fique por dentro de floripa

- Economia e Negócios - Diretoria da CDL de Florianópolis participa do IV Fórum Nacional do Comércio

19.09.2019

Diretoria da CDL de Florianópolis participa do IV Fórum Nacional do Comércio

19.09.2019
Diretoria da CDL de Florianópolis participa do IV Fórum Nacional do Comércio
Foto: Paulo Negreiros

Evento acontece em Brasília, no hotel Royal Tulipe e reúne mais de 900 dirigentes do país

Uma comitiva da CDL de Florianópolis, composta pela diretoria e gestão executiva da entidade, embarcou para Brasília – DF para participar do IV Fórum Nacional do Comércio, no hotel Royal Tulip. Evento começou na noite de terça-feira (17) com a participação de mais de 900 dirigentes e, continua nesta quarta-feira (18) com debates de política, economia e gestão empresarial.

No primeiro dia de programação o ministro da Economia, Paulo Guedes, saudou os convidados e reafirmou a confiança nas reformas que o governo está capitaneando. O ministro disse que as ações do governo, com apoio do Congresso, muito em breve trarão resultados. “Tínhamos um diagnóstico quando assumimos. Os gastos públicos deveriam ser enfrentados e as reformas deveriam ser implementadas, só assim o Brasil encontraria uma rota de crescimento sustentável”.

Segundo Guedes, o Brasil avançou muito em 2019. “Conseguimos aprovar a Reforma da Previdência, a MP da Liberdade Econômica, avançamos nas privatizações, fechamos acordos com o Mercosul e a União Europeia”, enumerou. “As mudanças estão acontecendo, e temos certeza que os resultados virão já no próximo ano”, disse.

 

Segundo dia de Programação

 

No segundo dia de evento, o painel “Cenário Político”, com o deputado Efraim Filho (DEM-PB), que é presidente da Frente do Comércio, Serviços e Empreendedorismo, chamou atenção para a importância das frentes parlamentares na definição da agenda do Congresso. “Antes, a indústria tinha o monopólio dessa agenda, mas com frentes, como a do Comércio, passamos a levar para a arena do parlamento as demandas desse setor tão importante para o Brasil”, disse.

Na sequência, o secretário de Produtividade e Competitividade no Varejo, Carlos da Costa, fez uma palestra sobre produtividade e competitividade no varejo. Costa apresentou o cenário de estagnação econômica encontrado no Brasil. “Uma situação de dirigismo, de centralização em Brasília e de intervenção na economia”, disse. “Nosso Norte agora é o da sociedade aberta, com menos governo e mais espaço para iniciativa privada”.

O secretário especial de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, subiu ao palco para dar sua visão das políticas trabalhistas. Para Marinho o Brasil tem uma oportunidade única de reverter um quadro que sacrificou por 30 anos os empresários brasileiros. “Pela primeira vez, temos coragem e vontade política para atacar um trambolho que passou a fazer parte da realidade”, disse, se referindo às inúmeras regulamentações que regem a relação entre o empreendedor e o trabalhador.

O diretor de registro empresarial da Secretaria de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, André Ramos, falou em seguida. André apresentou o cenário desolador do Brasil no quesito burocracia. Como exemplo, o diretor apresentou dados que mostram que o Brasil ocupa o 140º lugar no ranking mundial de abertura de empresas.

Em seguida, o professor Agostinho Sant’Ana coordenou um debate sobre economia com o consultor Luiz Carlos Hauly e o economista do Banco do Brasil, Ronaldo Távora.

Ronaldo falou do “admirável mundo novo” que se aproxima no universo da economia. Para ele, o ambiente do Brasil é favorável para maior dinamização do cenário econômico. Segundo Ronaldo, são poucos os países emergentes com as condições que o Brasil oferece.

Luiz Carlos Hauly, que já foi relator de uma proposta de reforma tributária, disse que o Brasil travou em 1981. Durante os 50 anos anteriores o Brasil cresceu mais que qualquer outro país. “Hoje estamos 23% mais pobres”. Para ele, o sistema tributário brasileiro é o grande responsável por essa retração. “É preciso fazer, com urgência, uma ação de simplificação e informatização na cobrança de impostos”.

 

Encerramento do IV Fórum Nacional do Comércio

 

O ministro da Justiça, Sergio Moro, foi o grande homenageado no encerramento do IV Fórum Nacional do Comércio. Moro foi agraciado com o prêmio Mérito Lojista Nacional, considerado do “Oscar do Varejo”. A honraria homenageia empresas, personalidades políticas, empresariais, e meios de comunicação que mais contribuíram para o bom funcionamento do comércio brasileiro.

O ministro recebeu a estatueta das mãos do presidente da CNDL, José César da Costa e foi cumprimentado pelos 27 presidentes das Federações do Sistema CNDL.

Moro agradeceu a homenagem, se disse honrado e lembrou da importância do setor varejista. “Esse é um dos setores mais importantes da nossa economia, o que mais emprega. Esse prêmio é motivo de muito orgulho”, disse. Em sua fala, o ministro afirmou que um “um país mais seguro tem um ambiente mais propenso para o desenvolvimento da economia”.

Mensagens Otimistas! É como o presidente da CDL de Florianópolis, Ernesto Caponi, define o Fórum deste ano. 

“Saímos daqui com boas expectativas para a economia do país. Os debates além se estarem sendo positivos e produtivos, entendemos que o momento é de transformação no Brasil. As perspectivas são grandes de que com a redução de funcionalismo público, a distribuição eficaz do dinheiro dos Municípios e Estados sem interferir na gestão direta e com as medidas aprovadas pelo congresso, irá ajudar e muito o aquecimento da economia de cada cidade e, principalmente, do país”, aponta Caponi.

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

Economista Ricardo Amorim é otimista em palestra realizada em Florianópolis

17.10.2019

Economista Ricardo Amorim é otimista em palestra realizada em Florianópolis

Fampesc defende Simples Nacional sem aumento de impostos em sessão que homenageou micro e pequenas empresas na Câmara Federal

09.10.2019

Fampesc defende Simples Nacional sem aumento de impostos em sessão que homenageou micro e pequenas empresas na Câmara Federal

UFSC assina contrato que vai garantir roaylaties sobre a comercialização de sorvetes da Ypy

02.10.2019

UFSC assina contrato que vai garantir roaylaties sobre a comercialização de sorvetes da Ypy

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.