fique por dentro de floripa

- Saúde - Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo, no dia 30 de outubro, alerta para mais de 120 diferentes doenças

28.10.2019

Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo, no dia 30 de outubro, alerta para mais de 120 diferentes doenças

28.10.2019
Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo, no dia 30 de outubro, alerta para mais de 120 diferentes doenças
Foto: Divulgação

A Sociedade Catarinense de Reumatologia aproveita a data para destacar as doenças reumáticas com maior incidência na população

Diferente do que muitos pensam, o reumatismo não é um tipo de doença, mas sim um conjunto de mais de 120 enfermidades. Popularmente conhecidas como reumatismo, as doenças reumáticas representam um conjunto de diferentes doenças que acometem o aparelho locomotor, ou seja, ossos, articulações (popularmente conhecidas como “juntas”), cartilagens, músculos, tendões e ligamentos. Marcado pelo dia 30 de outubro - Dia Nacional de Luta contra o Reumatismo -, a Sociedade Catarinense de Reumatologia (SCR) faz um alerta sobre o cuidado com a saúde, destacando as doenças mais comuns e a importância do diagnóstico precoce.

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Reumatologia, mais de 15 milhões de brasileiros sofriam de alguma doença  reumatológica em 2018. Entre as doenças mais populares, estão a artrite reumatoide, osteoporose, artrose, gota, lúpus, tendinites e bursites. “Essas são as com maior prevalência. É importante lembrar que cada uma tem as suas características próprias, causa e tratamento específico, mas que todas podem acometer pessoas de qualquer idade, até mesmo crianças”, explica a vice-presidente da SCR, a médica reumatologista Adriana Zimmermann, de Florianópolis.

Para a reumatologista e presidente da SCR, Mara Suzana Cerentini Loreto, de Blumenau, o diagnóstico precoce é importante em todas as especialidades médicas, mas com uma particularidade na reumatologia, já que o tratamento tardio pode causar deformidades e limitações dos movimentos articulares. “Há pesquisas que comprovam que o paciente geralmente passa por três médicos, em média, até o diagnóstico correto. Esse 'caminho' até o reumatologista normalmente começa no clínico geral ou ortopedista, e pode levar até três anos. É importante que a população esteja informada para procurar o especialista adequado o quanto antes”, ressalta a médica. 

O cuidado e o manejo das doenças reumáticas inclui tratamentos diversos (com a utilização de práticas integrativas e complementares, exercícios, terapia física, entre outros) e tratamento farmacológico (com o uso de medicamentos). “Vale reforçar que  uma resposta satisfatória ao tratamento vai depender muito do tempo de diagnóstico e do empenho do paciente, incluindo o uso correto dos medicamentos e os hábitos de vida dele”, lembra a presidente da Sociedade Catarinense de Reumatologia.

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

Pesquisa revela que SC Saúde tem quase 94% de aprovação

21.02.2020

Pesquisa revela que SC Saúde tem quase 94% de aprovação

UniSociesc Florianópolis seleciona pacientes para tratamento odontológico

19.02.2020

UniSociesc Florianópolis seleciona pacientes para tratamento odontológico

InLight Beiramar Wellness Studio inaugura no dia 02 de março

18.02.2020

InLight Beiramar Wellness Studio inaugura no dia 02 de março

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.