15.2 C
fpolis
segunda-feira, outubro 18, 2021
cinesytem

Publicação multimídia resgata obra e processos artísticos de Luiz Henrique Schwanke

spot_img

Publicação multimídia resgata obra e processos artísticos de Luiz Henrique Schwanke

spot_img

Percurso do Círculo: Schwanke – séries, múltiplos e reflexões apresenta obras inéditas, escritos deixados pelo artista em cadernos e diários, além de ensaios e artigos de críticos. O lançamento ocorre na sexta-feira, 17/12, às 19h, na Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis

Percurso do Círculo: Schwanke – séries, múltiplos e reflexões, publicação multimídia editada pela Contraponto e organizada por Kátia Klock, Ivi Brasil e Vanessa Schultz será lançada no dia 17 de dezembro, às 19h, na Fundação Cultural Badesc, em Florianópolis. A obra destaca o processo artístico de Luiz Henrique Schwanke (Joinville, 1951-1992), referência das artes plásticas em Santa Catarina. Encartado no livro há um DVD com o documentário À luz de Schwanke apresentado em duas versões (8min e 17min), também produzido pela Contraponto. Percurso do Círculo foi realizado com os recursos do Edital de Cultura Elisabete Anderle (Governo SC) e a primeira edição de mil exemplares será distribuída gratuitamente para bibliotecas, escolas, universidades, museus e críticos.

A instalação do carrossel Percurso do Círculo apresentada em Fortaleza, inspirou o título deste livro. A publicação é bilíngue (português/inglês) e tem o objetivo de expor e evidenciar um recorte dos processos de transformação da produção do artista. Reflexões são levantadas e obras inéditas são apresentadas, como os trabalhos revelados pela primeira vez, que foram encontrados há pouco pelo Instituto Luiz Henrique Schwanke, apoiador do livro. A obra também resgata pensamentos e escritos deixados pelo artista em cadernos e diários. Os textos por ele produzidos podem ser considerados como o fio condutor da obra.

Esse universo de criação dialoga com interferências feitas por críticos de arte e estudiosos, através ensaios e artigos – atuais e de época. Agnaldo Farias, curador da 29ª Bienal de São Paulo, destaca uma de suas obras mais importantes Cubo de Luz, Antinomia, apresentada na Bienal de São Paulo de 1991. No texto Filigrana, a jornalista Néri Pedroso, amiga do artista, o descreve na sua intimidade e destaca traços de sua personalidade. Em Poética Iluminada, o crítico de arte Fabio Magalhães reforça a produção e obsessão de Schwanke pelo claro-escuro e fascínio pela luz na obra de arte. Frederico Morais, crítico e historiador de arte, em texto publicado originalmente em 1989, lamenta a ausência do artista na Bienal daquele ano. Coincidentemente, Schwanke participou da Bienal seguinte, em 1991. No artigo A virada de Schwanke, de 1988, Harry Laus observa a mudança de tema e técnica na obra do artista, que passou a fazer esculturas. Nadja de Carvalho Lamas, pesquisadora e crítica de arte, Charles Narloch, curador, e Alena Marmo, professora e pesquisadora, também registram suas impressões. Nas últimas páginas, um fio cronológico guia a trajetória do artista.

“Com um olhar jornalístico e outro artístico, selecionamos trabalhos e escritos de Schwanke, acrescentamos textos de críticos que conviveram com ele e agora oferecemos uma publicação que, desejamos, sirva de fonte, como um campo ampliado de possibilidades de pesquisa sobre a obra de Luiz Henrique Schwanke”, destacam os organizadores.

Há muitas razões para um artista despontar em seu tempo. Luiz Henrique Schwanke foi voraz em 20 anos de produção, principalmente nas décadas de 1970 e 1980. A obra completa, segundo pesquisadores, chega a 5 mil peças, entre desenhos, pinturas, instalações, esculturas e projetos. Percurso do Círculo mostra que a poética de Schwanke continua viva em suas obras, não apenas nas formas espaciais palpáveis ou visíveis, mas principalmente nas “formas narrativas” imateriais, como ele próprio conceituou.

Percurso do Círculo: Schwanke – séries, múltiplos e reflexões

organização • Kátia Klock, Ivi Brasil e Vanessa Schultz
editora • Contraponto (www.contraponto.tv)

publicação multimídia . livro com DVD encartado

artigos inéditos e de época • Agnaldo Farias, Néri Pedroso, Fabio Magalhães, Frederico Morais e Harry Laus

apoio cultural • Edital Elisabete Anderle (FCC/Secretaria de Cultural, Turismo e Esporte, Governo SC)

apoio • Instituto Luiz Henrique Schwanke (Joinville, SC), Fundação Cultural Badesc

páginas • 160

tamanho • 17,5 x 21cm

português • inglês

distribuição gratuita

Lançamento

Data: sexta-feira • 17 de dezembro • 19h
Local: Fundação Cultural Badesc (Rua Visconde de Ouro Preto, 216 – Centro – Florianópolis)

spot_img
spot_img