27.7 C
fpolis
domingo, janeiro 16, 2022
cinesytem

Atividades na Avenida Paulo Fontes celebram o Dia Nacional do Circo

Atividades na Avenida Paulo Fontes celebram o Dia Nacional do Circo

spot_img

Artistas que atuam com a linguagem circense prometem colorir a Avenida Paulo Fontes neste sábado (27/03), das 10h às 13h, levando o riso e o encantamento às pessoas que transitam pela região. As atividades integram a Alameda Circense, que inclui apresentações de malabarismo, equilibrismo, acrobacias e participação de palhaços nas imediações do Terminal Integrado do Centro (Ticen). A programação gratuita é organizada pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC) em homenagem ao Dia Nacional do Circo, e faz parte das comemorações do aniversário de 284 anos da cidade.

Imperador do Riso

Instituído em 1972, o Dia Nacional do Circo é comemorado em 27 de março, marcando o aniversário de nascimento de Abelardo Pinto, o Palhaço Piolin, um dos mais respeitados artistas circenses do país. Nascido em 1897, em Ribeirão Preto, Piolin cresceu no Circo Americano, de propriedade de seu pai, Galdino Pinto, e até hoje é considerado o Imperador do Riso no Brasil.

Assim como a maioria dos artistas circenses, Abelardo aprendeu cedo as habilidades no picadeiro, onde aos sete anos já fazia números de contorcionismo, acrobacia e ciclismo, mas também tocava violino e bandolim. Em 1917, com a saída de um dos integrantes da trupe e único palhaço do circo, acabou assumindo a função de alegrar o público. Magro e alto, o jovem recebeu de um colega, de origem espanhola, o apelido que o consagraria na profissão. Piolin, que em castelhano significa barbante fino, entrou definitivamente para a cena circense brasileira ao assumir o circo herdado do pai, batizando-o como Circo Piolin.

A genialidade e expressividade do artista influenciaram o surgimento de um típico palhaço brasileiro, que utilizava a palavra como veículo das ideias, utilizando o humor agregado a outras linguagens como a música e o teatro. Piolin foi um incentivador das artes, além de um líder na luta pela perpetuação da linguagem circense e pela criação de uma escola de circo no país. Conquistou respeito e reconhecimento nacional, sendo inclusive homenageado na Semana da Arte Moderna em 1922. Faleceu no dia 4 de setembro de 1973, aos 76 anos.

Serviço

O quê: Alameda Circense
Quando: sábado (27/03) – das 10h às 13h
Onde: Avenida Paulo Fontes – imediações do TICEN
Quanto: gratuito

spot_img
spot_img