29.6 C
fpolis
terça-feira, janeiro 25, 2022
cinesytem

Escola Dinâmica recebe pela segunda vez o selo de Escola Solidária

Escola Dinâmica recebe pela segunda vez o selo de Escola Solidária

spot_img

A Escola Dinâmica Unidade Ambiental de Florianópolis recebeu pela segunda vez em setembro de 2009 o Selo Escola Solidária, concedido pelo Instituto Faça Parte, organização da sociedade civil fundada em 2001 que tem a missão de promover a cultura do voluntariado, estimulando a participação da juventude como parte ativa da construção de uma nação socialmente mais justa.

O Instituto Faça Parte atua na promoção do Voluntariado Educativo, reconhecendo e divulgando experiências escolares exemplares. Para tal, produz conteúdos que visam à melhoria da qualidade, à autonomia e à relevância sócio educativa dos projetos realizados pelas escolas, e trabalha pelo fortalecimento da cultura do voluntariado para a comunidade escolar e a sociedade em geral.

Em 2003, o Faça Parte – em parceria com MEC, CONSED, UNDIME e UNESCO – iniciou um projeto para identificar e reconhecer as ações e projetos de Voluntariado Educativo desenvolvidos por escolas de Educação Básica de todo o país e lançou o Selo Escola Solidária, concedido àquelas que se destacaram com projetos educacionais diferenciados.

A cada dois anos, o Selo Escola Solidária reconhece boas iniciativas, ações e projetos solidários que mostram com criatividade e competência que é possível repensar a educação. As experiências selecionadas revelam a força da articulação da escola como núcleo de cidadania em sua comunidade, melhorando a qualidade da educação que a escola oferece.

A Escola Dinâmica já havia sido certificada pela primeira vez em 2007 com o Projeto RECICLAR.

Na edição 2009, a Dinâmica apresentou o Projeto Destino dos Resíduos Escolares, tendo sido mais uma vez selecionada entre as vencedoras.

Mais informações: www.escoladinamica.com.br


Selo Escola Solidária 2009

Instituição: ESCOLA DINÂMICA
Rede: Privada
Endereço: R CRISTÓVÃO MACHADO DE CAMPOS 1001
Cidade: FLORIANOPOLIS (SC)
CEP: 88052-600
Telefone: (48) 32695380

Que problema a escola quis resolver com esse projeto:

Como somos uma escola voltada para a aprendizagem significativa, acreditamos que apenas com a vivência efetiva os alunos aprendem. Assim, o educar para a consciência ambiental, para a preservação do meio ambiente, será mais bem sucedido se os alunos vivenciarem práticas cotidianas envolvendo aspectos positivos acerca do ambiente que os cerca. Dessa forma, demos continuidade ao trabalho com destino dos resíduos escolares. A grande Florianópolis gera volume enorme de resíduos cotidianamente. Mesmo quando este resíduo é tratado adequadamente, alguns problemas persistem, mas no Brasil mais da metade dos resíduos produzidos são lançados a céu aberto. O projeto em execução na Escola Dinâmica procura estabelecer uma parceria com a comunidade escolar, apresentando localmente, no cotididiano da escola, formas de tratar os resíduos, permitindo ao aluno extrapolar para o global.

Descrição do Projeto:

Continuam os grupos de interesse, com funções específicas dentro do projeto. Esses grupos de interesse foram mobilizados da seguinte maneira: um grupo específico de funcionários, que mora na comunidade onde está inserida a escola, está encarregado de receber e promover a separação dos resíduos que são produzidos ou encaminhados à escola por familiares dos alunos e professores. Atuantes na comunidade, estes agentes acabam por desenvolver uma consciência ecológica, via gerenciamento dos resíduos, pois em suas atividades no projeto exercem ação preventiva, reduzindo o lixo orgânico e o uso dos aterros sanitários, incentivam a compostagem, reciclagem e reaproveitamento. Os professores em classe investem na discussão de como processo de reciclagem influencia na diminuição do custo da coleta de resíduos e que há uma necessidade de permanente conscientização e adesão da população para aumentar a quantidade de material coletado e separado.

Relação entre os saberes escolares e as práticas sociais:

Partindo de um pressuposto básico que o conhecimento está conectado em redes, todas as ciências, exatas, sociais ou da natureza, estão em sincronia na operação dos dados oriundos da coleta e destino dos materiais reutilizáveis ou recicláveis. Como não fazemos distinção entre as ciências da natureza até o nono ano do ensino fundamental, as disciplinas de física, química e biologia estão inseridas nas Ciências. A minhocultura absorve o material orgânico oriundo da cantina e restaurante escolares. Dos resíduos de papel são feitos novos papéis, por reciclagem (oficina montada e usada com frequência). Do material plástico saem produções artísticas e brinquedos de sucatas. O volume e quantidade de material coletado seletivamente é fonte de dados para atividades em matemática. Dos relatos saem textos trabalhados em língua portuguesa, que se utiliza do papel produzido in loco para exposição.

Resultados:

A resposta ao projeto tem variado ao longo dos anos, mas certamente a persistência com ele nos tem mostrado que efetivamente mudaremos algo se a cada dia focarmos o problema do destino de nossos resíduos e as soluções que existem. É imensamente gratificante quando vemos partindo de setores, como da faxina, cozinha, corpo discente, sairem falas e ações que remetem para uma aprendizagem significativa. O discurso e a prática são articulados em uma única realidade.

O texto, a veracidade e a continuidade das atividades aqui relatadas são de responsabilidade da escola

spot_img
spot_img