17.5 C
fpolis
quarta-feira, maio 18, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Cidades inteligentes: uso de tecnologia pode reduzir perdas de água potável

spot_img

Cidades inteligentes: uso de tecnologia pode reduzir perdas de água potável

spot_imgspot_img

Feira de negócios em Florianópolis terá discussões sobre investimentos privados no setor e o futuro do saneamento básico

A aprovação do marco regulatório do saneamento deve gerar uma onda de investimentos no setor. A modernização das regras abriu oportunidades para novas concessões e vai permitir ao País melhorar seus indicadores de coleta e tratamento de esgoto. Em paralelo, há necessidade de combater o desperdício de água nos sistemas de distribuição. Uma opção para enfrentar o problema é o uso de tecnologia e a adoção de ferramentas típicas das chamadas smart cities, diz Rogério Koehn, eleito executivo do ano no setor pela Revista Lagua. CEO da Gestagua, empresa espanhola do grupo Saur que opera diversas concessões de saneamento, ele tem 25 anos de experiência em companhias de serviço público e privado ligadas ao saneamento, atuou em mais de 10 diferentes países e vem falar sobre o assunto na FIN Fórum Business.

“No saneamento, a principal vantagem de uma smart city é ter o monitoramento de todo o processo de fornecimento de água na cidade. É possível automatizar a coleta, o tratamento e a distribuição de água, o que garante o controle de perdas e a eficiência energética. Assim, ao fiscalizar os desperdícios, é possível incorporar novos mecanismos de combate e parâmetros para investimentos na qualificação da rede”. Hoje o País desperdiça grande parte da água que produz. De acordo com o Instituto Trata Brasil, de cada 100 litros tratados, 40 são perdidos. Isso equivale a 7,1 mil piscinas olímpicas por dia, o que gera prejuízo anual de R$ 4 bilhões. O desperdício ocorre principalmente por vazamentos, ligações irregulares e incorreta medição do consumo.

Na FIN Business Forum, que ocorre nos dias 11 e 12 de maio, Koehn vai falar ainda sobre a possibilidade de ampliação de investimentos no setor com as concessões de serviços para a iniciativa privada. “A gestão empresarial diminui os custos de operação e possibilita mais investimentos em tecnologia”, diz.

A FIN Business Forum é promovida pela Câmara Brasil-Portugal de Santa Catarina e pela Associação de Jovens Empresários Portugal-China. A Feira trará empresários da Europa, Ásia e África para rodadas de negócios e para compartilhamento de inovações em áreas como Cidades Inteligentes, Energias Limpas, Agrotecnologia e Indústria 4.0.

Mais informações sobre a Feira Internacional de Negócios: www.finbrasil.com.br

editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img