20.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Exposição mostrará fotos da UFSC e de projetos de extensão no campo e cidade

spot_img

Exposição mostrará fotos da UFSC e de projetos de extensão no campo e cidade

spot_img

Lucia Helena Correa Lenzi e Edgard Matiello Junior são professores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e autores dos registros da Exposição fotográfica ‘Reflexos da UFSC’, que será aberta nesta segunda-feira, 13, às 17h, no hall da Reitoria, campus de Florianópolis, bairro Trindade. Por conta da atividade profissional, realizaram ao longo dos anos registros em atividades com grupos e movimentos sociais, no campo e na cidade. A exposição fica aberta à visitação até 24 de outubro. A entrada é gratuita. As informações são da Agecom.

Da necessidade do registro cuidadoso e respeitoso, tomaram gosto pela arte e buscaram aperfeiçoamentos técnico e estético que, agora, resultaram em quatro ensaios fotográficos, orientados pela professora de fotografia Soninha Vill, curadora desta exposição.

Dois dos ensaios, em preto e branco (P&B), retratam um tempo caracterizado como de professores/fotógrafos, e registram os projetos de extensão universitária como “Reflexos da UFSC”. Um deles foi produzido em assentamentos de reforma agrária (“instante vivido” – Lucia Helena), e outro junto à comunidade próxima da UFSC (“(re)criação e lazer” – Dega Matiello).

Já as duas produções coloridas são parte de um tempo mais recente, no lugar de fotógrafos/professores. Também “Reflexos da UFSC”, um deles se inspira nas luzes percebidas do alto de um edifício do campus no bairro Trindade, nas vidraças, águas e outros espaços de convívio universitário (“instante refletido” de Lúcia Helena).

Já a outra série deste ensaio colorido, dedica-se a espaço circunscrito – quadras esportivas do campus – com o objetivo de destacar os “vestígios do esporte” (Dega Matiello). Essas quatro séries circularão pelos campi de Araranguá, Blumenau, Curitibanos, Florianópolis e Joinville, testemunhando o que se elegeu para fotografar, sempre mediado pela interpretação do tempo vivido na UFSC.

Com estes enunciados fotográficos, os autores pretendem gerar um estranhamento nos acontecimentos já naturalizados pelo nosso olhar, transformando o já visto em algo que possa construir uma narrativa que está por se fazer, que há de vir pelo olhar de cada um que por aqui passar!

spot_img
spot_img

Leia mais