fique por dentro de floripa

- Esportes - Empreendedores mirins já nascem sabendo o que querem

01.10.2020

Empreendedores mirins já nascem sabendo o que querem

01.10.2020
Empreendedores mirins já nascem sabendo o que querem
Foto: Divulgação

Na infância é comum associar as brincadeiras de que se gosta com as pretensões quando adultos. Mas tem muita criança que já sabe desde cedo o que quer fazer para o resto da vida

 

O que você quer ser quando crescer? Quem nunca escutou essa frase quando criança levanta a mão. Enquanto a geração dos anos 80 sonhava com profissões mais tradicionais como médico, professor e veterinário e, normalmente acabavam vivenciando na vida adulta outras profissões, as crianças do século XXI são mais ousadas em suas escolhas e extremamente bem resolvidas desde os primeiros passos.

 

Chamadas de geração Alpha, estas crianças estão inseridas em um cotidiano rodeado por inovações tecnológicas e convivem em uma sociedade que está em plena reconstrução de valores. E, neste cenário, a tendência é que sejam muito mais independentes do que suas antecessoras, em que questões como o feminismo e a liberdade de ser quem você é ganham força frente a imposições antiquadas, que acabavam limitando muitos sonhos.

 

Um bom exemplo disso é a catarinense Natália Pereira (@nati_fut14) que com apenas 11 anos já é uma promessa do futebol feminino e carrega em seu currículo um importante título: é a única menina a compor a categoria de base de um time masculino de futebol profissional no Brasil, o Avaí. Sem medo de qualquer bola dividida com os meninos, com quem treina desde o ano passado pelo clube, investe pesado nas disputas em campo mirando no desejo de ser profissional.

 

“Eu acho que já nasci com esse sonho. E pelo que meus pais contam, desde sempre sou apaixonada por bola. Quando eu tinha uns 3 anos eu queria jogar futebol porque queria imitar o meu irmão. Mas profissional, jogando para valer mesmo, acho que foi com uns 7 ou 8 anos”, explica Nati.

 

E não para por aí, a menina do laço como é nacionalmente conhecida, também é atleta UMBRO Brasil e embaixadora da Copa Floripa Brasil, um dos mais importantes campeonatos de futebol infanto-juvenil do país. Consolidado como o maior Torneio Infanto-Juvenil do Sul do Brasil, a disputa reúne mais de 500 equipes e 7.000 atletas, em uma experiência única e que desde o ano passado passou é o único torneio a incluir uma categoria feminina na competição. 

 

Manezinha de Florianópolis, Nati tem como marca registrada o sorriso largo e um drible de dar inveja a muito marmanjo. De criança só a idade e a baixa estatura, por que a força do chute e a determinação é de uma verdadeira veterana dos campos. Que para não ter seu desempenho prejudicado pela pandemia, manteve sua rotina de treinos específicos e funcionais em dia. Mesmo que para isso fosse necessário improvisar na sala de casa um espaço fitness.

 

“Por mais maluca que a ideia pareça, as crianças deveriam sempre ser incentivadas a seguir os seus sonhos. Mesmo que isso não seja para o resto da vida, é muito legal poder fazer aquilo que a gente gosta. E claro, o apoio da minha família ajuda muito, já que não consigo imaginar a minha vida longe da bola”, destaca a atleta.

 

Como tudo começou

 

A bola sempre foi o seu brinquedo preferido. Desde pequena ao invés de brincar com bonecas, como é o interesse mais comum entre as meninas, Nati tinha paixão pelo futebol. Tanto que aos 5 anos de idade seus pais a matricularam em uma escolinha para começar a praticar o esporte. Só que ela queria ir além e competir. Foi então que em 2018 disputou a Liga Metropolitana de Futsal – era a única jogadora entre cerca de novecentos garotos. Entretanto, uma fratura no pé a tirou das quadras. Mas, como desistir não é uma opção para esta pequena atleta, em janeiro de 2019 Nati passou em uma peneira no Avaí e se tornou a primeira menina a integrar as categorias de base de um clube da série A do Campeonato Brasileiro jogando com os meninos. Destaque pela habilidade com a bola no pé, a pequena gigante tem como inspiração ninguém menos que a jogadora brasileira Marta Vieira da Silva. Com quem sonha ainda poder “bater uma bolinha”. Para saber mais sobre os sonhos e a trajetória da Nati, segue ela no Instagram - @nati_fut14.

 

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

Catarinense sobe em dois pódios da rodada tripla da etapa final da Porsche Cup Brasil

18.11.2020

Catarinense sobe em dois pódios da rodada tripla da etapa final da Porsche Cup Brasil

Boulevard 14/32, no aeroporto de Florianópolis, terá arena gratuita para prática de Beach Tennis

17.11.2020

Boulevard 14/32, no aeroporto de Florianópolis, terá arena gratuita para prática de Beach Tennis

Avaí inicia adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

11.11.2020

Avaí inicia adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.