27.5 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

CAMERATA FLORIANÓPOLIS ABRE 2024 COMEMORANDO 30 ANOS DO PRIMEIRO CONCERTO

spot_img

CAMERATA FLORIANÓPOLIS ABRE 2024 COMEMORANDO 30 ANOS DO PRIMEIRO CONCERTO

spot_imgspot_img

Orquestra completa três décadas nesta quarta-feira (10) com cerca de 1500 apresentações e presença em 60% dos municípios de SC

10 de janeiro é uma data especial para a cultura catarinense. É o dia em que a Camerata Florianópolis completa 30 anos de história. Uma trajetória construída com amor, dedicação e um estilo musical versátil e inconfundível que ganha destaque pelo trabalho camerístico, sinfônico e pela pesquisa sonora junto a diversos estilos e gêneros musicais. A orquestra figura hoje entre os mais importantes grupos do gênero no Brasil e realiza neste ano de 2024 a sua 31ª Temporada de Concertos.

Ao longo de três décadas, a Camerata realizou cerca de 1.500 apresentações, gravou 6 DVDs e 12 CDs, visitou cerca de 60% dos 295 municípios catarinenses, fez uma grande turnê nacional em 2006 e outras diversas apresentações em cidades de todo o país e duas turnês na Europa (em 2005 na Alemanha, França e Espanha, e em 2008 na Itália). O maior público da Camerata (cerca de 100 mil pessoas) foi no Rock In Rio 2015, quando tocou ao lado de Steve Vai. Mas foram inúmeros concertos para mais de 30 mil pessoas, a maioria na Avenida Beira Mar Norte, em Florianópolis.

Fundada em 1994 pelo maestro Jeferson Della Rocca, a Camerata possui um vasto repertório na música erudita contemporânea. Mesclou o erudito com o popular e consolidou vários espetáculos que passam por diferentes gêneros, como rock, pop, reggae, jazz, MPB, sertanejo, samba, eletrônica, entre outros. A orquestra também firmou parcerias e se apresentou junto com Lenine, Paulinho Moska, Zeca Baleiro, Toquinho, Mart’nália, Daniel e Daniela Mercury, entre outros artistas nacionais.

Em três décadas, a Camerata sempre teve sua presença marcada na agenda cultural do Estado. E em 2023, não foi diferente. A orquestra se uniu com a Escola de Teatro Bolshoi no Brasil, para apresentar uma performance inesquecível numa versão moderna de “Cinderella”. Além disso, um dos espetáculos de maior sucesso da orquestra, o Rock’n Camerata, foi uma das atrações na comemoração do aniversário de 4 anos do Floripa Airport. E em dezembro ela foi convidada a participar do programa especial de 50 anos do Esporte Espetacular, na TV Globo. Em 2023, foram cerca de 100 apresentações.

CAMERATA DO POVO

O trabalho realizado dentro da música clássica influenciou o crescimento cultural catarinense, principalmente na democratização do acesso a espetáculos desta natureza. “Desde o início o objetivo da orquestra foi entregar música de qualidade para as pessoas e, principalmente, oportunizar o acesso. A partir do ano de 2000, através de parcerias com o setor público e privado, conseguimos levar nossos espetáculos para todos os cantos de Santa Catarina gratuitamente”, recorda o maestro Jeferson Della Rocca.

O lado social da Camerata Florianópolis não se encerra por aí. Muitos dos ensaios finais dos espetáculos da orquestra são abertos gratuitamente para estudantes de escolas públicas da Grande Florianópolis, além de apresentações no interior das escolas. A Camerata possui ainda o projeto “Educando com Música”, que abrange 60 estudantes, com o objetivo de oportunizar o estudo desta arte para as crianças de escolas públicas da Capital.

Segundo a produtora executiva Maria Elita Pereira, estas parcerias e projetos são de grande valia para a sociedade. “Ficamos honrados e felizes em receber crianças e adolescentes nos nossos ensaios finais, principalmente por saber que a maioria nunca entrou num teatro e também nunca teve a oportunidade de prestigiar espetáculos desse porte. Levar a cultura para todos é, e sempre será, nosso objetivo”, finaliza.

VALORIZAÇÃO LOCAL

Outro ponto que merece destaque nestes 30 anos é a valorização dos artistas locais. “Festival de Bandas”, “Elas & Camerata”, “Canção” e “Nossa Música SC” são exemplos desse incentivo e empoderamento. Todos estes projetos foram feitos com artistas catarinenses. E a Camerata impulsionou esses produtos para o mundo através das plataformas digitais e também os apresentou nos palcos dos teatros Álvaro de Carvalho (TAC) e Ademir Rosa (CIC), em Florianópolis. “Eu sempre considerei como um dever meu e da orquestra criar diversas oportunidades para promover a composição contemporânea. Já executamos concertos e gravamos diversas obras. Alguns trabalhos, como o coletivo “Elas & Camerata” e o “Nossa Música SC”, provam que a música produzida hoje em Santa Catarina está entre as melhores do cenário nacional. Trabalhos originais, excelência artística e técnica, intérpretes de alto nível e o público local que já percebeu que a música produzida aqui não perde em nada para a feita em outros centros do Brasil”, comenta Della Rocca, que acrescenta o incentivo à composição erudita contemporânea. “Estreamos dezenas de obras e gravamos quatro CDs valorizando nossos compositores.”

PANDEMIA

A orquestra precisou se reinventar na pandemia do Covid-19, que paralisou o mundo a partir de março de 2020. A primeira saída da Camerata foi criar os recitais virtuais, que eram apresentados por um número reduzido de músicos, totalizando 15 apresentações entre abril e julho de 2020. Depois, a Camerata apresentou três shows em formato drive-in, na Arena Petry (hoje Arena Opus), em São José: Tributo ao Queen, Músicas para Cinema e, por último, a apresentação com a banda Expresso Rural, que meses depois perdeu Daniel Lucena.

Em setembro de 2020 a Camerata iniciou um novo projeto: as lives. A primeira apresentação de forma online foi o espetáculo “As Quatro Estações”, de Vivaldi. Esses espetáculos online não serviram apenas para arrecadar recursos para a orquestra, mas também foram uma forma de garantir a segurança de todos e, ao mesmo tempo, levar alegria e conforto às pessoas naquele momento tão difícil.

Maria Elita recorda que 2020 foi um ano muito desafiador, mas também de superação: “Muitos de nossos músicos, produtores e colaboradores dependiam exclusivamente das apresentações para viver. E com a pandemia, o cenário ficou muito complicado, mas aos poucos conseguimos nos adaptar, viabilizando outras formas de estar com nosso público e garantir a continuidade dos trabalhos”.

E foi a Camerata, no dia 29 de julho de 2021, convidada para o concerto do primeiro evento-teste para a retomada dos espetáculos em Santa Catarina. “Aquele foi um momento histórico e significou a volta da esperança”, sintetiza o maestro.

APOIO E PATROCÍNIO

A Camerata Florianópolis promove desde 1998 diversos concertos, gravações e programas sociais através de patrocínios, como o da Lei Rouanet, Fundo Nacional de Cultura, o estadual PIC (Programa de Incentivo à Cultura) e o municipal coordenado pela Fundação Franklin Cascaes, somando mais de 750 espetáculos realizados integral ou parcialmente através destes mecanismos, somando mais de 3 milhões diretamente de pessoas impactadas. Nos últimos 17 anos, a orquestra realizou diversas séries de concertos através do Governo do Estado de Santa Catarina, totalizando mais de 250 concertos realizados em cerca de 150 municípios do Estado.

Ao longo dos anos, a orquestra recebeu o apoio e patrocínio de diversas empresas. Segundo Maria Elita, as parcerias fechadas são de fundamental importância para a construção dos espetáculos. “Não somos só nós os beneficiados, mas todos aqueles que amam a música e a arte que produzimos. Através dos patrocinadores e apoiadores, nós desenvolvemos novos projetos inovadores para a população. Temos certeza de que continuaremos entregando música de qualidade para o público”, afirma ela.

Todo o trabalho realizado ao longo destes 30 anos rendeu à orquestra inúmeros prêmios e homenagens, entre eles o Prêmio Franklin Cascaes de Cultura, da Prefeitura Municipal de Florianópolis (2011), a Medalha de Mérito Cultural Cruz e Sousa, do Governo do Estado de Santa Catarina (2012), o Prêmio Edino Krieger, da Academia Catarinense de Letras e Artes (2015), a Medalha Emílio Blum (da ACIF) e a Medalha Virgílio Várzea de Mérito Cultural, da Câmara de Vereadores de Florianópolis – ambos de 2017.

SEGUE O SUCESSO

Para 2024, a Camerata está com a agenda recheada de atrações. O mês de janeiro já começa com a participação da Camerata no musical “Into the Woods”, da Broadway, que será encenado pela primeira vez no Sul do Brasil, no Teatro do CIC, numa produção da Marquee Productions. Ainda em fevereiro, a orquestra tem duas apresentações agendas para o Teatro do CIC e acontecerá a homenagem da Escola de Samba Unidos da Coloninha com o enredo “A Música Veio ao Nosso Encontro – Camerata Florianópolis: 30 Anos!” – que trará uma narrativa, destacando a importância da música clássica e popular brasileira na sociedade. O desfile não será uma biografia da orquestra, mas sim uma jornada pela sua trajetória, ressaltando aspectos relevantes do seu trabalho. Também está confirmada a continuidade da “Tour Expresso Rural e Camerata Florianópolis”, que teve início em novembro de 2023, percorrendo as cidades de Joinville, Floripa e Lages.

 CAMERATA FLORIANÓPOLIS EM NÚMEROS

  • Realizou cerca de 1500 apresentações
  • Gravou 6 DVDs e 12 CDs
  • Visitou cerca de 60% dos 295 municípios catarinenses
  • Maior público: 100 mil pessoas, no Rock in Rio 2015, em apresentação com o guitarrista norte americano Steve Vai

PORTFÓLIO DE SHOWS DA CAMERATA

Centenas de Concertos eruditos

Rock’n Camerata

POP Rock Brasil

Clássicos da Música Sertaneja

Camerata & Expresso Rural

Camerata & Dazaranha

Marley in Camerata

Beatles Especial

Música para Cinema

Tributo à Música Popular Brasileira

POP Camerata

Tributo ao Queen

Clássicos do Jazz

Pink Floyd Immigrant & Camerata Florianópolis

Clássicos do Cinema Infantil

Tributo a Astor Piazzola

In Jazz

Ópera-Rock Frankenstein

Clássicos com Energia

Camerata Eletrônica

Clássicos da Música Italiana

Samba & Choro

Clássicos Populares

Elas & Camerata

Nossa Música SC

Festival de Bandas

Fotos: Tóia Oliveira

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais