13.7 C
fpolis
quarta-feira, agosto 10, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Florianópolis sedia Seminário Internacional de Ensino Superior Virtual

spot_imgspot_img

Florianópolis sedia Seminário Internacional de Ensino Superior Virtual

spot_imgspot_img

Diretora-geral da UnisulVirtual, Jucimara Roesler, comprova resultado de sua pesquisa durante Seminário Internacional de Ensino Superior Virtual

A diretora-geral da UnisulVirtual, Jucimara Roesler, confirma o resultado da pesquisa que realizou com alunos da instituição e da Universidade Aberta da Catalunha durante a palestra de Michael Moore no primeiro dia do Seminário Internacional GUIDE de Ensino Superior Virtual, em Florianópolis. No estudo, os alunos afirmaram que não costumam utilizar ferramentas como fóruns e chats com foco pedagógico ou acadêmico, a não ser quando orientados pelo professor.

Moore, um dos precursores da EAD no mundo, afirmou que as redes sociais têm potencial para serem usadas como ferramenta de aprendizado, desde que haja um olhar profissional sobre o que é produzido nestas plataformas. “O professor se transforma em produtor destes conteúdos e deixa de ser ator.” Assim, segundo a diretora, as redes sociais têm papel suplementar no aprendizado.

“Esses espaços são criados pelos estudantes para que eles possam estar juntos e, ainda que de forma virtual, trocar ideias. As redes informais, como Twitter, Facebook e Orkut, têm a vantagem de levantar o debate, mas não representam salas de aula. Dentro do ambiente virtual de aprendizagem o aluno está focado em aprender. Ali, ele quer uma relação pedagógica. Já o papel das redes informais é o de um ambiente livre de discussão, para trocas entre colegas e até para elogiar e reclamar da instituição. Isso não caracteriza aprendizagem formal. Mas, esses dados podem ser trazidos e debatidos no ambiente formal de aprendizagem”, afirmou Jucimara.

Twitter e Fecebook, assim, seriam mais utilizados para a divulgação das datas de inscrições; dos cursos ofertados; do calendário acadêmico e seus respectivos editais; de oportunidades de trabalho e estágio; de eventos e temas de interesse da comunidade da instituição, além de trazer a cobertura de eventos locais. “Enfim, seriam mais uma rede informativa do que formativa”, conclui.

spot_img

Leia mais