14.6 C
fpolis
sábado, maio 21, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Catarinense tem curta-metragem selecionado para o Los Angeles Brazilian Film Festival 2019

spot_img

Catarinense tem curta-metragem selecionado para o Los Angeles Brazilian Film Festival 2019

spot_imgspot_img

Ana Silvani, natural de Chapecó, mora desde 2006 nos Estados Unidos; ela produziu Double Blind

 O curta-metragem Double Blind (Riscos às Cegas, em português) da chapecoense, Ana Silvani, é um dos selecionados para participar da 12ª edição do Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF), reconhecido como um dos mais importantes festivais de cinema brasileiro fora do Brasil. Neste ano, 48 filmes, entre curtas e longas, vão ser exibidos ao longo da programação do evento que acontece entre os dias 13 e 17 de outubro, no Harmony Gold Theater, em Hollywood.

Escrito e coproduzido por Ana, em parceria com a atriz gaúcha Laura Linn, que atua em Double Blind, o filme foi gravado na África do Sul e conta com a participação de atores internacionais como Luthuli Dlamini e Bonnie Lee Bouman.

Totalmente produzido com recursos próprios das duas produtoras brasileiras, o projeto vai competir na categoria de Curtas Internacionais em Destaque.

“Double Blind traz uma mensagem de conscientização sobre os casos de crianças que são esquecidas dentro de carros quentes e visa colaborar para que esses acidentes fatais sejam minimizados”, destaca Ana, que antecipa que a história é contada pela alegoria de um jogo de pôquer.

A catarinense Ana Silvani é formada em Linguística e Literatura (Português/Inglês) pela Unochapecó, e em 2006, mudou-se para a Califórnia para estudar cinema no Santa Monica College e cursou também Entretenimento (roteiro, direção e produção) na UCLA, ambas em Los Angeles. Em 2014, trabalhou como produtora no longa Brasil Meu Amor da diretora Debora Reis Totton. Em 2018, escreveu e coproduziu o curta Double Blind, filmado na África do Sul.

Atualmente Ana trabalha como produtora e roteirista na One Word Media e está se dedicando ao roteiro de Happy Hour, que está em fase de revisão e também no roteiro e produção do documentário Py’a, que está em fase de pré-produção. 

spot_img