19.5 C
fpolis
sexta-feira, outubro 15, 2021
cinesytem

Casa Cor SC: O exemplo de Porto Alegre na sustentabilidade para a Copa do Mundo

spot_img

Casa Cor SC: O exemplo de Porto Alegre na sustentabilidade para a Copa do Mundo

spot_img

Arquiteto Fernando Balvedi detalhou projeto de urbanização na capital gaúcha em evento da AsBEA/SC

Responsável pelo projeto de reurbanização do complexo do estádio Beira-Rio para a Copa do Mundo de 2014, Fernando Balvedi, do escritório Hype Studio (RS), foi o palestrante dessa quarta-feira (13/04) do ciclo de palestras da Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura em Santa Catarina (AsBEA/SC), na Casa Cor SC. O ‘namoro’ com o Engenhão, como também é conhecido o estádio do Internacional, iniciou em 2007, quando Balvedi foi assistir a um jogo e encontrou um cliente, que por coincidência era conselheiro do clube. “Ele nos convidou para estudar uma cobertura para o estádio, que depois evoluiu para a revitalização de todo o entorno e a apresentação do projeto à FIFA”, destacou o arquiteto.

Segundo ele, um dos maiores desafios do projeto foi extrapolar a área do complexo do Beira-Rio e repensar toda a infraestrutura em volta: “traçamos um plano de melhorias para a região, um grande vazio urbano”, disse. Fernando Balvedi salientou que uma das grandes conquistas frente à diretoria do clube foi a implantação do conceito open space integrando toda a área administrativa, antes em setores isolados.

Quanto ao andamento das obras do estádio do Inter, que após a modernização terá capacidade para 52 mil torcedores, o arquiteto destacou que estão a todo vapor. “Mas os jogos continuam, quando tentamos sugerir um outro local a diretoria foi taxativa, jogar no campo do co-irmão nem pensar”, brincou Balvedi, referindo-se ao Grêmio. Para aprimorar o projeto, o arquiteto e seus sócios buscaram know-how na África do Sul, quando os estádios estavam sendo preparados para a Copa. Ele revela que o estádio do Beira-Rio será o primeiro do Brasil a utilizar na cobertura membrana de PTFE, produzida da tela de fibra de vidro.

O Hype Studio também tem outros importantes projetos, um bastante peculiar realizado para um tcheco que morava na Austrália e se interessou pelos trabalhos do escritório pelo Google. “Planejamos a residência dele num galpão industrial de quatro andares de escada porque ele morria de medo de elevador”, lembrou.

A última palestra do bate-papo da AsBEA/SC na Cada Cor Santa Catarina, em Florianópolis, será realizada na próxima quarta-feira (20/04), às 15h, com o renomado arquiteto David Bastos. Autor de mais de 600 trabalhos residenciais, comerciais e corporativos, o arquiteto carioca radicado na Bahia é responsável por projetos no Brasil inteiro, como o Soho, em Salvador, e o Trapiche Adelaide.

spot_img
spot_img