13.8 C
fpolis
sexta-feira, agosto 12, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Saiba mais sobre os manguezais de Florianópolis

spot_imgspot_img

Saiba mais sobre os manguezais de Florianópolis

spot_imgspot_img

São seis os manguezais existentes no município. Floram, Fatma e Ibama são os órgãos responsáveis pelo monitoramento.

Os manguezais são ecossistema sob influência das marés, onde se desenvolve uma vegetação característica, denominada de mangue. Possuem fauna composta por espécie de origem terrestre e aquática. Em função de sua riqueza biológica são considerados “berçários” naturais.

Em Florianópolis temos: o Manguezal do Itacorubi, o Manguezal de Ratones, o Manguezal do Saco Grande; o Manguezal do Rio Tavares e o Manguezal da Tapera. Sendo que o Manguezal do Itacorubi corresponde ao Parque Municipal do Itacorubi, Unidade de Conservação municipal, administrada pela Floram; o Manguezal de Ratones, juntamente com o Manguezal do Saco Grande, integram a Estação Ecológica dos Carijós; e o Manguezal do Rio Tavares é parte integrante da Reserva Extrativista Marinha do Pirajubaé, ambas as unidades foram instituídas pela União e administradas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Os manguezais são áreas reconhecidas ambientalmente e legalmente como importantes de serem preservadas, sua ocupação é considerada ilegal uma vez que estas áreas são protegidas pelo Código Florestal (Lei Federal n° 4771/65), bem como são caracterizadas como Áreas de Preservação Permanente (APP), conforme a Resolução CONAMA nº 303/02.

Cientes do extremo valor ambiental e da necessidade de se proteger e manter intactos esses ambientes, a Prefeitura Municipal de Florianópolis, por meio da Floram, viabiliza por programação sistemática ou por denúncias feitas pela população o monitoramento promovendo efetiva fiscalização dos manguezais, principalmente para evitar impactos negativos e novas ocupações, pois estas ocasionam perdas, para a sociedade como um todo.

Contudo, todo o cidadão deve ter responsabilidades com a proteção do meio ambiente, bem como o dever de preservá-lo contra ações nocivas, portanto qualquer agressão, por pessoa ou empresa, deve ser denunciada.

O diretor superintendente, engenheiro Gerson Basso esclarece que as denúncias podem ser anônimas, pois preserva o cidadão de situações de perseguição por comunicar irregularidades, e devem ser formalizadas por meio do telefone (48) 3234-8483, ou via e-mail: floram@pmf.sc.gov.br

spot_img

Leia mais