15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

CASACOR Santa Catarina 2021: uma mostra de reencontro com as raízes brasileiras

spot_img

CASACOR Santa Catarina 2021: uma mostra de reencontro com as raízes brasileiras

Criações ancoradas no tema “A casa original” resgatam a relação de pertencimento com as manifestações de brasilidade

A interpretação é individual, de cada um, baseada em referências, vivências e também nas bagagens de vida, tanto pessoais quanto profissionais. E é esta diversidade de olhares sobre “A Casa Original”, tema que direcionou as produções da CASACOR Santa Catarina 2021, que tornou esta mostra ainda mais especial.

A pausa obrigatória inesperada, que fez as pessoas voltarem mais para dentro de suas casas, mexeu  com todo mundo. Não há dúvida que um dos sentimentos que mais aflorou e é visível nos projetos criados pelos profissionais é o reencontro com as raízes brasileiras, sejam  culturais, geográficas, sensoriais, emocionais ou sociais. A CASACOR já está de portas abertas no Espaço + UM, em Florianópolis, para você conferir até dia 29 de agosto, in loco ou em um tour 3D, as peculiaridades dos trabalhos apresentados.

“A minha inspiração foi a profundidade brasileira. Procurei resgatar um pouco de todos os nossos Brasis”, diz a arquiteta Juliana Pippi, sobre a essência do Living Camadas Brasileiras. Em viagens Brasil afora, a profissional fez uma imersão em terras alagoanas, mineiras, cearenses, baianas, além de catarinenses e gaúchas, para abastecer a bagagem com a beleza da simplicidade. O resultado aparece no garimpo de peças de artistas e artesãos, que compõem o espaço pensado para a mostra, que como Juliana define, “é um verdadeiro laboratório”. A brasilidade aparece na aproximação com a cultura popular brasileira, na valorização do feito à mão, que gera valor e aquela sensação de pertencimento, tão escassa nos tempos atuais.

-> Fotos Camadas Brasileiras com crédito para Marco Antônio.

Do tapete de Taboa, da Paraíba, ao pendente sobre a mesa de jantar, assinado por Mariana Amaral, da comunidade de Várzea Queimada, no Piauí, à obra Sementes, na área da janela, de Clara Fernandes, que atualmente vive em Florianópolis, ao quadro atrás do sofá, de Gustavo Moreno, do Recife. O reflexo deste Brasil aparece na ambientação do Living em muitas composições, texturas, materiais e cores, estas, aliás, que exaltam os tons das camadas do solo, da terra, das camadas da pele, para possibilitar múltiplas sensações.

Jeferson Branco, arquiteto de 27 anos, inquieto, mostrou a brasilidade na sua arquitetura manifesto, que vai além da estética e emociona. O projeto do estúdio, que ele chama de Meu Coração Queima, é provocativo e convida à reflexão em tempos de um Brasil estranho, que perdeu sua identidade.

-> Fotos Meu.coração.queima com crédito Lio Simas, Fábio Severo e Romário Couto

“Neste espaço de 51 metros quadrados trago algumas indignações com relação ao cenário atual do país, como a desvalorização dos nossos bens naturais e a desigualdade social. Este sentimento se reflete na nossa casa original”, destaca. Itens de artesanato, que estão presentes em muitos lares brasileiros, de valor acessível, foram ressignificados para compor o cenário da arquitetura atual contemporânea. A cultura popular brasileira é baseada nas memórias afetivas da casa da vó, dos pais. Por isso, pratos e xícaras de café Duralex, espelhinho com moldura laranja, cozinha azul, rede de palha, filtro de água de barro, cobogós ganham notoriedade na composição do ambiente, resgatando a memória afetiva de um lugar distante fisicamente, mas atual nos corações de quem viveu uma época de mais encontros reais, olho no olho, e menos virtuais.

E mais: fazendo um contraponto proposital, Jeferson exalta as pedras exóticas, extraídas na Bahia e Minas Gerais, “belezas naturais que nem ficam no nosso país, pois são na maioria exportadas para os Estados Unidos e Ásia”, lembra o profissional, que participa pela segunda vez da CASACOR SC, antes ainda como estudante e agora recém-formado. 

Tropicalidade genuína

Além das pessoas se voltarem mais para dentro de seus lares, elas também buscaram ampliar a conexão com a natureza, tanto nos espaços internos, quanto externos. Ana Trevisan, arquiteta paisagista, mostrou como é possível, por exemplo, explorar um terraço para que a relação com o verde, com a vida natural, se torne ainda mais estreita, seja para relaxar, para um momento de introspecção ou mesmo de reflexão sobre o que é essencial. No terraço da CASACOR, o ambiente de 400 metros quadrados estimula a convivência ao ar livre, aliás, a máxima dos dias de hoje.

-> Fotos Rooftop com crédito para Mariana Boro

À volta, uma vista para a encosta coberta com Mata Atlântica e a baía de Santo Antônio de Lisboa. “O Rooftop 20|21 recebeu esse nome em referência aos anos que transformaram nossas vidas, nos conectaram com nossas casas, com a natureza e com os ambientes ao ar livre. Os terraços foram idealizados para ter uma atmosfera cosmopolita e contemporânea, inspirados nos topos de edifícios de grandes centros urbanos. Acreditamos que um espaço de terraço pode ser ocupado para o convívio e contemplação da paisagem e criamos espaços diferenciados que podem acomodar as pessoas de várias formas”, destaca Ana.

A vegetação distribuída cumpre múltiplas funções: proteção, sombra e ambientação. Em um país tropical, todas as espécies escolhidas pela profissional levaram em consideração as intempéries, inclusive, de vento tão características dessas áreas.

Esta volta à tropicalidade também é um sentimento genuíno e tão impregnado nos lares brasileiros, hoje, ainda mais significativo. E Ana expôs isso muito bem ao apostar em tons, texturas e flores que criam uma ambiência tropical. Destaque para as Streliztias brancas, crótons, moreias, bulbines, xanadus, dentre outros.


PATROCINADORES CASACOR / SANTA CATARINA 2021

Deca, Tintas Coral, Espaço +UM, SCGás, Unifique, SETUR, Favretto, SEVEG.

Sobre a CASACOR

Empresa do Grupo Abril, a CASACOR é reconhecida como a maior e mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. A mostra reúne, anualmente, renomados arquitetos, decoradores e paisagistas e em 2021 chega à sua 35ª edição em São Paulo, com 15 praças nacionais (Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Ribeirão Preto), e mais quatro internacionais (Miami, Bolívia, Paraguai e Peru).

SERVIÇO:

 O que: CASACOR / Santa Catarina – Florianópolis

Quando: 18 de julho a 29 de agosto
Local: Espaço + UM – Rodovia SC-401, nº 6977, Florianópolis

Terça a sábado: das 13h às 21h

Domingos: 13h às 19h

Instagram: @casacorsc

Site: https://casacor.abril.com.br

Ingressos à venda: https://casacorsantacatarina.byinti.com

Foto: Camadas Brasileiras – Juliana Pippi. Lio Simas/CASACOR

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img

Leia mais