26.2 C
fpolis
quinta-feira, janeiro 20, 2022
cinesytem

I Mostra de Arte Indígena traz produção artística de diversos grupos à Florianópolis

I Mostra de Arte Indígena traz produção artística de diversos grupos à Florianópolis

spot_img

“As máscaras e peças, que compõem a exposição, são usadas em rituais típicos dos Wauja”

Narinense, será inaugurada a I Mostra de Arte Indígena, que apresentará, pela primeira vez em Florianópolis, a exposição “Naakai: a trama ritual na vida Wauja”, com materiais que fazem parte do acervo do Museu de Antropologia e Etnologia da UFPR, além de produções artísticas de outros grupos indígenas. Durante a abertura, haverá a apresentação do Coral infantil Tape Mirim, seguida por uma mesa redonda com o tema: “Do índio imaginado ao índio real”.

As máscaras e peças, que compõem a exposição, são usadas em rituais típicos dos Wauja, povo que vive nas nascentes do Rio Xingu. Durante o Naakai, ritual composto por música, dança, uso de tabaco e pintura corporal, as máscaras entram como elementos ritualísticos, assumindo características de espíritos considerados perigosos, os “apapaatai”. Além das máscaras, a Mostra exibirá cerâmicas kadiwéu, do Mato Grosso do Sul, e artes e cestarias guarani feitas pelo grupo mbya-guarani do Morro dos Cavalos, localizado em Palhoça.

O objetivo do evento é proporcionar o contato do público com as produções artísticas de grupos indígenas brasileiros e sua heterogeneidade cultural. Além disso, a mostra irá promover o diálogo entre duas temáticas referentes a estes povos: a questão da terra e dos direitos humanos das populações indígenas brasileiras e a riqueza cosmológica e artística destes grupos, manifestadas na sua produção artística e na forma como lidam com a Natureza.

A I Mostra de Arte Indígena possui uma programação diversificada que, além da exposição de peças artísticas, inclui ainda exibição de filmes e aulas abertas. Diariamente, a partir das 16h, haverá a projeção de filmes feitos por indígenas. E aos sábados, às 18:30h, serão exibidos e debatidos filmes realizados por antropólogos sobre a questão indígena. Também aos sábados, às 9h, o público poderá participar de “aulas abertas”, sobre diversos assunos como: xamanismo, dança, música guarani e grafismo kadiwéu, bem como saberes indígenas no campo da saúde , da sustentabilidade e do meio ambiente.
As atividades se estendem até o dia 31 de outubro, quando será exibido o filme “Cheiro de Pequi”, com a presença de um de seus realizadores, Mutua Mehinako, do grupo KUIKURU. A programação completa da I Mostra de Arte Indígena está disponível no site http://www.museudaescola.udesc.br/ e no blog da mostra, http://mostraindigena.blogspot.com/

I Mostra de Arte Indígena
Quando: 9 a 31 de outubro de 2009
Onde: Museu da Escola Catarinense, antiga FAED, na Rua Saldanha Marinho, 196 – Centro, Florianópolis
Quanto: Entrada gratuita

Mais
http://mostraindigena.blogspot.com
48 – 3225-8658
Organização: MPPT, Cinearth, Alunos e Professores da FAED/UDESC

spot_img
spot_img