13.9 C
fpolis
quinta-feira, maio 19, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Florianópolis ultrapassa 50% da meta de vacinação contra a gripe

spot_img

Florianópolis ultrapassa 50% da meta de vacinação contra a gripe

spot_imgspot_img

Pelo menos 14,5 mil pessoas passaram pelos postos de vacinação da Capital no último sábado, 30, no Dia D de Mobilização Nacional contra a gripe. A campanha ocorre até o dia 20 de maio para intensificação da imunização para todos os grupos.

Historicamente, com a realização desta ação, a Capital costuma atingir até, no máximo, 30% da meta. Em 2015, chegou a 24%. Neste ano, porém, nos quatro primeiros dias de campanha, o Município já chegou a 33% da meta de vacinação. Com o Dia D, foi a pouco mais de 50%.

 As doses da vacina já vão proteger contra os vírus influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e B. Em Florianópolis, o público alvo de vacinação é de 123.926 pessoas. A meta é imunizar, pelo menos, 80% de cada um dos grupos prioritários. Os centros de saúde continuam recebendo as pessoas para imunização, das 8 às 17 horas, com intervalo das 12 às 13 horas. O posto volante no Mercado Público funciona no mesmo horário.

Florianópolis confirmou dez casos de influenza A com internação. Uma pessoa morreu no começo de abril, em decorrência de complicações relacionadas a condições clínicas especiais (ela tinha doença renal crônica).

 Público-alvo

Nesta campanha, serão vacinados os indivíduos com 60 anos ou mais, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais*, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 *Indivíduos que apresentem pneumopatias (incluindo asma); cardiovasculopatias; nefropatias; hepatopatias; doenças hematológicas; distúrbios metabólicos; transtornos neurológicos e do desenvolvimento (como epilepsia, paralisia cerebral, síndrome de Down, entre outros); imunossupressão associada a medicamentos, neoplasias, HIV/Aids ou outros; obesidade; e pacientes com tuberculose, de todas as formas.

 Saiba mitos e verdades sobre a gripe neste link.

spot_img