23.9 C
fpolis
domingo, janeiro 23, 2022
cinesytem

Dia dedicado à cidadania em Florianópolis

Dia dedicado à cidadania em Florianópolis

spot_img

Câmara da Capital fez um evento voltado para a comunidade.

Mesmo com a chuva que ameaçava a cair, mais de 10 mil pessoas aproveitaram o sábado para participar do Câmara Cidadã. O evento, promovido pela Câmara de Vereadores de Florianópolis, reuniu 112 entidades para prestar atendimentos diversos para a comunidade, como confecção de documentos, exames de saúde, corte de cabelo e orientações sobre serviços públicos.

As barracas do Câmara Cidadã ficaram localizadas no entorno do Largo da Catedral. Três palcos foram montados para as apresentações culturais, onde ritmos como o tradicional Rancho de Amor a Ilha, o samba e a música cigana conviveram amigavelmente. Apesar da grande oferta de serviços, a maior procura foi pela carteira de identidade. Os interessados precisavam enfrentar duas longas filas, uma para tirar a foto e a outra para fazer o documento. Segundo os organizadores, desde as 6h já havia pessoas na fila.

Aos 18 anos, o estudante Fabrício de Oliveira ficou duas horas na fila para conseguir ser atendido. Natural de Palhoça, o jovem contou que há pouco tempo mudou-se para a Capital e que ainda não havia tido a oportunidade de fazer a carteira de identidade. Assim como Fabrício, Flávia dos Santos, 29 anos, tirou o sábado para atualizar a documentação. Ela e a filha, Naiana Flávia Vieira, 8 anos, saíram cedo da Barra da Lagoa com este objetivo. Segundo Flávia, há algum tempo ela queria fazer a carteira de identidade da filha, mas nunca conseguia por causa da correria do dia a dia. O presidente da Câmara, Gean Loureiro (PMDB), destacou que o evento para a comunidade superou as expectativas e mostrou o quanto a população é carente deste tipo de prestação de serviço. De acordo com o vereador, o sucesso da iniciativa vem da percepção da população que se trata de um projeto institucional, sem vinculação partidária.

– O povo gosta de ver todos os vereadores unidos em torno de um projeto comum – analisa.

Aliás, o palco de abertura do Câmara Cidadã, colocou lado a lado políticos de partidos oponentes. O deputado federal Paulo Bornhausen (DEM) avaliou que toda prestação direta de serviços contribui para a construção da cidadania. Já a senadora Ideli Salvatti (PT) disse que a proposta atingiu seu objetivo e deve passar a fazer parte do calendário de eventos de Florianópolis.

– O legislativo é a caixa de ressonância da sociedade e eventos como este são uma oportunidade de nos aproximar ainda mais da população e fortalecer a noção de cidadania – afirmou o presidente da Assembleia Legislativa, Jorginho Mello (PSDB).

(Natália Viana, DC, 05/10/2009)

spot_img
spot_img