17.6 C
fpolis
domingo, agosto 14, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Continuam as ações para a recuperação da antiga Casa de Câmara e Cadeia

spot_imgspot_img

Continuam as ações para a recuperação da antiga Casa de Câmara e Cadeia

spot_imgspot_img

O objetivo da Prefeitura é devolver para a população um dos edifícios mais antigos da Capital Catarinense, através do restauro, reutilização e conservação da antiga Casa de Câmara e Cadeia para a implantação de um museu que vai contar a história da cidade.

Após um período de ajustes, a Prefeitura da Capital, através do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), retomou os trabalhos de elaboração do projeto da Casa de Câmara e Cadeia. Devido às características do monumento, o projeto está sendo desenvolvido com base em informações históricas e em evidencias presentes na arquitetura preservada. Uma das definições básicas do projeto de restauro, reutilização e conservação, é verificar a existência das antigas estruturas da cadeia, hoje desaparecidas. É importante destacar que a edificação no século XVIII foi construída para abrigar no térreo uma carceragem e no pavimento superior a Câmara, ou seja, o poder legislativo.

Os trabalhos de arqueologia, importantes para a confirmação material de informações em documentos históricos, serão divididos em três etapas. A primeira, de caráter preliminar, teve início no dia 14 deste mês. Foram retirados entulhos depositados sobre a camada arqueológica superficial, de modo que a limpeza evidencie os alicerces e outras estruturas, após a remoção dos assoalhos realizados no início deste ano.

O próximo passo será a prospecção arqueológica de superfície por meio de Radar de Penetração de Solo (GPR), que possibilitará a comprovação das estruturas soterradas em até 4,00 metros de profundidade, orientando a terceira etapa, que será a escavação propriamente dita. Esta segunda etapa será iniciada no próximo mês.

Os técnicos do Setor de Patrimônio Histórico, Artístico e Natural do Município (SEPHAN) estão desenvolvendo o projeto de restauração, reutilização e conservação do monumento, o qual é composto de atividades preliminares destinadas a identificação e ao conhecimento do bem cultural. Da mesma forma o diagnóstico do estado de conservação e da proposta de intervenção. A previsão de conclusão do projeto é final de março de 2011, sendo que a captação de recursos inicia após a conclusão do projeto. Ao final serão realizadas as obras propriamente ditas, paralelamente com a instalação do Museu da História da Cidade.

“ Este prédio é de grande importância histórica para o município e sua restauração é um pedido de todos os florianopolitanos” , comentou o superintendente do IPUF, Átila Rocha dos Santos. Segundo ele, o prédio da antiga Casa de Câmara e Cadeia apresenta grande valor no contexto político-social da cidade, pois além de estar estritamente
vinculado a vida política de nossa Capital, é uma das mais importantes edificações da arquitetura civil do século XVIII.

O sobrado, de arquitetura luso-brasileira, foi construído entre 1771 e 1778 e custou sete contos e novecentos mil réis. No decorrer dos anos também foi sede da Assembléia Legislativa, do Tribunal do Júri, do Arquivo Histórico do Município, do Gabinete do Prefeito e da Câmara Municipal até 2005. No início do século 20, a cadeia foi desativada e o edifício sofreu uma reforma que modificou sua feição estética, adquirindo as atuais características, de cunho eclético.

spot_img

Leia mais