21.4 C
fpolis
sexta-feira, outubro 22, 2021
cinesytem

Floram apresenta projeto ecológico de iluminação pública do Parque da Luz

spot_img

Floram apresenta projeto ecológico de iluminação pública do Parque da Luz

spot_img

Dia 31 de Dezembro acontece o ato de acendimento das lâmpadas onde estarão presentes autoridades municipais, moradores e representantes da Associação Amigos do Parque da Luz.

Dentro de 24 dias sessenta e cinco postes de iluminação de bateria solar serão instalados no Parque da Luz (Centro), localizado na cabeceira insular da Ponte Hercílio Luz. O termo de cooperação entre a Fundação Municipal Meio Ambiente (Floram) e a organização não-governamental FloripAmanhã, com a participação da Associação Amigos do Parque da Luz (AAPluz), foi assinado na tarde desta segunda-feira na sede da Fundação Municipal do Meio Ambiente.

Segundo o diretor superintendente Gerson Basso, o projeto contará com a instalação de 65 postes, com sistema de iluminação Fotovoltaica. “Para que não sabe a Célula Fotovoltaica é feita de material especial (semicondutores), cujo comportamento elétrico está entre o de condutores metálicos e o de bons isolantes. Ao absorver luz, este dispositivo produz uma pequena corrente elétrica”.

São 30 unidades de módulo solar 20 wp (watts pico) com alta eficiência, altura de três metros e 35 unidades de módulo solar de 40 wp (watts pico) também com AF, porém com altura de quatro metros. “Com o parque iluminado acreditamos que o consumo de drogas ao ar livre irá diminuir”, diz Basso.

Muitas administrações se passaram e tudo ficou na promessa revela Maria Carolina Linhares, que reside nas proximidades. “Lixo, drogas, excluídos, de tudo um pouco. Já vi cinco prefeitos passarem pelo comando do executivo e nada de resolução concreta, porém, agora com Gerson Basso a frente da Floram as coisas estão acontecendo com mais rapidez. Primeiro foi a retomada da posse da casa do Parque da Luz que foi toda reformada, depois à retirada das lanchonetes que estavam construídas dentro da propriedade pública, o término das calçadas que circundam o parque, e sou testemunha que as obras de revitalização não param”.

O presidente da associação Amigos do Parque da Luz, Carlos Stadler, salienta que como Área Verde de Lazer (AVL), ao término das obras, a população vizinha irá retomar o costume de passear e praticar exercícios no local. “Com educação ambiental e atividades sócio-culturais sendo implantadas, cada um procura seu lugar apropriado”.

Em 2011 o público visitante poderá conferir além de atividades físicas, fisioterapia e artes marciais através do projeto Floripa Ativa que é voltado à terceira idade.

spot_img
spot_img