16.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Governador cobra Deinfra e secretaria da Infraestrutura pela demora na conclusão de obras na Capital

spot_img

Governador cobra Deinfra e secretaria da Infraestrutura pela demora na conclusão de obras na Capital

spot_img

O governador Raimundo Colombo se reuniu nesta terça-feira, 10, em Florianópolis, com o secretário da Infraestrutura, João Carlos Ecker, e com o presidente do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), Wanderley Agostini, para pedir mais rapidez na execução nas obras da SC-403, terminal rodoviário Rita Maria e elevado em Canasvieiras, todas em Florianópolis. As informações são da assessoria de imprensa do governo estadual. 

Norte da Ilha

A rodovia SC-403 liga a SC-401 ao Bairro Ingleses e faz parte do programa Pacto por Santa Catarina. A obra completa envolve a duplicação de 5,2 quilômetros, além da construção e pavimentação de 3,2 quilômetros de vias laterais para atender o trânsito local. A programação prevê a entrega da rodovia duplicada até o final deste ano.

Também serão construídos elevados, sendo um na Vargem Grande, outro na Vargem do Bom Jesus e um no acesso para Cachoeira do Bom Jesus. O projeto prevê ainda duas passagens subterrâneas, sendo uma em frente à Escola de Educação Básica Luiz Cândido da Luz e outra na Vila União. A nova SC-403 terá também dez paradas de ônibus, além de ciclofaixa para pedestres e ciclistas. Os investimentos são da ordem de R$ 40 milhões.

Outras obras do Pacto também estão avançando da região Norte da Ilha de Santa Catarina, com destaque para o Centro de Eventos e o elevado de Canasvieiras. O Centro de Eventos de Canasvieiras está na reta final e é resultado de R$ 51 milhões em investimentos. Já o elevado, onde estão sendo investidos outros R$ 12 milhões, trata-se de uma obra com 200 metros de extensão que vai aliviar o trânsito na região. O governo estadual garante que faltam detalhes para que ele seja inaugurado. 

Terminal Rita Maria

O Terminal Rita Maria, em Florianópolis, passa pela segunda e terceira etapas das obras de revitalização. A recuperação da estrutura e da cobertura, que faz parte da primeira fase da obra, foi concluída em outubro de 2014, com investimento de R$ 6,8 milhões.

Já a segunda etapa recebeu R$ 2,4 milhões, que compreende a pintura interna e troca do piso. A última fase da obra, consiste em pavimentação de todo o pátio e estacionamento de veículos, além do cercamento da área. O investimento é de R$ 1,7 milhão. O valor total da obra foi de R$ 10,9 milhões.

“Devemos entregar toda a pavimentação em torno do terminal e o piso até final do ano. A pintura e o telhado já estão prontos. Talvez fiquem alguns detalhes da parte superior para o ano que vem, mas a área que a população utiliza vai estar concluída. O número de pessoas que frequentam o terminal gira em torno de 10 mil pessoas/dia e esse número aumenta no verão”, destacou o secretário de Infraestrutura.

spot_img
spot_img

Leia mais