16.3 C
fpolis
sábado, setembro 25, 2021
cinesytem

Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades abre dia 14/02

spot_img

Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades abre dia 14/02

spot_img

Em Florianópolis o projeto estaciona entre os dias 14 e 16 de março

De 14 de fevereiro a seis de maio, Santa Catarina volta a receber um projeto que leva gratuitamente o cinema a quem normalmente não tem acesso fácil a ele: o Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades fará um tour pelo Estado apresentando filmes brasileiros de sucesso, selecionados basicamente para crianças e adolescentes. A iniciativa, que integra o projeto Sul Cine, busca incentivar o acesso democrático à cultura e ao entretenimento.Em sua segunda edição, o Circuito promoverá 209 sessões em 21 cidades catarinenses, com público total estimado de 6.270 espectadores. A primeira cidade a receber o Circuito será Tijucas, e a última, Tubarão. Na edição do ano passado, 3,6 mil pessoas foram a 137 sessões em 15 cidades. Para este ano, foram selecionados cinco filmes: Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme; Turma da Mônica, uma aventura no tempo; O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes; Chico Xavier; e Quincas Berro D’Água. Os filmes são livres para todas as idades, exceto Quincas Berro D’Água, indicado para maiores de 14 anos.

Uma marca do Circuito é sua forma divertida de exibição. Os filmes são passados dentro de um caminhão de cinema especial – o Sala Brasil –, com 30 confortáveis lugares, tela de 120 polegadas, som digital de alta qualidade, iluminação apropriada, climatização, isolamento acústico e térmico e rampa de acesso para portadores de necessidades especiais.

No meio disso tudo, um personagem de fora das telas levará um ingrediente nostálgico ao ambiente: um simpático lanterninha, vestido a caráter e pronto para tomar conta da sessão.

Para o presidente da SCGÁS, Altamir Paes, a exibição de filmes gratuitos para pessoas com menor poder aquisitivo tem relevância social. “É o segundo ano que apoiamos o projeto. Acreditamos na idéia, pois levar cultura a quem não tem muito acesso é uma excelente forma de mexer com a auto-estima, bem-estar e cidadania destas pessoas”, comenta.

O Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades integra o Projeto SUL CINE, criado em 2009 pela Magma Cultura, de Florianópolis. A iniciativa tem patrocínio da SCGÁS e o apoio do Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Além disso, em cada cidade o Circuito conta com o apoio das Fundações Culturais e das Prefeituras Municipais.

Um dos filmes selecionados para o Circuito, a película que conta a história de Chico Xavier, foi o terceiro filme brasileiro mais visto no país em 2010, com 3.412.969 de espectadores em 392 salas de cinema.

No total do ano passado, 134,3 milhões de ingressos de cinema foram vendidos no Brasil – 18,7% para filmes nacionais e 81,2% para produções estrangeiras. Foram lançados no país 302 filmes, dos quais 228 estrangeiros e 74 nacionais. No período, os filmes nacionais faturaram R$ 222 milhões (dados da Agência Nacional do Cinema – Ancine).

SCGÁS

Patrocinadora do Circuito desde o ano passado, a empresa SCGÁS foi criada em 1994 para ser a responsável pela distribuição do gás natural canalizado em Santa Catarina. Desde 2000, vem expandindo a rede de gás natural por todo o Estado, fazendo crescer assim o número de municípios atendidos. Este crescimento coloca a SCGÁS entre as três melhores companhias de gás do país.

Antes de iniciar qualquer obra, a companhia faz estudos para determinar o traçado dos gasodutos e evitar a interferência em redes já implantadas de outros serviços, como água e luz. São utilizadas técnicas avançadas, de acordo com rigorosas normas e padrões internacionais.

O gás natural é um combustível limpo, de origem fóssil, encontrado no subsolo. Gera baixíssima emissão de poluentes e contribui para a redução do efeito estufa. O fornecimento canalizado é uma das grandes vantagens desse combustível, que chega ao seu destino de forma ininterrupta, 24 horas por dia.

Com a utilização do gás natural em Santa Catarina, nos últimos dez anos, 1,2 milhões de toneladas de gás carbônico deixaram de ser jogadas na atmosfera. Isto equivale ao plantio de uma floresta com mais de dois milhões de árvores. Esta floresta teria o tamanho de 1.355.828 campos de futebol.

Sobre a Magma Cultura

O Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades conta novamente com a produção da Magma Cultura, do produtor cultural Jefferson Bevilacqua. A Magma Cultura produz e executa projetos culturais desde 1999. Seu vasto portfólio inclui shows e eventos produzidos em todo o Brasil. Entre os principais Projetos, estão, além do Circuito SCGÁS 2011 de Cinema nas Comunidades, o Conexão Cultural, o Gira Brasil, o Vitrine Cultural e o Cinemóvel Mostra de Cinema Nacional, todos com recursos captados via Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Somados, já levaram arte e divertimento a um público de cerca de 250 mil pessoas, em vários estados brasileiros.

Sobre a Sala Brasil

Moderna sala de cinema estruturada no interior de um caminhão, a Sala Brasil oferece conforto para os espectadores. São 32 acomodações (duas para cadeirantes), tela de 120 polegadas, som digital, iluminação especial, climatização, isolamento acústico e térmico e rampa de acesso para portadores de deficiência.

Em 2010 a Sala Brasil esteve presente com êxito em três projetos culturais produzidos pela Magma Cultura. Ao todo, foram mais de 21 mil pessoas beneficiadas pelas 793 sessões de cinema gratuitas realizadas em 71 cidades de nove estados brasileiros. Os eventos proporcionaram para diferentes regiões do Brasil, a possibilidade de participar de forma democrática, gratuita e acessível de atividades culturais como o cinema. Com todas suas peculiaridades, nosso país apresenta uma rica variedade de condições climáticas, demográficas, econômicas e culturais, entretanto o Sala Brasil rompeu distintas barreiras e foi a cidades do Sul ao Nordeste, onde muitas tinham condições até mesmo precárias, porém possui uma carismática população ávida por cultura, educação e oportunidades.

ROTEIRO

Tijucas – 14 a 16 de fevereiro (Ao lado do Casarão Gallotti)
Gaspar – 17 a 19 de fevereiro (Comunidade da Capela Santa Teresinha)
Indaial – 21 a 23 de fevereiro
21/02 – Bairro Carijós – próximo à UEI Pinguinho de Gente e Colégio Municipal de Indaial
22/02 – Bairro João Paulo II – próximo ao Posto de Saúde e Escola Básica Municipal Úrsula Kroeger
23/02 – Bairro Ribeirão das Pedras – próximo ao Posto de Saúde e Escola Básica Municipal Maria da Graça Salai

Blumenau – 24 a 26 de fevereiro
Joinville – 28 de fevereiro a 04 de março
Palhoça – 10 a 12 de março
Florianópolis – 14 a 16 de março
São José – 17 e 18 de março
Itapema – 21 a 23 de março
Balneário Camboriú – 24 a 26 de março
Itajaí – 28 a 30 de março
Navegantes – 31 de março a 02 de abril
Pomerode – 04 a 06 de abril
Guaramirim – 07 a 09 de abril
Ascurra – 11 a 13 de abril
Rio do Sul – 14 a 16 de abril
Lages – 18 a 20 de abril
Araranguá – 25 e 26 de abril
Criciúma – 27 a 30 de abril
Içara – 02 e 03 de maio
Tubarão – 04 a 06 de maio


PROGRAMAÇÃO

Castelo Rá-Tim-Bum, o Filme (1999) – Classificação livre
O aprendiz de feiticeiro Antonino Stradivarius (Diegho Bueno), um menino de 300 anos, vive em um castelo encantado com seus tios e mentores: Morgana (Rosi Campos) e Doutor Victor (Sergio Mamberti). Eles aguardam um momento mágico quando os planetas do Sistema Solar se alinham e seus poderes são renovados. Mas, para isso, Nino precisa escrever encantamentos em seu livro, que, após várias tentativas, continua em branco. Porém, quando a malvada tia Losângela (Marieta Severo) entra em cena, os planos de Nino tomam novo rumo, e agora ele precisa bolar um plano para salvar seus tios da destruição.

Turma da Mônica, uma aventura no tempo (2007) – Classificação livre
Franjinha inventa uma máquina que domina o tempo juntando os quatro elementos da
natureza: água, fogo, terra e ar. A confusão começa quando Cebolinha e Cascão entram
correndo no laboratório fugindo da Mônica, que erra a mira e atira o coelhinho Sansão na máquina de Franjinha. O choque faz os quatro elementos irem cada um para uma época diferente, mas sempre no mesmo lugar: o bairro do Limoeiro, onde a turma vive.

O Grilo Feliz e os Insetos Gigantes (2009) – Classificação livre
Uma nova história do inspirado grilo azul, que já havia encantado as famílias no primeiro filme. Agora, Grilo Feliz quer gravar um CD, mesmo desejo de uma divertida banda de rap formada por sapos. Porém ambos se deparam com a vilã Trambika, que pirateia suas músicas e acaba por unir sapos e insetos numa inesperada aventura.

Chico Xavier (2010) – Classificação livre
Uma adaptação para o cinema que descreve a trajetória do médium, que viveu 92 anos desta vida terrena desenvolvendo importante atividade mediúnica e filantrópica. Fechava os olhos e colocava no papel poemas, crônicas e mensagens. Seus mais de 400 livros psicografados consolaram os vivos, pregaram a paz e estimularam a caridade. Para os admiradores mais fervorosos, foi um santo. Para os descrentes, no mínimo um personagem intrigante.

Quincas Berro D’Água (2010) – Classificação indicativa: 14 anos
Rei dos botecos, bordéis e gafieiras da Bahia, o ex-funcionário público Quincas Berro d’Água é encontrado morto em sua cama. Inconformados com sua morte, seus melhores amigos “roubam” o corpo e o levam para uma última noite regada a festa e muita bebida. Em meio a mil confusões, Quincas “vive” a sua segunda e definitiva morte, desta vez como sempre sonhou. Baseado na obra de Jorge Amado.

spot_img
spot_img

Leia mais