20.6 C
fpolis
terça-feira, outubro 19, 2021
cinesytem

Fórum Criatividade e Imagem da Cidade aguarda recurso bloqueado para revitalização do centro histórico

spot_img

Fórum Criatividade e Imagem da Cidade aguarda recurso bloqueado para revitalização do centro histórico

spot_img

O grupo gestor do Fórum Criatividade e Imagem da Cidade – que passou a agregar também o Fórum do Centro Histórico – se reuniu na quarta-feira (13/04) no auditório do SEBRAE, em Florianópolis, para tratar das ações de 2011.

Uma das principais conquistas do Fórum, a inclusão de Florianópolis no PACH (Plano de Aceleramento do Crescimento-Cidades Históricas), do Governo Federal, está parado devido à falta de prestação de contas da prefeitura junto ao Governo Federal, que bloqueou o valor de R$ 9 milhões destinado para as ações no centro histórico da capital catarinense.

Também foram apresentados os projetos de revitalização do Largo da Alfândega e da Praça XV e projeto-piloto do shopping aberto da rua Vidal Ramos, em fase de conclusão (feito pelo IPUF, Sebrae, ACIF e Associação de Moradores), que revitalizou toda a rua através da parceria púbico-privada que serve de exemplo para toda a cidade.

O professor César Floriano, da UFSC, um dos articulades do Fórum, apresentou dois projetos coordenados por ele, do Parque Linear do Córrego Grande e de intervenção paisagística na Beira-mar, exposto em março no Beiramar Shopping. Também foi discutida a minuta com com a nova lei de paisagem para a cidade, que o Fórum está elaborando em conjunto com a Câmara Municipal. “A cidade cresce sem planejamento, cada vez mais comprometida com a falta de uma legislação apropriada”, explica Anita Pires, diretora da câmara de desenvolvimento urbano da Associação.

A ASBEA-SC (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura), uma das entidades participantes do grupo, fará a minuta com o projeto de lei a ser encaminhado para o executivo municipal que trata da isenção do IPTU para moradores e donos de imóveis do Centro que realizarem melhorias em seu imóveis. “O centro está abandonado e iniciativas como essa cooperam para que moradores, empresas e comerciantes melhores o entorno do coração da cidade”, diz Zena Becker, presidente da FloripAmanhã.

Além da FloripAmanhã, Sebrae, e ASBEA, participapam do Fórum Criatividade e Imagem da Cidade o CREA-SC, Fundação Catarinense de Cultura, ACIF (Associação Comercial e Industrial de Florianópolis), Sindicato dos Arquitetos, UFSC, UNISUL, CDL (Câmara dos Dirigentes Lojistas), IAB/SC (Instituto dos Arquitetos do Brasil) e Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes. O Fórum tem como desafio construir uma cidade com mais qualidade estética, inovadora, com criatividade, refinamento, agregando arte na construção da cidade e discutindo a estética urbana.

O objetivo é criar um espaço propositivo de debates, de articulações, de alerta, entre as entidades responsáveis pela construção e imagem da cidade e da sociedade. O Fórum faz parte do projeto Floripa 2030, processo de construção de estratégias para Florianópolis que a FloripAmanhã coordenou em 2008 com a participação de 84 entidades.

spot_img
spot_img