18 C
fpolis
quarta-feira, dezembro 8, 2021
cinesytem

Projeto Acústico Brognoli doa instrumentos para Orquestra Escola de Florianópolis

spot_imgspot_img

Projeto Acústico Brognoli doa instrumentos para Orquestra Escola de Florianópolis

spot_img

Aos sete anos de idade, o pequeno Matheus Paulino de Oliveira Xavier já arranha no violino, um instrumento clássico, canções de gênios da música erudita de todos os tempos. Uma vez por semana ele e outros jovens e crianças têm lições música, através do projeto Orquestra Escola da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes. Basta uma visita aos ensaios da Orquestra para responder à pergunta do por que vale a pena investir em cultura: por meio da música, valores de toda uma vida são repassados aos jovens de comunidades carentes, que encontram na arte não só uma futura profissão como também uma formação humana.

Em 2011, o projeto Acústico Brognoli, realizado há sete anos pela maior empresa do setor de imóveis do Sul do Brasil, a Brognoli Negócios Imobiliários, doou toda a renda arrecadada com a venda dos ingressos para o espetáculo “Choro, a Música desta Terra”, realizado em julho deste ano, para a compra de instrumentos clássicos para a Orquestra Escola. São instrumentos que agora vão ajudar os cerca de 200 alunos a praticarem a música em casa e durante as aulas.

A Orquestra Escola desde 2006 oferece oficinas de ensino instrumental e de prática de orquestra. O projeto busca não só a inclusão social como a contribuição para o exercício pleno da cidadania e a meta é ampliar o ensino de 200 para 500 alunos. Para ensinar os jovens, a orquestra utiliza o método Suzuki, um método de ensino japonês que ensina as crianças primeiro a manusearem os instrumentos e aos poucos vão inserindo teoria musical.

“A arte eleva o espírito e é algo que se pode fazer até morrer. Quando se ensina arte, junto se ensinam lições de disciplina, respeito, trabalho coletivo”, afirma o maestro e mentor do projeto, Carlos Alberto Vieira. Ele afirma que a arte é um meio para se chegar a um lugar e a música desperta nos jovens o respeito ao próximo, a observação da natureza, das pessoas, dos animais. “Somos seres

spot_img
spot_img