23.8 C
fpolis
sábado, dezembro 4, 2021
cinesytem

VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais aborda o desenvolvimento social

spot_imgspot_img

VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais aborda o desenvolvimento social

spot_img

Durante 4 dias, a UFSC será sede de palestras, mini-cursos e mesas-redondas com especialistas da área

Será realizada em Florianópolis, entre os dias 27 e 30 de setembro de 2010, a VI Jornada Catarinense de Plantas Medicinais ? VI JCPM, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis. Neste ano, o tema escolhido é “Unindo Elos para o Desenvolvimento Social”, e conta com a presença de 53 congressistas confirmados, entre especialistas, mestrandos e doutores na área.

Durante os quatro dias do evento, serão discutidas áreas como cultivo, legislação, farmacologia, controle de qualidade, eficácia, prescrição, etc. Os participantes poderão optar entre mini-cursos, mesas-redondas, apresentações de trabalhos, oficinas, conferências e palestras disponíveis, todos ministrados pelos melhores especialistas do assunto, do Estado e do País?, declara Karen Denez, palestrante coordenadora da Comissão Científica do evento e farmacêutica especialista em plantas medicinais.

A criação do setor de plantas medicinais em Santa Catarina vem sendo disposta de maneira que aborde a unidade do conhecimento, desde a I Jornada Catarinense de Plantas Medicinais, realizada em 1998. Com a II Jornada, realizada no ano seguinte, foi possível criar a Associação Catarinense de Plantas Medicinais e a Câmara Setorial de Plantas Medicinais da Secretaria de Agricultura do Estado de SC. Temos grande expectativa para o sexto ano. A aplicação das plantas medicinais no cotidiano é cada vez mais presente, e os benefícios dessa prática se confirmam jornada após jornada, comenta Karen.

A farmacêutica reitera ainda que o evento produz debates e agita o meio acadêmico, oferecendo desenvolvimento de investigações nas áreas científicas voltadas para as plantas medicinais. Realizadas em universidades de Santa Catarina, as Jornadas também resultaram em projetos de pesquisa e de extensão, desenvolvidos em parcerias com entidades e instituições públicas ou privadas que, ao longo dos anos, contribuíram para a melhoria das condições sociais e ambientais de comunidades rurais e urbanas.

spot_img
spot_img