15.5 C
fpolis
quinta-feira, maio 19, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Crianças da Capital têm o menor índice de cárie do país

spot_img

Crianças da Capital têm o menor índice de cárie do país

spot_imgspot_img
O Programa Saúde na Escola vem desenvolvendo ações que contribuem para a saúde bucal de estudantes.
foto/divulgação:
Participação do PSE na EBM Vitor Miguel de Souza

Florianópolis é a Capital do Brasil com o menor índice de cárie aos 12 anos, com uma média de dentes corrompidos, perdidos e restaurados de 0,77%. Significa dizer que cada criança tem menos de um dente cariado nessa faixa etária.

O Programa Saúde na Escola (PSE), parceria entre os governos federal e municipal, vem prevenindo as cáries e incentivando a escovação. Nas visitas às escolas, feitas por profissionais da saúde bucal, os alunos recebem kits de creme dental e escovas de dente. Projetos como esse vão continuar em 2012, uma vez que as secretarias de educação e saúde renovaram o convênio para atuarem conjuntamente no PSE.

PSE

Desde 2008, o Programa Saúde na Escola é desenvolvido principalmente nas escolas básicas e desdobradas pertencentes à Secretaria de Educação de Florianópolis. O objetivo é desenvolver ações de prevenção e promoção da saúde integral dos alunos, divulgando informações educativas sobre os principais cuidados com o corpo e com a saúde do organismo.

Uma das coordenadoras do Programa Saúde na Escola, pela Secretaria de Educação em Florianópolis, Giorgia Wiggers, explica que a proposta é disseminar informações educativas entre as crianças, proporcionando a adoção de hábitos que contribuam para um desenvolvimento saudável e principalmente a aproximação entre os centros de saúde e as escolas. O trabalho conjunto está resultando em crianças mais saudáveis, conscientes e dispostas aos estudos.

“As atividades do PSE buscam educar os alunos para que eles aprendam a cuidar melhor do próprio corpo, adotando hábitos que contribuam para o seu crescimento saudável e também para a prevenção de inúmeras doenças. Criança saudável tem mais disposição e as possibilidades de aprendizagem são maiores”, destaca a coordenadora.

Eixos

O programa está implantado em todas as escolas básicas e desdobradas da Capital, totalizando 36 unidades atendidas.

O projeto é dividido em seis eixos principais que norteiam o trabalho dos postos de saúde e das escolas. São eles: promoção a alimentação saudável; prática de atividades físicas; educação para saúde sexual; prevenção ao uso de álcool, tabaco e outras drogas; promoção da cultura de paz e prevenção a violências; e promoção da saúde ambiental e desenvolvimento sustentável.

Intendente Aricomedes

Os professores possuem participação efetiva no processo. Cada unidade envolvida tem um profissional que mantém contato direto com um agente de saúde da região. Na Escola Básica Intendente Aricomedes da Silva, bairro Cachoeira do Bom Jesus, a orientadora escolar Ana Elisa faz este trabalho. Durante o ano letivo, os alunos participaram de avaliação antropométrica, que consiste na medição e pesagem, avaliação da saúde bucal, visual e auditiva. Os alunos da 7ª e 8ª série assistiram a uma palestra sobre higiene com estudantes de medicina da UNISUL.

Para Ana Elisa a renovação do projeto em 2012 proporciona um crescimento na qualidade de ensino da escola, pois mais estudantes serão beneficiados. Um exemplo é o aluno Adalberto Camilo, da 6ª série da unidade. Os professores perceberam que o estudante possuía dificuldades de leitura, o que o prejudicava no rendimento escolar. “Neste caso nós acionamos os profissionais de saúde, na consulta foi detectado que o problema dele era apenas visual”, afirma Ana. Agora o Adalberto usa óculos, fornecidos pelo SUS. Com os dados das ações realizadas em 2011, a unidade já monta um plano de ação, para combater a obesidade entre as crianças que estão acima do peso.

spot_img