fique por dentro de floripa

- Eventos - Florianópolis sedia de quarta a sexta-feira inédito congresso nacional sobre direitos LGBTI

24.09.2019

Florianópolis sedia de quarta a sexta-feira inédito congresso nacional sobre direitos LGBTI

24.09.2019
Florianópolis sedia de quarta a sexta-feira inédito congresso nacional sobre direitos LGBTI
Foto: OAB/SC / Divulgação

Evento realizado pela OAB/SC e Conselho Federal da Ordem debate temas de vanguarda e traz para a Capital lideranças na causa como Paulo Iotti, autor das ações que levaram o STF a criminalizar a homofobia e a transfobia, Bruna Benevides, Toni Reis, Monica Benício e Amiel Vieira, que vêm falar sobre sua luta por direitos e compartilhar suas histórias. Presidente da OAB Nacional, Felipe Santa Cruz, encerra a programação na sexta-feira à noite

Há oito anos, casais formados por um par de homens ou de mulheres já podem se casar no Brasil, e desde 2013 podem também adotar filhos. No entanto, uma medida de cunho individual, a autorização para mudar de nome e gênero em cartório sem precisar de laudo médico e/ou ação judicial, foi permitida apenas em 2018. Essas discrepâncias na normatização que rege os direitos do público LGBTI têm motivo: a ausência de legislação a respeito, que há quase uma década vem sendo contornada pela jurisprudência de tribunais. E têm consequências: a expectativa de vida de um transexual no País é de 33 anos - até maio deste ano houve 340 notificações de homicídio de LGBTIs por homotransfobia. “O conservadorismo do Poder Legislativo para estes temas não legitima esse público perante a sociedade, onde ainda há muito preconceito. Os seus direitos, que deveriam estar na lei como para todo e qualquer cidadão, precisam ser conquistados a cada dia pela advocacia, para que os tribunais possam decidir favoravelmente aos cidadãos LGBTI”, explica a presidente da Comissão de Direito Homoafetivo e Gênero da OAB/SC, Margareth Hernandes, organizadora do evento.

Para discutir questões que impactam no dia a dia e nas relações familiares e sociais, e outros temas menos falados do universo LGBTI, a OAB/SC sedia pela primeira vez o Congresso Nacional de Direito das Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuais, que ocorre nesta quarta, quinta e sexta-feira (25 a 27 de setembro), em Florianópolis. O evento é realizado em parceria com OAB nacional e aberto à participação do público em geral, não apenas aos operadores do direito, com programação realizada no auditório da Seccional catarinense. “Nosso objetivo é promover o debate, a troca de informações, buscando novos aprendizados e o fortalecimento da advocacia que atua em causas ligadas à comunidade LGBTI. A programação está repleta de temas importantes, e para explanar os assuntos teremos especialistas de todo o Brasil como advogados, médicos, professores e ativistas de Direitos Humanos, além do presidente da OAB nacional, Felipe Santa Cruz, no encerramento do evento”, destaca o presidente da OAB/SC, Rafael Horn.

Entre os assuntos que serão abordados, está a transexualidade, tema que vem ganhando destaque sobretudo pelas estatísticas alarmantes: para cada homossexual assassinado no Brasil, 14 transexuais são mortos de forma violenta. “São mortes cruéis, todos morreram porque são o que são, e vítimas da transfobia”, destaca Margareth. O congresso, realizado pelo nono ano consecutivo, coloca em discussão também questões vanguardistas na área, como a intersexualidade, condição na qual a pessoa tem ambiguidade sexual, que em geral possui os dois sexos ao nascer. “Era comum os pais optarem por um dos sexos com base em opinião médica, submetendo a criança a uma cirurgia. Mas hoje sabe-se que algumas destas pessoas acabam desenvolvendo sua personalidade no gênero que foi removido. Isso é uma questão legal”, explica a advogada. No Rio Grande do Sul, por exemplo, um provimento do Tribunal de Justiça já permite aos cartórios deixar o gênero da criança sem definição no registro de nascimento, para o caso de os pais decidirem aguardar a opção do filho. As inscrições para o congresso podem ser feitas no site da OAB/SC (www.oab-sc.org.br) e custam R$ 50,00 (advogados e outros profissionais) e R$ 25,00 (para jovens advogados e estudantes de direito).

Obs: os dados citados na matéria são da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) e do Grupo Gay da Bahia

Conteúdos relacionados

Ver mais conteúdos

Florianópolis (SC) e Bento Gonçalves (RS) são as únicas cidades brasileiras que concorrem ao Prêmio MAKCi

22.10.2019

Florianópolis (SC) e Bento Gonçalves (RS) são as únicas cidades brasileiras que concorrem ao Prêmio MAKCi

Maior evento de moda de Santa Catarina apresentará as coleções 2019 em Florianópolis

22.10.2019

Maior evento de moda de Santa Catarina apresentará as coleções 2019 em Florianópolis

Maior e mais representativo, 5º Festival Saravá acontece entre 14 e 16 de novembro em Florianópolis

22.10.2019

Maior e mais representativo, 5º Festival Saravá acontece entre 14 e 16 de novembro em Florianópolis

Saiba mais sobre Florianópolis no deolhonailha.com.br O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.

Anuncie no portal.
Entre em contato.