16.3 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Política habitacional voltada a áreas de risco é tema de encontro em Florianópolis

spot_img

Política habitacional voltada a áreas de risco é tema de encontro em Florianópolis

spot_img

O papel do gestor público no atendimento a famílias residentes em áreas de risco foi tema de um encontro realizado nesta quinta-feira (28), no Teatro Pedro Ivo Campos, em Florianópolis. Cerca de 200 pessoas, entre representantes de municípios e especialistas, participaram do seminário promovido pela Companhia de Habitação do Estado de Santa Catarina (Cohab/SC).

Por conta das frequentes tragédias climáticas que assolam o Estado, o tema foi incluído em um capítulo específico do Plano Catarinense de Habitação de Interesse Social (PCHIS), desenvolvido pela Cohab/SC em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs). De acordo com a diretora presidente da Companhia, Maria Darci Mota Beck, atualmente cerca de 10 mil famílias vivem em regiões consideradas vulneráveis no território catarinense. “A nossa meta para esta gestão é que, no mínimo, metade destas famílias sejam contempladas com moradias em áreas seguras”, afirmou.

Em um das apresentações, o professor Antônio Edésio Jungles, diretor-geral do Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade Federal de Santa Catarina (Ceped/UFSC), classificou o Estado como um dos mais atingidos por desastres naturais. Ele ressaltou ainda que a situação se agrava devido à diversidade destes fenômenos — deslizamentos, inundações, estiagens, granizos, vendavais, marés de tempestades, entre outros. “Não há uma região de Santa Catarina que não sofra com algum destes problemas. No entanto, o Vale do Itajaí e o Sul são frequentemente mais atingidos por causa de suas características de construção urbana.”

Também participaram do evento o diretor de Assuntos Fundiários Urbanos da Secretaria Nacional de Programas Urbanos/Ministério das Cidades, Celso Santos Carvalho; o major Emerson Neri Emerim, gerente de prevenção do Departamento Estadual de Defesa Civil; e Cibele Assmann Lorenzi, arquiteta da Prefeitura de Florianópolis.

O seminário desta quinta-feira foi o segundo promovido pela Cohab/SC para a elaboração do PCHIS. Em outubro do ano passado, um primeiro evento foi realizado no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa do Estado. Naquela ocasião, estiveram em pauta temas como a regularização fundiária, a urbanização de assentamentos precários e as soluções para a habitação promovidas pelo poder público e outros agentes, como cooperativas e sindicatos.

spot_img
spot_img