22.6 C
fpolis
domingo, novembro 28, 2021
cinesytem

Festival de fotografia no Terminal Urbano do Centro de Florianópolis

spot_img

Festival de fotografia no Terminal Urbano do Centro de Florianópolis

spot_img

Exposição fotográfica com 34 fotos de 2 x 3 metros vai ocupar por dois meses espaço por onde circulam mais de 250 mil pessoas diariamente

São 34 fotos de 2 x 3 metros com o tema Retrato, Identidade e Cotidiano. A exposição abre dia 18, terça-feira, às 7 horas da manhã, no Terminal Urbano do Centro. Pelo espaço do transporte coletivo circula uma média de 250 mil pessoas diariamente. A mostra integra o 2º Festival de Fotografia Floripa na Foto, que ocorre de 25 a 30 de outubro no Centro Histórico de Florianópolis e com uma expedição fotográfica para o Leste da Ilha no último dia.

O festival também inaugura neste dia 18, às 18h, na galeria Martinho de Haro, da Câmara Municipal de Florianópolis, a exposição Dulce Maria, um retrato pungente da filha cuidando da mãe já idosa e doente.

Os fotógrafos que participam da exposição no Ticen são brasileiros, mas a maior parte é de Santa Catarina. Algumas imagens foram captadas no exterior, como a foto de uma senhora italiana, de José Roberto Comodo (SP), e a imagem da Etiópia, de Fábio Elias (RJ).

A mulher que caminha apressada pela praia com uma cumbuca de barro nas mãos, captada por Ana Sabiá, de Florianópolis, ou o rapaz compenetrado ao lado da janela, fotografado por Andrea Eichenberger, catarinense que vive na França, são outras imagens à disposição do público.

A partir do tema Retrato, Identidade e Cotidiano, os fotógrafos convidados enviaram imagens para seleção. A curadoria foi feita pelas coordenadoras do festival, Lu Renata e Lucila Horn, que elegeram uma foto de cada participante.

Ao produzir uma exposição num espaço de grande circulação, o objetivo do festival é popularizar mostras fotográficas, na maioria das vezes restritas a espaços de pouca circulação de espectadores.

O projeto desta exposição do Floripa na Foto conta com o patrocínio da

Fundação Cultural Franklin Cascaes através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e o apoio cultural da Eletrosul Centrais Elétricas.

As demais exposições do Festival foram viabilizadas através de parcerias com as instituições culturais e o patrocínio do Funcultural.

Já estão abertas ao público as mostras: Marinhas – Arqueologia da Morte de Orlando Azevedo, no Palácio Cruz e Sousa e Outono, do coletivo 6×6 na Galeria Pedro Paulo Vecchietti com fotos de: André Paiva, Álvaro de Azevedo Diaz, Guilherme Ternes, Marco Giacomelli e Walmor de Oliveira.

FOTÓGRAFOS

Intervenção Urbana

Alvaro de Azevedo Diaz

Ana Sabiá

André Paiva

Andrea Eichenberger

Angélica Lüersen

Anninha Piccolo

Caio Cezar

Célia Antonacci

Celso Peixoto

Daniela Buzzi

Danisio Silva

Deise Luciane Cristofoli

Edu Cavalcanti

Fabio Elias

Giselle Seibel

Henrique Pereira

João Abreu

João Paulo Barbosa

José Roberto Comodo

Joseane Daher

Luciene Kumm

Lucila Horn

Lu Renata

Milla Jung

Mara Freire

Otávio Nogueira

Rafael Vilela

Renan Rosa

Rogerio Ferrari

Sergio Sakakibara

Silvana Leal

Simone Thiesen

Virginia yunes

Walmor de Oliveira


O quê: Abertura da exposição Intervenção Urbana. Onde: Terminal de Integração do Centro, Centro, Florianópolis.

Quando: Dia 18 de outubro, às 7h. Visitação até 20 de dezembro, diariamente, 24h

Quanto: gratuito.

O quê: Abertura da exposição Dulce Maria, de Virginia Yunes.

Quando: Dia 18, às 18h. Visitação até dia 28 de outubro, de segunda à sexta das 8 às 19h.

Onde: Galeria Martinho de Haro da Câmara Municipal de Florianópolis. Rua Anita Garibaldi, 35, Centro, Florianópolis.

Quanto: gratuito.

O quê: Exposição Outono com o Coletivo 6 x 6.

Quando: Visitação até 30 de outubro, de segunda a sexta, das 10h às 18h.

Onde: Galeria Municipal de Arte Pedro Paulo Vecchietti. Praça 15 de Novembro, 180, esquina com Rua Tiradentes, Centro, Florianópolis.

Quanto: gratuito.

O quê: Exposição Marinhas – Arqueologia da Morte, de Orlando Azevedo.

Quando: Visitação até 15 de novembro, de terça a sexta, das 10h às 18h, sábados e domingos, das 10 às 16h.

Onde: Museu Histórico de Santa Catarina – Palácio Cruz e Sousa. Praça 15 de Novembro, 227, esquina com Rua Tenente Silveira, Centro, Florianópolis.

Quanto: gratuito.

spot_img
spot_img