14.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Lançamento Casa Cor 2011 evidencia o uso da tecnologia no cotidiano

spot_img

Lançamento Casa Cor 2011 evidencia o uso da tecnologia no cotidiano

spot_img

Evento reunirá tendências e produtos de última geração com uma homenagem aos 25 anos da mostra e à imprensa catarinense

O uso da tecnologia no dia a dia das pessoas e a força da marca CASA COR para o setor da arquitetura e da decoração da América Latina estiveram em evidência na quarta-feira (28/07) com o lançamento da edição catarinense de 2011 em um café da manhã na sede da Fiesc, em Florianópolis. Pelo segundo ano consecutivo a mostra será promovida na Capital de Santa Catarina, abrindo o calendário da grife CASA COR no ano ao seguir a linha conceitual do evento que integra atualmente 17 cidades brasileiras e duas de países latinos – no Peru e no Panamá.

Com data de abertura marcada para 18 de março do próximo ano, o evento CASA COR SANTA CATARINA desenvolverá o tema nacional Dia a dia com tecnologia, com ênfase especial para a sustentabilidade. Juntamente com as outras franquias do evento no país, a mostra de Florianópolis homenageará ainda os 25 anos da CASA COR, uma trajetória de sucesso que será celebrada em 2011.

No lançamento da edição catarinense, a apresentação de depoimentos exclusivos obtidos pela organização do evento ressaltou a forma com que o conceito e os conteúdos inovadores da grife CASA COR são importantes para os diferentes profissionais que atuam nas áreas envolvidas na mostra. Na ocasião, os convidados para o lançamento foram apresentados a depoimentos de personalidades marcantes para a história do evento, como a arquiteta Brunete Fraccaroli; o diretor geral da Deca, líder brasileira no mercado de metais sanitários, Raul Penteado; e o diretor comercial da Casa Fortaleza, anunciante da revista CASA COR há 20 edições, Daniel Almakul.

O lançamento da edição CASA COR 2011 foi planejado para coincidir com o Dia da Imprensa Catarinense, instituído em 2004 pelo Governo do Estado em homenagem ao jornal O Catharinense, publicação pioneira da imprensa em Santa Catarina que começou a circular no dia 28 de julho de 1831.

A definição da data de lançamento do evento CASA COR SANTA CATARINA foi motivada pelo tema escolhido como mote para o destaque regional da próxima edição da mostra. Em 2011, a mostra evidenciará A história da imprensa catarinense, com enfoque na trajetória desenvolvida na mídia impressa, no rádio e na televisão do Estado.

O mergulho nesta trajetória começou com a escolha do prédio do extinto jornal O Estado, criado em 1915, como sede do evento CASA COR SANTA CATARINA 2011. Em um edifício situado em um terreno de pouco mais de 7,7 mil metros quadrados no bairro Saco Grande, arquitetos, designers, decoradores e paisagistas desenvolverão projetos que aliam tecnologia, sustentabilidade e referências a comunicação no Estado. “Após destacarmos a cultura de Santa Catarina, chegou o momento de evidenciarmos o trabalho dos comunicadores do nosso Estado. Cronistas de seu tempo, eles foram e são fundamentais para a construção da nossa história”, comenta Lucas Petrelli Wilmer, diretor executivo da Casa Cor Santa Catarina.

O prédio da publicação será redesenhado, revitalizado e dividido em 54 ambientes. Entre as novidades para a próxima edição, estão previstos espaços inéditos na edição catarinense da mostra, como é o caso de uma Brinquedoteca e de uma Sala de Imprensa que trará informações sobre a história das diferentes mídias catarinenses. Parceiros tradicionais do evento foram confirmados para a edição CASA COR SANTA CATARINA 2011, como é o caso das empresas Deca, RIC Record, o Jornal Notícias do Dia e o Café Empório Mineiro.

O espaço escolhido para a próxima mostra destaca-se também por sua visibilidade e excelente localização na Capital do Estado. Situado na SC-401, o prédio que abrigará o evento traz facilidades para a operacionalização do evento, assim como um amplo espaço para estacionamento e acesso ágil e cômodo para o público que participará da mostra. A realização do evento CASA COR no espaço do extinto jornal O Estado também valoriza a nova região de decoração de Florianópolis, auxiliando a elevá-la a um novo patamar de conhecimento dos profissionais e do público interessado em decoração na cidade e no Estado.

Em 2010, a vinda da grife CASA COR a Santa Catarina envolveu mais de 100 profissionais na criação de 59 ambientes diversificados. A mostra, visitada por um público de aproximadamente 25 mil pessoas, gerou negócios para o Estado e cerca de 1,2 mil empregos diretos e indiretos. O evento também colocou Santa Catarina em evidência, resultando na publicação de 853 matérias em distintas publicações estaduais e na mídia nacional, assim como na exposição do trabalho de profissionais catarinenses em 820 portais de notícias.

TECNOLOGIA NO COTIDIANO

A realidade contemporânea, impregnada de tecnologia e de uma comunicação cada vez mais veloz e interativa, será a marca registrada de cada ambiente de todas as mostras CASA COR em 2011. Seguindo o tema nacional proposto, a edição catarinense da mostra evidenciará o equilíbrio entre os produtos mais modernos disponibilizados pelo mercado com aqueles que trazem para os interiores das residências os elementos naturais tão valorizados pelos consumidores nos últimos anos.

Embalados pelo conceito Dia a dia com tecnologia, os profissionais envolvidos com o evento CASA COR trabalharão com as últimas inovações e tendências disponíveis no mercado para a valorização da beleza e da modernidade em qualquer ambiente de uma casa ou apartamento. “O que percebemos é que a tecnologia está muito presente, atualmente, na decoração, na arquitetura e no paisagismo. Prédios de última geração são construídos com sistema de GPS, enquanto que em casa as pessoas habituam-se a home theaters que se transformam em controles remotos completos da residência. A tecnologia chega inclusive aos jardins, aonde a automação providencia a rega eficaz de plantas ou ainda paredes verdes”, avalia Lucas Petrelli Wilmer, diretor executivo da Casa Cor Santa Catarina.

Mais que ambientes automatizados e repletos de produtos de ponta, a mostra CASA COR SANTA CATARINA valorizará exemplos de como a tecnologia pode ser utilizada para a economia e a preservação dos recursos naturais. Trilhando o caminho da sustentabilidade, a mostra preocupa-se em valorizar bons exemplos no uso de luz e de água, sem esquecer nesta alquimia o conforto e a beleza dos distintos ambientes.

Em sintonia com as novas mídias, haverá uma atuação ainda mais destacada nas redes sociais, tanto para o relacionamento com o público quanto com os próprios expositores. A organização da mostra em Santa Catarina está presente no Facebook, no Twitter e no Youtube, além do seu já existente Website.

25 ANOS DE CASA COR

Em 2011 o maior evento de decoração das Américas completa 25 anos. A história no Brasil começou em 1987, por iniciativa da brasileira Yolanda Figueiredo e da argentina Angélica Rueda, que promoveram a primeira edição da Casa Cor em uma residência no Jardim Europa, em São Paulo, em uma parceria com os amigos Javier Campos Malbrán e Ernesto Del Castilho.

O histórico de sucesso da mostra, conhecida pelos conceitos de qualidade, exclusividade e bom gosto, fez com que a mostra, idealizada pelo Grupo Casa Cor, fosse adquirida em 2008 pelos grupos Abril S/A e Doria Associados.

Caracterizado por um crescimento constante, o evento conta, atualmente, com 17 franquias no Brasil (Amazonas, Bahia, Brasília, Campinas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sorocaba) e duas internacionais (Peru e Panamá).

As franquias da mostra abordarão, no próximo ano, além do tema nacional, as conquistas e as mudanças promovidas pela experiência CASA COR no país. “Conceitos como o do loft, da cozinha gourmet, sala de banho, o uso da tecnologia no cotidiano e a importância da sustentabilidade nos projetos arquitetônicos e de decoração se popularizaram através da mostra”, afirma Lucas.

O evento CASA COR é promovido anualmente em imóveis redesenhados divididos em distintos ambientes funcionais, exclusivos e, nas últimas edições, com marcada preocupação pelo caráter sustentável dos projetos. Cada espaço é decorado por profissionais que tem a liberdade de criar e modificar os ambientes de acordo com as temáticas estabelecidas pela organização do evento, primando sempre pelo uso dos melhores materiais, equipamentos e obras de arte disponíveis no mercado.

DESTAQUE PARA A IMPRENSA

A próxima edição CASA COR SANTA CATARINA destacará a trajetória dos profissionais e dos pioneiros da comunicação no Estado. A exemplo deste ano, quando o CIC foi escolhido como sede para a mostra que destacou as Cores e formas da cultura catarinense, em 2011 o evento volta a casar um destaque local com a escolha do imóvel no qual os profissionais desenvolverão os seus projetos.

A sede do jornal O Estado, fundado em 1915, será revitalizado no processo de montagem do evento. Criada por Joe Collaço, Marinho de Souza Lobo e Henrique Rupp Junior, a publicação seguiu a tradição em Florianópolis iniciada pelo pioneiro O Catharinense, fundado em julho de 1831 pelo lagunense Jerônimo Francisco Coelho.

Na área em que O Estado era produzido, editado e impresso, os profissionais envolvidos com a Casa Cor Santa Catarina são convidados a refletir sobre os pioneiros das diferentes mídias catarinenses. Além da tradição de publicações impressas como O Catharinense, arquitetos e decoradores terão experiências como a da Rádio Clube de Blumenau, criada em 1936, e a TV Coligadas, que começou as suas transmissões em setembro de 1969, para desenvolver os seus projetos.

REVITALIZAÇÃO DE ESPAÇOS DE REFERÊNCIA

Reconhecida por ser a maior mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas, a mostra CASA COR tem como uma de suas principais características a inovação e o planejamento estratégico na definição dos edifícios nos quais as mostras nas diferentes cidades brasileiras, no Panamá e no Peru são promovidas.

A próxima edição CASA COR DE SANTA CATARINA revitalizará o atualmente degradado prédio do extinto jornal O Estado. O edifício está em desuso desde que a publicação deixou de circular em Santa Catarina. Com a promoção da mostra CASA COR no local, o prédio receberá investimentos que o transformarão em um espaço de vanguarda para a exposição do que há de mais moderno, tecnológico e sustentável, valorizando toda a região.

Em 2010, o mesmo trabalho de valorização de locais de relevância para a história e a cultura catarinense foi feito com a ala norte do CIC – Centro Integrado de Cultura. A grife CASA COR trouxe benefícios ao projeto inicial das obras previstas para aquele espaço e com a divulgação de mídia e um imensurável ganho para a cultura catarinense.

Na parte de reestruturação do prédio foram feitas, a pedido da Fundação Catarinense de Cultura, ampliações dos salões internos no local, a abertura do espaço onde atualmente encontra-se pronta a Sala de Exposições Lindolf Bell. Outro ponto positivo da promoção da mostra no local foi a execução da pintura da fachada do prédio feita conforme o projeto original, com tons de concreto e palha.

Aberta ao público, a mostra CASA COR tem ainda, como um de seus objetivos, o de direcionar, educar e ampliar o potencial de compra dos visitantes, oferecendo de forma diferenciada produtos e serviços de qualidade para o “morar bem”. Além disso, o evento é um natural gerador de contatos entre profissionais, fornecedores e consumidores do ramo.

spot_img
spot_img

Leia mais