26.2 C
fpolis
segunda-feira, janeiro 24, 2022
cinesytem

Beijo Coletivo em performance anti-homofóbica e anti-racismo no Centro de Florianópolis

Beijo Coletivo em performance anti-homofóbica e anti-racismo no Centro de Florianópolis

spot_img

“Um Beijo a Bolsonaro” é a performance em massa que está sendo organizada por alunos de Artes Cênicas da UDESC e UFSC. De acordo com Renatha Lino, uma das organizadoras do evento, a proposta é que beijo coletivo seja uma resposta ao deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). O político tem um extenso histórico de polêmicas relacionado a direitos civis e humanos. A mobilização está marcada para o dia 13 de maio, às 18h00, em frente a Catedral de Florianópolis, na Praça XV, no Centro.

As mais recente controversa envolvendo o deputado diz respeito às declarações dadas ao programa CQC, da Rede Bandeirantes, exibido em 28 de março. Na ocasião, a cantora Preta Gil perguntou qual seria a reação de Bolsonaro se seu filho se apaixonasse por uma negra. O parlamentar respondeu: ‘Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco e meus filhos foram muito bem educados. E não viveram em ambiente como lamentavelmente é o teu.’ Posteriormente, o deputado alegou não ter tido a intenção de fazer nenhuma declaração racista. Disse ter entendido que a pergunta se referisse a um relacionamento gay. “Essa se encaixa na resposta que eu dei. Para mim, ser gay é promíscuo, sim”, disse Bolsonaro.

A performance, explica Renatha, deve ser um ato pacífico. “A proposta é que gays, lésbicas e casais de negros com brancos se beijem em frente a Catedral, ao som dos sinos, como uma forma de resposta a Bolsonaro. Uma resposta silenciosa em que um beijo basta. Uma performance artística, delicada, mas que pretende ser um ato político”. A organizadora diz, ainda, que heterossexuais também estâo convidados a participar da mobilização. Os líderes do projeto são: Renatha Lino, Julia Oliveira e Junior Soares (UDESC), Juliana Disconzi, Ilze Korting e Priscila Andreza (UFSC). Sob a orientação dos professores Rodrigo Garcez e Brigida de Miranda, respectivamente dos cursos de Artes Cênicas da UFSC e UDESC.

A performance tem características de Flash Mob (Flash Mobilization) que são mobilizações relâmpagos, aglomerações instantâneas de pessoas em um local público para realizar ação inusitada previamente combinada. Desta forma, “Um Beijo a Bolsonaro” será realizada no dia 13 de Maio (data da Abolição da Escravatura no Brasil), em frente a Catedral de Florianópolis, na Praça XV. “Pela característica do Flash Mob, após o beijo, será dado o tempo de 1 minuto e a dispersão ocorrerá rapidamente”, esclarece Renatha.

Os interessados em participar do ato, devem entrar em contato pelo email mudandocomarte@yahoo.com.br. “O Flash Mob é caracterizado pela sua forte divulgação na internet, pedimos a todos que apoiam o projeto que divulguem pelo Facebook, Twitter, Blog e email”, conclui Renatha.

Mais informações no Blog http://umbeijoabolsonaro.blogspot.com

spot_img
spot_img