16.3 C
fpolis
sábado, setembro 25, 2021
cinesytem

Cuidadores de Idosos tem programação especial na Assembléia Legislativa

spot_img

Cuidadores de Idosos tem programação especial na Assembléia Legislativa

spot_img

Palestra e formatura de cuidadores marcam a abertura do Sindicato

A população mundial está vivendo mais e a média de idade vem aumentando a cada ano. Segundo dados do Centro Interdisciplinar de Assistência e Pesquisa em Envelhecimento (CIAPE) em 2025 cerca de 15% da população brasileira será idosa. Para atender esse público, a cada ano novas turmas de cuidadores são formadas e para continuar o trabalho e fortalecer ainda mais a classe e buscar a profissionalização, hoje, 22, será aberto o Sindicato dos Cuidadores de Idosos em Santa Catarina.

O momento também será marcado pela palestra da consultora e coordenadora da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, Tomiko Born. A palestra tem como tema A Importância do Papel do Cuidador na Rede Social de proteção a Pessoa Idosa e será proferida a partir das 19h, no auditório Antonieta de Barros, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Cuidadores – Para atender pessoas com mais de 60 anos, com cuidados específicos e realização de atividades que os idosos não têm mais condições de realizar, a capacitação de cuidadores é cada vez mais comum. A ONG Soroptimistas, em parceira Unimed Grande Florianópolis, Unicred e Usimed, oferece o curso de Iniciação Básica aos Cuidados Domiciliares de Idosos desde 2005 e já formou 274 alunos em seis turmas.

O curso habilita pessoas a cuidar e proporcionar um envelhecimento mais saudável e prazeroso para quem já passou dos 60 anos. “É importante pensar nesse público e nas necessidades que ele possui. O cuidado exige preparo e conhecimento da saúde e das necessidades que esse período da vida exige”, afirma Cleci Albiero, da área de Responsabilidade Socioambiental da Unimed Grande Florianópolis. As ações desempenhadas pelos cuidadores são principalmente de auxiliar na realização de atividades diárias que o idoso não tem mais condições físicas e até mesmo psicológicas para executar.

O Ministério do Trabalho e Emprego reconhece a atividade de cuidador de idosos desde 2001 e, em Florianópolis, o curso voltado para esse público é realizado por meio de aulas práticas e teóricas. Nas aulas teóricas são abordados temas como doenças comuns no idoso, violência contra pessoas da terceira idade, higiene oral e corporal, direitos dos cuidadores, entre outros. Já as atividades práticas são desenvolvidas em instituições que atendem idosos, como Serte (Sociedade Espírita de Recuperação, Trabalho e Educação), Asilo Irmão Joaquim, Lar de Zulma, Santa Inês e Lar São Francisco. O curso tem duração de sete semanas e acontece no período da noite. “O profissional sai com informações e orientações para ajudar o idoso que possui ou não limitações. O curso proporciona aprender e aprimorar os cuidado e suporte visando o bem-estar e a saúde de quem irá acompanhar e, o mais importante, possibilita a entrada no mercado de trabalho”, completa Cleci.

spot_img
spot_img

Leia mais