23.1 C
fpolis
sexta-feira, março 1, 2024

Hanseníase tem cura: especialista do HU-UFSC desmistifica o tema 

spot_img

Hanseníase tem cura: especialista do HU-UFSC desmistifica o tema 

spot_imgspot_img

Doença não é transmitida quando tratada e pacientes têm acesso à assistência completa pelo Sistema Único de Saúde (SUS) 

O primeiro mês do ano chama atenção para a conscientização da hanseníase, problema de saúde pública notificada com mais de 19 mil casos em todo o Brasil entre janeiro e novembro de 2023, segundo o painel de monitoramento do Ministério da Saúde.  Revestida pela cor roxa, a campanha alerta sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoces, pontos esclarecidos por especialista do HU-UFSC, que também reforça a importância de combater o preconceito ainda muito presente sobre o assunto. 

Causada por uma bactéria chamada mycobacterium leprae (no formato de bastão, mencionado como bacilo)a hanseníase atinge os nervos periféricos. Por esse motivo, os sintomas se refletem em sensações de choques, dormência e/ou queimação, perda da sensibilidade e da força das mãos e dos pés. Na pele, as manchas esbranquiçadas ou avermelhadas também são uma característica. Além disso, uma outra especificidade está relacionada ao período de multiplicação das bactérias que costuma ser muito lento, durando, inclusive, anos até que apareçam os primeiros sinais.  

A contaminação ocorre por meio das gotículas de mucosa oral e nasal (espirro, tosse) a partir do contato com pessoas que estão com a doença, mas não estão em tratamento, especialmente com as formas multibacilares, ou seja, quando o indivíduo possui múltiplos bacilos.  

Como identificar e tratar 

O profissional de saúde analisará as lesões por meio de testes de verificação da sensibilidade tátil, térmica e dolorosa. (Fala do (a) especialista sobre os testes para diagnóstico e  a importância da identificação precoce para evitar sequelas no paciente). 

O tratamento é oferecido gratuitamente pelo SUS, seja por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou dos serviços especializados, com medicamentos que combinam três substâncias antimicrobianas (clofazimina, rifampicina e dapsona). Nos pacientes sem bacilos viáveis (quantidade rara), o tratamento é previsto para seis meses. Para os casos multibacilares, é feito por um ano. É importante mencionar que, uma vez iniciado o tratamento, o paciente não transmite a doença. 

Combater o preconceito 

Historicamente a hanseníase carrega estigmas por ser uma doença que atinge a pele, pensamento fortalecido por políticas antigas de segregação social das pessoas, circunstância que dificulta o acesso ao diagnóstico precoce. (Fala do profissional sobre a necessidade de combater a desinformação e o preconceito) 

Saiba mais: janeiro com ênfase na hanseníase 

Além da campanha Janeiro Roxo, o mês reforça a conscientização sobre a doença com as datas do Dia Mundial contra a Hanseníase, celebrado sempre no último domingo de janeiro, e, no calendário de saúde brasileiro, com 31 sendo considerado como Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase (Lei nº 12.135/2009). 

Sobre a Ebserh 

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC), faz parte da Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Rede Ebserh) desde março de 2016. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 41 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) ao mesmo tempo em que apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas e inovação. 

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais