19 C
fpolis
segunda-feira, dezembro 6, 2021
cinesytem

Feira de livros da Editora da UFSC segue até amanhã em Florianópolis

spot_imgspot_img

Feira de livros da Editora da UFSC segue até amanhã em Florianópolis

spot_img

Termina na sexta (9), às 20 horas, na Praça da Cidadania da UFSC, oportunidade de adquirir com descontos de até 70% lançamentos de qualidade das melhores editoras universitárias do País, incluindo obras de uso didático, ciência, poesia, ficção e ensaio.

Estudantes, professores, funcionários e pessoas da comunidade em geral têm só até sexta-feira para aproveitar os livros de qualidade com preços vantajosos que a Feira de Livros da Editora da Universidade Federal de Santa Catarina e Liga de Editoras Universitárias está oferecendo. Prorrogada em uma semana, a Feira prossegue até o dia 9 de setembro, em horário estendido, das 9 às 20 horas, na Praça da Cidadania da UFSC. Em um pavilhão coberto e protegido da chuva, a Feira está oferecendo uma diversidade de 800 títulos e dez mil exemplares com descontos de 50 a 70%, entre lançamentos e livros do acervo da EdUFSC e das melhores editoras universitárias do País, que incluem obras de uso didático, ciência, poesia, ficção e ensaio.

Aberta aos alunos, professores, funcionários e leitores em geral, a feira também está comercializando os últimos livros publicados pelas universidades integrantes da Liga de Editoras Universitárias (LEU), que incluem a USP, Unicamp, UFMG, UFPA e UFSP. “Graças a essa parceria, iniciada na Feira da abertura do primeiro semestre, a EdUFSC está oferecendo à comunidade interna e externa os melhores títulos publicados no meio científico e acadêmico do País, todos igualmente com desconto”, pontua o diretor geral. Um dos exemplos é a belíssima edição comentada, ilustrada e em capa dura que a Editora da Unicamp lançou de A Divina Comédia, de Dante Alighieri, com desenhos de Sandro Botticelli. Outros exemplos são Economia da Inovação, de Chris Freemann, também da Unicamp, e Física 1 – Mecânica, da Edusp.

Como em todas as feiras de volta às aulas, os livros da Série Didática da EduFSC lideram as vendas, com Estatísticas Aplicadas às Ciências Sociais e Anatomia Sistêmica em primeiríssimo lugar, segundo Arminda Maria Mota, responsável pela feira. Entre os títulos de maior saída estão os lançamentos Mamãe África, cheguei ao Brasil, que fala sobre os direitos das crianças e adolescentes sob a perspectiva da igualdade racial e As relações entre a União Europeia, de Karine de Souza Silva.

Durante a Feira, a EdUFSC lançou quatro novas coleções nas áreas de arquitetura, direito, artes visuais e obras de formação. Fazem parte desses lançamentos a coleção “Visuais”, com a colossal obra Negerplastik/Escultura Negra, de Carl Einstein; “Urbanismo e Arquitetura da Cidade”, voltada para a produção de pesquisadores locais e internacionais, com o livro Arquitetura, Urbanidade e Meio Ambiente, de Almir Francisco Reis; “Direito e Saúde”, em parceria com a Fundação José Arthur Boiteux (Funjab), com o livro De Defensivos a Agrotóxicos, de Maria Leonor Paes Cavalcanti Ferreira e a esperada coleção “Repertório”. A reedição de Últimos Sonetos, de Cruz e Sousa, cuja publicação da UFSC, em 1997, estava esgotada há vários anos, inaugura esta última, Repertório, que vai publicar pequenos volumes clássicos de diferentes áreas das humanidades. “O motivo da coleção é ajudar o leitor a fazer uma biblioteca de textos básicos, a um custo bem baixo e com edição supercaprichada”, explica o diretor geral, Ségio Medeiros.

Entre os lançamentos de produção própria da UFSC incluem-se ainda três obras de impacto na Coleção Geral: Escritos de véspera, O Pinheiro Brasileiro, de João Rodrigues Neto e a obra de referência ALER – Atlas lingüístico e Etnográfico da Região Sul do Brasil, contendo as Cartas Fonéticas Morfossintáticas, que chega nesta terça (23) da gráfica para lançamento durante a Feira. Organizado por Walter Koch, Cléo Wilson e Mário Kassmann, o trabalho, publicado em dois volumes, traz uma contribuição fundamental para o estudo da variação lingüística nessa região. Já o renomado botânico brasileiro João Rodrigues de Mattos faz um apaixonado apelo à sobrevivência da auracária em O Pinheiro Brasileiro. No exaustivo estudo sobre a araucária, sustenta sua importância simbólica, ecológica e econômica para o Sul do Brasil. Em Escritos de véspera, Luiz Costa Lima, um dos mais importantes críticos do Brasil, discute as mudanças de paradigmas críticos na área dos estudos literários desde os anos 70.

SERVIÇO

Feira de Livros da Editora da UFSC/LEU

Encerramento: 9/9/2011
Horário de funcionamento:
das 9:00 às 20 horas
Descontos: de 50 a 70%

(Exemplos de livros com desconto:)
Anota aí – de R$ 20,00 por R$ 10,00
Anatomia sistêmica – de R$ 27,00 por R$ 13,50
Farmacognosia – de R$ 96,00 por R$ 48,00
Introdução à Engenharia – de R$ 39,60 por R$ 19,80
Estatística aplicada às ciências sociais – de R$ 42,00 por R$ 21,00
Pensar/escrever o animal – de R$ 39,00 por R$ 19,50

spot_img
spot_img