23.9 C
fpolis
domingo, janeiro 23, 2022
cinesytem

Combate à corrupção mobiliza Florianópolis

Combate à corrupção mobiliza Florianópolis

spot_img

Campanha “O que você tem a ver com a corrupção?” do MPSC realiza evento na capital.

Mais de 3 mil pessoas foram ao trapiche da Beira Mar Norte, em Florianópolis, dizer “não” à corrupção. A mobilização pelo Dia Internacional de Combate à Corrupção faz parte da campanha “O que você tem a ver com corrupção”, promovida pelo Ministério Público (MPSC), com o apoio da Assembleia Legislativa, aconteceu na tarde da última sexta-feira (27), transferido de dezembro passado em virtude das fortes chuvas que atingiram o estado. Durante o ato foram divulgados os nomes dos alunos vencedores do 2º Concurso de Desenho e Redação sobre o tema, promovido pela Controladoria-Geral da União.

A Associação Catarinense do Ministério Público (ACMP), Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE) e a CGU (Controladoria Geral da União) são parceiras da campanha, que tem como objetivo ajudar na prevenção à ocorrência de novos atos de corrupção, acabar com a impunidade, além de educar e estimular as novas gerações.

O coordenador-geral da campanha, promotor de Justiça Affonso Ghizzo Neto, do MPSC, contou que esta mobilização já aconteceu nas demais capitais brasileiras e no Distrito Federal no dia 9 de dezembro, data instituída pela ONU como Dia Internacional de Combate à Corrupção. Ele também explicou que a campanha não tem a pretensão de acabar com a corrupção, mas conscientizar a sociedade sobre a importância de inibir pequenos desvios. “A campanha trabalha com dois vieses: acabar com a impunidade e estimular as novas gerações a não cometer pequenos desvios que também são atos corruptos”, declarou.

Ao representar o Parlamento catarinense, o deputado Cesar Souza Junior (DEM) considerou como “um evento raro de combate para o pior mal existente em nosso país e que mais prejudica o seu crescimento”, disse. O parlamentar também mencionou pequenos atos realizados no dia-a-dia, entre eles a venda de votos.

Personalidades

O ator Milton Gonçalves, que interpretou o papel do deputado corrupto Romildo Rosa, da novela “A Favorita” (Rede Globo), também participou do encontro. Ele interpretou a personagem durante a abertura do ato de mobilização e demonstrou como a corrupção pode prejudicar a sociedade. Milton acrescentou que a luta contra a corrupção é árdua e difícil, porque existem muitos “inimigos”. “Sempre usei o meu talento para melhorar a qualidade de vida, a moral e a dignidade humana na sociedade, e cada um tem que usar as suas ferramentas para disseminar esta ideia”, sugeriu.

Ídolo da nova geração, o ator Rafael Almeida (que interpretou Gustavo na novela teen “Malhação”) deixou as estudantes eufóricas e usou a sua influência para salientar a importância de sermos cidadãos mais conscientes. “O jeitinho brasileiro não deve ser aquele de se dar bem a qualquer custo e este ato é um grande passo para reverter este pensamento. São pequenas atitudes que vão fazer a diferença e nós já estamos fazendo a nossa parte para mudar o país”, encerrou.

Vencedora Nacional

A estudante Thais Cristine Klein, 13 anos, foi vencedora da categoria nacional de alunos do 8º e 9º anos. Sua redação recebeu o título “Exemplos dentro de casa sobre a corrupção”. “Foi uma honra ter ficado em primeiro lugar, principalmente, porque a corrupção não é cometida somente pelos políticos. são coisas que a gente também faz”, observou a estudante de Jaraguá do Sul.

spot_img
spot_img