15.5 C
fpolis
terça-feira, agosto 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Edificações em áreas de preservação permanente são derrubadas nos Ingleses

spot_imgspot_img

Edificações em áreas de preservação permanente são derrubadas nos Ingleses

spot_imgspot_img

A Fundação Municipal de Meio Ambiente (Floram) iniciou nesta terça-feira, 13, a demolição de 54 edificações em área de preservação permanente no Canto Sul dos Ingleses, Norte da Ilha. O fato ocorreu em cumprimento a uma determinação feita há cerca de um mês pelo Ministério Público Federal que, em 2013, obteve da Justiça Federal decisão favorável a uma ação civil pública impetrada em 2006.

 Neste primeiro dia de demolições, foi derrubado, pela manhã, um restaurante que vinha funcionando de propriedade do Costão Ville Resort Empreendimento, e em torno de sete barracos de madeira que se encontravam em situação precári. As demolições, no entanto, continuarão por mais 15 a 20 dias.

No período, serão preservados, temporariamente, apenas os 33 ranchos de pescadores que foram cadastrados na ação civil pública. Ficou acertado que eles serão realocados em uma mesma região, próxima dali, mas fora da área de preservação permanente, em ranchos-padrão, cujo projeto elaborado pelo Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (Ipuf), já foi, inclusive, aprovado pelos pescadores.

 Até que tais ranchos sejam construídos, às custas dos próprios beneficiários, então, eles continuarão nos ranchos passíveis de demolição. “Os pescadores tiveram oportunidade de, através de seus representantes, se manifestarem na ação civil pública. Um representante, aliás, inclusive participou das reuniões preparatórias para as ações de demolição iniciadas hoje. Ninguém pode alegar desconhecimento”, disse o diretor de fiscalização ambiental da Floram, Bruno Augusto Silva Palha.

Outras edificações

Entre as edificações a serem demolidas também estão uma garagem náutica, uma residência utilizada por funcionários e depósitos também do Costão Ville Resort Empreendimento; quiosques e bares e barracos que tinham múltiplas finalidades, não ligadas à pesca, além de duas residências particulares, cujas famílias foram incluídas em programa habitacional da Prefeitura.

Ainda segundo Palha, tão logo estas famílias tenham para onde ir, as edificações serão derrubadas. 

As informações são da Secretaria de Comunicação da Prefeitura da Capital.

spot_img

Leia mais