15.1 C
fpolis
segunda-feira, maio 16, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Frio intenso traz expectativa de bons negócios para o comércio em SC

spot_img

Frio intenso traz expectativa de bons negócios para o comércio em SC

spot_imgspot_img

A chegada da primeira frente fria do inverno traz uma expectativa de bons negócios para o varejo catarinense. Segundo Sergio Medeiros, presidente da FCDL/SC, a estimativa é de que as vendas de produtos relacionados com as baixas temperaturas tenham um incremento de 5% a 5,5%.

O otimismo do setor não foi abalado pela recente alta de juros (atualmente em 12,75% ao ano) e pelas novas regras para cartão de crédito, que aumentaram de 10% para 15% o percentual mínimo para pagamento da fatura. “Mesmo com estas medidas que acabam freando o crédito, os lojistas estão muito animados com a movimentação provocada pelo frio”, diz o gerente geral da entidade Ademir Ruschel.

Para manter as projeções lá em cima, a elevação do preço do algodão – devido à anunciada falta do produto no mercado internacional – não deve ser repassada ao consumidor final. “A tendência é que o comerciante diminua sua margem de lucro para continuar vendendo bastante e melhor atender ao seu público”, acredita o dirigente.

Conforme as piores previsões, a escassez da matéria-prima no mercado poderia elevar o preço dos artigos de vestuário em 40%. De acordo com o IPCA, as roupas de inverno que ficaram mais caras neste ano são os agasalhos femininos (7,6%) e masculinos (7,1%), seguidos por calças femininas (4,4%) e masculinas (4%).

De qualquer maneira, Ruschel recomenda que as lojas trabalhem com um estoque diversificado. “Claro que o foco é o inverno, mas é importante que peças voltadas para as demais estações também estejam à disposição do comprador, para suprir a demanda motivada pelas oscilações no clima”, sugere.

spot_img