17 C
fpolis
quarta-feira, maio 25, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Governo ativa Central de Videomonitoramento da Armação do Pântano do Sul

spot_img

Governo ativa Central de Videomonitoramento da Armação do Pântano do Sul

spot_imgspot_img

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) pôs em funcionamento, na manhã de segunda-feira (16), a central de videomonitoramento da Armação do Pântano do Sul, no Sul da Ilha. Essa foi a primeira de uma série de inaugurações de centrais em Florianópolis. Até o final deste mês, serão ativadas as centrais do Estreito, Ingleses e Coqueiros. O projeto de videomonitoramento, com investimento de R$ 2,5 milhões, é resultado de uma parceria entre as secretarias da Segurança Pública, Turismo, Cultura e Esporte e Prefeitura Municipal de Florianópolis.

A central da Armação começa a funcionar com cinco câmeras, mas terá capacidade para receber até 28. A instalação das demais será realizada de forma gradativa. “A ideia é instalar todo o sistema até fevereiro em outras oito comunidades do Sul da Ilha”, explica o coordenador do sistema de videomonitoramento urbano da SSP, tenente-coronel Vânio Luiz Dalmarco. A central está instalada na rua Fernando Becker, junto à base operacional da Polícia Militar. O oficial esclarece que todo o monitoramento das imagens será feito por policiais militares e agentes temporários contratados para este fim.

Para o secretário da Segurança Pública, César Augusto Grubba, a instalação desta central representa um passo importante no trabalho de prevenção da Segurança Pública. “Esse sistema também permitirá um trabalho com foco na investigação policial, uma vez que as imagens serão disponibilizadas às delegacias de polícia”, disse Grubba. Santa Catarina terá, até o final deste ano, 1,4 mil pontos de monitoramento. Hoje, são pouco mais de 600 câmeras de vigilância. Na Capital, que já conta com 140 câmeras, a meta é ter 290 até o final de 2012.

O secretário ressaltou que, mesmo com o investimento na área tecnológica, o mais importante é o comprometimento do profissional de Segurança Pública. “De nada adianta comprarmos novas viaturas, armas, coletes, instalarmos centrais de videomonitoramento se não houver o envolvimento direto do policial”, avalia Grubba. Na próxima quarta-feira (18), está prevista a entrega da central da Vila São João, que funcionará junto ao 22º Batalhão da Polícia Militar, no continente. E na semana seguinte, serão ativadas as centrais dos Ingleses e Coqueiros.

Participaram da inauguração da central o comandante-geral da PM, Coronel Nazareno Marcineiro; delegado-geral da Polícia Civil, Aldo Pinheiro D”Ávila; o secretário de Segurança e Defesa do Cidadão de Florianópolis, tenente-coronel Hamilton Pacheco da Rosa; desembargador Saul Steil, representando o Poder Judiciário; vereador Celso Sandrini, e lideranças comunitárias do Sul da Ilha.

spot_img