15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

Trote solidário da Udesc terá ação social e visita em instituições de Florianópolis

spot_img

Trote solidário da Udesc terá ação social e visita em instituições de Florianópolis

Na próxima segunda-feira (21/2), a partir das 8h30, 120 calouros aprovados no último vestibular vocacionado de verão dos cursos de Administração Empresarial, Administração Pública e Ciências Econômicas, do Centro de Ciências de Administração e Socioeconômicas (Esag) da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) participam do trote solidário que terá ação social e visita em duas instituições de Florianópolis.

Nesta edição – o trote solidário acontece desde 2003 com organização do Diretório Acadêmico da Esag (Daag) – os calouros terão que levar para a universidade, no primeiro dia de aula, doações, como alimento não perecível, que serão encaminhados para as instituições.

“Nós vamos armazenar os alimentos e entregar para instituições durante a semana. Na próxima segunda-feira, após a doação, vamos levar os calouros em ônibus cedidos pela Udesc, para fazer atividades com as crianças como brincadeiras educativas, pinturas e outras ações”, explica o relações públicas da Daag e estudante da terceira fase do curso de Administração Pública, Diogo Carvalho Silva. As visitas com duração de 2h30 minutos serão coordenadas por 20 veteranos e irão acontecer na Casa da Criança do Morro da Penitenciária e no Instituto Lagoa Social, na capital catarinense.

Os trotes estão proibidos em Santa Catarina a partir deste ano através da Lei 15.431, de autoria do deputado Marcos Vieira, sancionada pelo ex-governador Leonel Pavan no fim do ano passado, mas o Diretório Acadêmico da Esag (Daag) da Udesc já realiza o trote solidário desde 2003. “O momento do trote tem que ser de retribuição a sociedade pela oportunidade de estar estudando em uma universidade pública. Por isso, adotamos o trote solidário, para contribuir com a sociedade catarinense”, diz o aluno da Udesc.

Aqueles que desrespeitarem a Lei, que proíbe a realização de trotes no âmbito escolar, podem levar multa de R$ 1 mil a R$ 20 mil. Além da multa, os responsáveis para realização dos trotes terão a suspensão das atividades letivas pelo prazo de seis meses a um ano. Os valores arrecadados pela aplicação da multa serão destinados às campanhas de esclarecimento sobre a Lei 15.431.

Serviço:

O trote solidário vai acontecer em dois locais: na Casa da Criança Morro da Penitenciária, na rua Álvaro Ramos, 320, na Trindade; e no Instituto Lagoa Social, na Avenida Virgílio Varzea, s/n, no Saco Grande.

spot_img
spot_img

Leia mais