23.6 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

Artistas lidam com cortes e desvios em exposição coletiva no Centro Cultural Veras

spot_img

Artistas lidam com cortes e desvios em exposição coletiva no Centro Cultural Veras

spot_imgspot_img

Toda semana, um grupo de pessoas vem recebendo da curadora, pesquisadora e artista visual Kamilla Nunes exercícios em artes visuais. O tema inicial é um objeto ou conceito que lhes seja individual e relevante – identificados como o corte, a causa e a coisa – e de onde vão partir novas relações que são descobertas durante o semestre. 

Os trabalhos de 31 integrantes do grupo de estudos podem ser vistos a partir deste sábado, 16/12, na exposição Impossibilidade de Esgotamento, no Centro Cultural Veras, no Córrego Grande. 

O núcleo da mostra é um conjunto de bandeiras criadas em uma das ações propostas por Nunes. Algumas dessas bandeiras protestam, outras não se deixam decifrar, mas todas guardam relação com o conceito que cada participante escolheu desdobrar. Também estão incluídos trabalhos em desenho, cerâmica, intervenção urbana, fotografia e outras disciplinas, sempre dentro do “corte” que a curadora propôs.

O nome “Impossibilidade de Esgotamento” vem da oficina que Nunes oferece desde 2022 no Ateliê de Artes Visuais Ilca Barcellos com o objetivo de desenvolver atividades individuais e colaborativas. Funciona como um laboratório, no qual a prática e a teoria são indistinguíveis. 

“A teoria está absolutamente certa, porém a prática prova o contrário” é o paradoxo que o coletivo Rex Gallery & Sons, de São Paulo, publicou na década de 1960. “Li essa frase pela primeira vez em 2013 e, de alguma forma, ela se tornou uma espécie de pilar que sustenta minhas investigações, tanto como professora, quanto como artista e curadora”, afirma Nunes. 

Para ela, o resultado final de uma ação passa a ser seu próprio processo: “a ideia de impossibilidade de esgotamento tem a ver com duas situações importantes: a transformação da matéria – seja ela conceitual, social, política ou  plástica – e o desvio, referente às divergências dos cursos esperados e à ruptura com as trajetórias pré definidas de uma determinada pesquisa”, explica. Longe de se esgotarem em si mesmos, os exercícios são parte de um processo, onde são investigados afetos, medos, conflitos, memórias e gestos.


Serviço

Impossibilidade de Esgotamento

Exposição coletiva 

Coordenação e curadoria de Kamilla Nunes

Abertura: 16/12, sábado

Visitação: 16 a 29 de dezembro de 2023 e de 10 a 20 de janeiro de 2024, de terça a sábado, das 10h às 19h

Centro Cultural Veras

Rua Vera Linhares de Andrade, altura do nº 2.000

Córrego Grande, Florianópolis

Artistas

Alexandra Favero

Andrea V Zanella

Bodhan

Carol Grilo

Carolina Freire

Celaine Refosco

Cenora

Duda Marcelino

Fernanda Lago

Francine Bagnati

Gabriel Coelho

Ilca Barcellos

Ivan Jerônimo

Julia De Faveri

Katia Véras

Kethlen Kohl

Laïs Krücken

Lu de Moraes

Marcio Silva

Maristela Silveira

Meg T Roussenq

Mel Coelho

Mulika

Naiana Klein

Nestor Jr

Ruth Kipper

Sandra Meyer

Sandro Clemes

Sania Bem

Silvia Zanatta Da Ros

Hércules Scapo

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais