24.6 C
fpolis
sábado, novembro 27, 2021
cinesytem

17º Floripa Teatro movimenta a cidade com atrações até domingo

spot_img

17º Floripa Teatro movimenta a cidade com atrações até domingo

spot_img

Florianópolis transforma-se num grande palco a partir deste final de semana, quando começa o 17º Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo. Até 19 de setembro, o evento vai trazer à cidade 34 grupos de oito estados brasileiros para um total de 116 apresentações em três teatros, três lonas, uma casa de espetáculos, e mais 26 comunidades do interior da Ilha e região continental.

A programação do Floripa Teatro 2010 inclui uma variedade de espetáculos adultos, infantis, de rua e animação, sem caráter competitivo, sendo a mais abrangente da história do evento em relação à geografia da cidade. Durante dez dias, o festival vai subir os morros, atravessar a ponte rumo à região continental, visitar o interior da Ilha e cruzar a Lagoa da Conceição, aportando na Costa da Lagoa, para levar a magia do teatro em apresentações gratuitas a locais onde as pessoas têm pouco acesso à arte. “Essa é uma meta que queremos melhorar a cada ano, contribuindo para a formação de plateias e ampliando ainda mais o acesso da população aos bens culturais”, comenta o superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC), Rodolfo Joaquim Pinto da Luz.

O 17º Floripa Teatro – Festival Isnard Azevedo é uma realização da Prefeitura Municipal de Florianópolis, por intermédio da FCFFC, e tem patrocínio da Enercan – Campos Novos Energia S.A., Eletrobras/Eletrosul – Centrais Elétricas S.A., Tractebel Energia – GDF Suez, Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura (MinC), Lei Municipal de Incentivo à Cultura, e apoio cultural do Grupo Orbenk e Unimed Grande Florianópolis.

Ingressos

Este ano, quase 80% da programação será oferecida ao público gratuitamente, incluindo 22 oficinas e oito palestras, espetáculos infantis e livres no período diurno e vespertino, além de apresentações teatrais nas três lonas e nas comunidades. Somente as peças encenadas à noite nos teatros e na Casa das Máquinas terão cobrança de ingresso, ao custo de R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) para estudantes e idosos acima de 60 anos.

Nos locais onde a entrada é paga, as escolas interessadas em levar alunos para assistir gratuitamente aos espetáculos devem entregar ofício à Fundação Franklin Cascaes, informando o nome, data, local e horário da peça pretendida e a quantidade de estudantes a ser beneficiada, para avaliação da disponibilidade de ingressos-cortesia. Também há uma cota de bilhetes gratuitos para atender professores de teatro. Os ingressos já estão à venda nos locais de apresentação, conforme o seguinte cronograma:

Teatro Álvaro de Carvalho/TAC (Centro) – de terça a sexta-feira, das 13h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 14 às 18h e nos dias de espetáculo, até 17h, se ainda houver ingressos.

Teatro Governador Pedro Ivo (Saco Grande) – de segunda a domingo, das 14h às 20h. Nos dias de espetáculo, a bilheteria permanecerá aberta até o início da sessão, se ainda houver ingressos.

Centro Integrado de Cultura/CIC (Agronômica) – de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h. No local estarão à venda os ingressos para os espetáculos que serão apresentados à noite no Teatro Governador Pedro Ivo.
Teatro da Ubro (Centro) – de terça a sexta-feira, a partir das 18h. Nos dias de espetáculo, a bilheteria permanecerá aberta até o início da sessão, se ainda houver ingressos.

Casa das Máquinas – Espaço de Artes (Lagoa da Conceição/Leste) – a venda de ingressos será feita apenas nos dias dos espetáculos a partir das 18h.

Circuito e lonas

Entre as novidades, a 17ª edição do Festival Isnard Azevedo inclui o Largo da Catedral como palco para apresentações teatrais gratuitas na tradicional lona do Centro, em substituição ao espaço do Largo da Alfândega – que está passando por obras de revitalização. O Norte da Ilha, pela primeira vez, contará com uma lona nos Ingleses para oferecer programação diária gratuita à população de diferentes faixas etárias da região, que é uma das populosas da cidade. Repetindo a experiência bem sucedida no ano passado, o Sul da Ilha receberá novamente estrutura para abrigar uma agenda diária de espetáculos – a lona está instalada na região do Rio Tavares.

Paralelamente à agenda fixa de espetáculos nos teatros, lonas e na Casa das Máquinas, a Fundação Franklin Cascaes realizará o Circuito Cena Aberta em diversas comunidades na Ilha e área continental. Haverá apresentações teatrais em São João do Rio Vermelho, Santo Antônio de Lisboa, Ponta das Canas, Canasvieiras, Monte Verde, Itacorubi, Costa da Lagoa, Barra da Lagoa, Trindade, Agronômica, Morro da Queimada, Mont Serrat, Avenida Paulo Fontes (Centro), Altos do Caeira, Costeira do Pirajuabaé, Saco dos Limões, Armação do Pântano do Sul, Pântano do Sul, Ribeirão da Ilha, Coqueiros, Coloninha, Estreito e Monte Cristo.

Em 2010, o Floripa Teatro também se estende ao interior do Estado, por meio do Circuito Santa Catarina, levando apresentações gratuitas a Abdon Batista, Anita Garibaldi, Campos Novos e Governador Celso Ramos, cidades raramente contempladas com trabalhos de qualidade com grupos que se apresentam no circuito nacional.

Participação recorde

O 17º Floripa Teatro recebeu 314 inscrições de companhias de todo o Brasil e também de Portugal e do Uruguai, um recorde em relação às edições anteriores. A seleção dos participantes levou em consideração a relevância artística dos grupos; diversidade de linguagem e originalidade das propostas; excelência artística da obra; e disponibilidade das trupes na programação.

Ao todo, foram selecionadas 14 peças teatrais adultas e quatro infantis, além de dois espetáculos de animação e 13 propostas para teatro de rua, categoria que também oferece atrações para crianças. Os participantes terão à disposição os palcos dos teatros Álvaro de Carvalho, Governador Pedro Ivo e União Beneficente Recreativa Operária (Ubro), Casa das Máquinas, além de lonas e espaços alternativos em diferentes regiões da cidade.

Entre os participantes do festival deste ano estão grupos de São Paulo (12), Santa Catarina (7) e Rio de Janeiro (6). Também há companhias do Rio Grande do Sul (2), Paraná (2), Goiás (2), Mato Grosso do Sul (1) e Rio Grande do Norte (1), além dos dois grupos convidados para a apresentação de abertura, de São Paulo, e encerramento, do Rio de Janeiro. “A qualidade dos trabalhos inscritos foi tão boa que poderíamos fazer outro festival de altíssimo nível somente com os espetáculos que ficaram na suplência”, comenta Waleska Fraceschi, diretora de Artes da FCFFC e presidente da comissão organizadora do festival.

17º FLORIPA TEATRO – FESTIVAL ISNARD AZEVEDO

www.floripateatro.com.br

spot_img
spot_img