19.2 C
fpolis
quinta-feira, abril 18, 2024
Cinesystem

Inflamável,  Festival de Curtas em Super 8, começa nesta quinta-feira, em Florianópolis

spot_img

Inflamável,  Festival de Curtas em Super 8, começa nesta quinta-feira, em Florianópolis

spot_imgspot_img

O Festival Inflamável chega à sua terceira edição, com o patrocínio do Prêmio Catarinense de Cinema, Fundação Catarinense de Cultura, Governo de Santa Catarina e apoio do Museu de Florianópolis – Sérgio Grando. O evento acontecerá de 4 a 7 de abril de 2024 na sala de cinema Gilberto Gerlach no Centro Integrado de Cultura (CIC) e no espaço expositivo do MIS-SC, ambos em Florianópolis. Toda a programação é gratuita.

Na noite de abertura do Festival,  estreia em Florianópolis o filme “Aqui Onde Tudo Acaba” (2023,19min), com direção de Cláudia Cárdenas e Juce Filho. Já noite de sábado (06/03), acontece a estreia do filme argentino “El Pensamento Analógico” (2023, 80min), de Paulo Pécora.   Na programação  do último dia do Festival será exibida uma sessão em homenagem a Celso dos Santos, produtor, professor, cineasta e criador do FAM-Festival de Audiovisual do Mercosul, recentemente falecido. 

O Duo Strangloscope, composto pelos cineastas radicados em Florianópolis Cláudia Cárdenas e Rafael Schlichting, assinam o projeto artístico e curadoria do Festival Inflamável, e Maria Emília Azevedo a direção executiva numa produção da Dois Plátanos e co-produção da Câmera Olho Filmes. Trata-se de uma iniciativa única no Estado de Santa Catarina, pois é o único festival catarinense de cinema com projeção de filmes em Super 8 e em 16mm. Os formatos analógico-fotoquímicos, que por grande parte das pessoas parecem ter sido extinguidos, voltam com força total em produções de cinema do mundo inteiro. 

Ressurgem os laboratórios de revelação, proliferam as produções de filmes de publicidade, de moda, filmes de surf e outros esportes, filmes de casamento, além de filmes de cinema comercial e de cinema experimental em todos os cantos do planeta. Os filmes realizados em diferentes bitolas fílmicas movimentam a cadeia de produção em Super 8 e em 16mm. 

Optando por oferecer um festival de curtas experimentais  em Tomada Única de Super 8, o Festival Inflamável nesta edição amplia as sessões de exibição, performance e instalação para os trabalhos realizados também em 16mm.  

Nesta terceira edição foram realizados, com patrocínio do Festival Inflamável, 25 curtas-metragens experimentais em Tomada Única de Super 8.  De forma totalmente gratuita, artistas visuais, cineastas e técnicos audiovisuais foram selecionados para a terceira edição da Oficina de realização de curtas em tomada única de Super 8 do Festival Inflamável, que ocorreu em novembro de 2023 nas dependências do Museu de Florianópolis. Os filmes foram encaminhados para revelação e digitalização e integrarão  as sessões de projeção em Super 8 competitivas durante o evento de exibição. 

Para composição do corpo de jurados desta terceira edição, o festival contará com a presença de Ana Villanueva, cineasta argentina cuja obra abarca o cinema experimental, o vídeo, as instalações interativas e os objetos sonoros. Ana Villanueva  também oferecerá, gratuitamente aos participantes selecionados, a oficina Projeções Múltiplas em Instalações Artísticas, uma oficina de criação de instalações em Super 8 durante o Festival Inflamável. 

Outra presença no júri será a da diretora de cinema experimental catarinense Moira Lacowicz, cineasta experimental premiada em festivais nacionais e internacionais, que fará uma performance de cinema expandido durante a programação. Para completar o júri, foi convidada a fotógrafa experimental Samantha Ortega, que oferecerá, também gratuitamente aos selecionados, a oficina de cinema de arquivo “Escrever um poema de imagens colando vestígios” durante os dias iniciais do Festival.

O resultado das oficinas a serem oferecidas nos dias 4 e 5 de abril será exposto na sala de exposição do MIS – Museu da Imagem e do Som do Centro Integrado de Cultura de Florianópolis. 

Programação

O Festival Inflamável terá uma programação composta por:

* Sessões Competitivas de curtas exibidos em Super 8, 

* Sessões de curtas Super 8 e 16mm digitalizados que participarão da competição atribuída pelo júri popular, 

* Sessão de curtas Dissonância de filmes em Super 8 e 16mm de realizadoras latinoamericanas experimentais sob curadoria de Ana Villanueva,

*Sessão de curtas em Super 8 do Projeto 8 por 8 – Renovação do Ciclo de Cinema em Super 8 na Paraíba,

* Debates com realizadores, 

* Oficina gratuita de “Projeções Múltiplas em Instalações Artísticas” com a cineasta argentina Ana VIllanueva, 

* Oficina Gratuita “Escrever um Poema de Imagens Colando Vestígios” com a fotógrafa experimental Samantha Ortega, 

* Performance Palimpsesto de Moira Lacowicz e Francisco Silveira, * Performance Orogenesis, de Samanta Ortega, 

* Sessão de estréia no Brasil do longa-metragem documental argentino “El pensamiento analógico”, de Paulo Pécora que estará presente e oferecerá uma masterclass sobre a realização de seu filme,  

* Sessão de estreia em Florianópolis do premiado curta-metragem documental experimental Aqui Onde Tudo Acaba, de Cláudia Cárdenas e Juce Filho.

* Sessão de Premiação dos filmes concorrentes em diferentes modalidades.

* Exposição de Instalação audiovisual experimental fílmico na sala expositiva do Museu da Imagem e do Som. 

Equipe do Festival Inflamável:

Produtora Executiva 

Maria Emília Azevedo

Direção de Produção

Duo Strangloscope e Maria Emília Azevedo

Direção Artística  e Curadoria

Duo Strangloscope

Oficina de realização de Curtas Experimentais em Tomada Única de Super 8:

Duo Strangloscope

Apresentadora

Drag Suzaninha

Projecionista de Super 8

Moira Lacowicz

Projecionista de Imagem e som digital

Paulo Pécora

Assistente de Produção

Juci Wachholz

Assistente de Produção

Guará

Criação dos troféus 

Ana Barroso

Cobertura do evento em vídeo/stills:

Oliê Cárdenas

Assessoria de Imprensa

LM Assessoria

Linete Braz Martins e Luiza Machado

Comunicação Visual (Design Gráfico)

Rafael Favaretto

Mais informações sobre as estreias:

AQUI ONDE TUDO ACABA

Brasil, 2023, 19 minutos

Dir. Cláudia Cárdenas e Juce Filho

Estreia oficial em Florianópolis!

Sinopse: Aqui onde tudo acaba é um curta-metragem experimental, poético que transita entre o documentário e a ficção para abordar uma cultura em extinção, a dos indígenas no Brasil. Trata-se, de modo particular, de uma partilha de saberes realizada na Aldeia Bugio, em todos os estágios de filmagens em 16mm, revelação botânica e captação sonora de modo coletivo. Busca reativar a memória das origens do povo Laklãnõ/Xokleng observando o que se perde com a alienação dos saberes e aculturação praticadas pelo colonialismo.

Premios:

* 34º Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Curta Kinoforum (prêmio API – Menção Honrosa)

* 22ª Goiânia Mostra Curtas (Prêmio Especial do Júri)

* V FRONTEIRA – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental (prêmio Intensa Botânica)

* 20ª MFL – Mostra do Filme Livre – Prêmio Conjunto da Obra para o Duo Strangloscope

* 25º FestCurtasBH – Menção Honrosa

* 8º Festival de Cinema Independente de Salto – Uruguay – Melhor curta experimental

* Experimental Film Guanajuato – Menção Honrosa

https://www.instagram.com/p/C5EikMVA656/?igsh=MW8ybnJmaGtjcDIzaQ==

EL PENSAMIENTO ANALÓGICO, de Paulo Pécora

Argentina, 2023, 80 minutos

Dir. Paulo Pécora

Roteiro: Paulo Pécora e Mónica Lairana

Musica:Hernán Hayet

Sinopse: Num mundo onde o progresso tecnológico é concebido como uma flecha em frente, por que é que alguns insistem em continuar a trabalhar com equipamentos que outros consideram obsoletos? ‘Pensamento Analógico’ responde a essa pergunta documentando o trabalho árduo daqueles que escolheram esse caminho. A tela está repleta de objetos maravilhosos: brinquedos óticos, câmeras, projetores, latas de filmes, moviolas… E os depoimentos desses criadores nos convidam a descobrir um universo que conta com muito artesanato e muita experiência coletiva.

Às 19 horas do dia 6 de abril

Sala de Cinema Gilberto Gerlach – CIC – Florianópolis

Masterclass de Paulo Pécora sobre a realização do filme após a sessão

@papecora

https://www.instagram.com/p/C5B2xeeAQzI/?igsh=MWlueDlzdGZjcXRk
editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img