15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

Fórum Catarinense de Secretários e Dirigentes de Turismo encerra primeira reunião

spot_img

Fórum Catarinense de Secretários e Dirigentes de Turismo encerra primeira reunião

Cerimônia de abertura confirmou aval político e do setor privado à instância de discussão e gestão do desenvolvimento do turismo no Estado com a participação dos municípios das nove regiões turísticas

Terminou neste sábado, 16, o primeiro encontro do Fórum Catarinense de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo, realizado no Centrosul, em Florianópolis, durante o Congresso Mundial de Turismo do WTTC. Duzentos gestores do turismo das cidades que compõem as nove regiões turísticas catarinenses conheceram a estrutura, políticas, programas de âmbito estadual e federal para o desenvolvimento da atividade. Na abertura e instalação do Fórum, na sexta-feira, dia 15, autoridades federais e estaduais prestaram apoio à criação desta que será uma instância de discussão e articulação com os municípios das políticas do turismo. O Governador Luiz Henrique da Silveira, o prefeito de Florianópolis, Dário Berger, os senadores Ideli Salvatti e Neuto de Conto, a diretora do Ministério do Turismo, Tânia Brizola, o presidente da Santur, Valdir Walendowsky participaram da cerimônia, que terminou com a fala do diretor-executivo do WTTC – World Travel Tourism & Council, Jean Claude Baumgarten. “Fico feliz de ter mais esta estrutura criada a partir do trabalho da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte. A participação dos municípios neste processo é vital para que possamos avançar com as políticas que nos garantiram a infra-estrutura, promoção e visibilidade no mercado nacional e internacional do turismo”, disse o governador Luiz Henrique da Silveira. Ao mencionar a importância do Funturismo – Fundo de Incentivo ao Turismo – da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, o governador anunciou o novo sistema da Secretaria de Fazenda do Estado para melhorar a arrecadação catarinense e, assim, garantir os recursos que darão continuidade aos investimentos nas nove regiões turísticas do Estado. “De fato estamos na vanguarda das políticas nacionais para o turismo e este é um encontro histórico para o setor em Santa Catarina. Aos colegas secretários municipais e dirigentes do turismo digo que, sem uma agenda política, as boas idéias não saem dos planos. Em Santa Catarina temos um governo que prioriza o turismo, a cultura e o esporte. Por isso, aqui colhemos os frutos dessa gestão com excelentes resultados”, afirmou o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel.

O Fórum trouxe, no segundo dia de encontro, as palestras do diretor do Ministério do Turismo, José Augusto Guedes Falcão, que falou sobre o Plano Nacional de Turismo. A gerente de Políticas de Turismo da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Elisa Liz, apresentou o Plano Estadual de Turismo e o presidente da Santur, Valdir Walendowsky, sobre a promoção de Santa Catarina no Brasil e no exterior. A diretora da Chias Marketing, Patrícia Sevilha, apresentou o plano Catarina de marketing e o secretário Gilmar Knaesel, encerrou fazendo uma reconstrução das ações de governo, desde 2003, com a criação da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte até o momento que chamou de “especial” porque Santa Catarina é um modelo de gestão do turismo apontado pelo Ministério do Turismo. A próxima reunião do Fórum, a ser agendada dentro de, no máximo, 30 dias, deverá escolher uma diretoria provisória que fará a preparação das eleições do presidente e vice.

Participação especial do WTTC no Fórum Catarinense

O convidado de honra da primeira reunião do Fórum Catarinense de Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo avalizou mais esta iniciativa do Estado em direção ao turismo sustentável, de qualidade e economicamente ativo. “O conceito do turismo como atividade de impacto nas economias locais deve ser difundido entre as comunidades, nas cidades, para que as pessoas se convençam de que o emprego e a renda podem se garantir por este setor”, disse Boumgarten. Segundo ele, os municípios são fundamentais para que o turismo se desenvolva em toda a sua potencialidade em um destino. “As cidades, onde estão os atrativos turísticos naturais, culturais e históricos são a base da pirâmide na construção dos destinos”, completou o francês que trouxe para Santa Catarina 800 participantes do Congresso Mundial de Turismo do WTTC, entre os quais os maiores investidores do setor turístico no mundo.
Mas Boumgarten frisou que os grandes empresários são minoria no universo dos serviços e produtos ligados ao turismo. Segundo ele, os pequenos e médios empresários representam 80% deste segmento de negócios. “Somos a indústria de serviços de última geração, porque somos pessoas atendendo pessoas, oferecendo formas de tornar férias, passeios e estadas mais agradáveis para os visitantes. Portanto, temos de buscar a qualidade e seguirmos com esta parceria público-privada para enfrentar a atual crise e estarmos prontos para energizarmos economias com as viagens e turismo em todo o mundo”, referiu-se ao tema do Congresso que aconteceu de 15 a 16, no Costão do Santinho, abordando as parcerias que fazem do turismo uma atividade importante no contexto econômico mundial, responsável por 10% do PIB – Produto Interno Bruto – do planeta e gera 200 milhões de empregos, segundo Boumgarten.

spot_img
spot_img

Leia mais