “Lado C”
Quando: 21 de dezembro, às 20h.
Onde: Cinemateca Catarinense – Instituto Arco-Íris. Travessa Ratclif, 56 (esquina com João Pinto).
Quanto: Entrada Franca

spot_img