16.2 C
fpolis
terça-feira, maio 24, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Comitiva de Santa Catarina trata da restauração da ponte Hercílio Luz com ministra da Cultura

spot_img

Comitiva de Santa Catarina trata da restauração da ponte Hercílio Luz com ministra da Cultura

spot_imgspot_img

Os secretários de Infraestrutura, Valdir Cobalchini, de Turismo, Cultura e
Esporte, César Sousa Junior, e o presidente da Fundação Catarinense de
Cultura, Joceli de Souza, serão recebidos nesta quarta-feira (18), em
Brasília, pela ministra da Cultura, Ana de Hollanda. Eles vão tratar do
projeto de captação de recursos através da Lei Rouanet para restauração da
ponte Hercílio Luz. “Vamos pedir apoio da ministra para que nesse ano
ainda possamos iniciar a captação dos recursos”, anunciou o secretário de
Infraestrutura, Valdir Cobalchini.

A proposta de Santa Catarina, solicitando autorização para captação de R$
77 milhões, cadastrada no Ministério da Cultura em novembro de 2011, prevê
recursos para a primeira etapa da restauração do vão central da Ponte
Hercílio Luz. Chamada de ponte segura, essa etapa inclui a conclusão da
construção das estacas de sustentação e a plataforma que manterá a ponte
no lugar durante a substituição das barras de olhais. O projeto total
passa de R$ 170 milhões.

A audiência, de acordo com o secretário de Infraestrutura, Valdir
Cobalchini, tem objetivo de mostrar para a ministra a importância da
restauração da ponte, como patrimônio histórico e cultural. “Trabalhamos
durante todo o ano passado nesse processo, em contatos com o Ministério da
Cultura e agora recebemos a parceria e o apoio da Secretaria de Turismo,
Cultura e Esporte e da Fundação Catarinense de Cultura, que é a proponente
legal do projeto, para que possamos encontrar outras fontes de recurso
para essa obra e não ficarmos preso ao orçamento do Estado, que tem outras
prioridades de infraestrutura”, afirmou o secretário.

Na avaliação de Cobalchini, a ponte Hercílio Luz deixou de ser uma obra de
infraestrutura para se transformar num patrimônio histórico dos
catarinenses e dos brasileiros. “Entendemos que por esse motivo se
justifica a nossa busca de recursos na Lei Rouanet. Nosso projeto,
desenvolvido junto com a Fundação Catarinense de Cultura está bem
fundamentado e a própria ministra quando esteve em Florianópolis se
mostrou muito simpática a nos apoiar na restauração da ponte”, completou
Cobalchini.

spot_img