16.3 C
fpolis
sábado, setembro 25, 2021
cinesytem

Mocotó em Cena transforma morro em palco de espetáculo a céu aberto

spot_img

Mocotó em Cena transforma morro em palco de espetáculo a céu aberto

spot_img

Com o tema “Meu Brasil Brasileiro: Resgatando a Nossa identidade”, 8ª edição do evento tem formato virtual e será lançado dia 29 de junho, às 18 horas, nas redes sociais da ACAM

 

O Morro do Mocotó transformou-se no grande palco do 8º Mocotó em Cena, um dos mais importantes projetos da Associação de Amigos da Casa da Criança e do Adolescente do Morro do Mocotó (ACAM). O evento é produzido todos os anos a partir do desenvolvimento de diversas expressões culturais, como música, dança, teatro e capoeira e tem o propósito de revelar vocações, garantir o acesso da comunidade a experiências artísticas e promover a inclusão social.

Com as restrições de isolamento e distanciamento social impostas pela Covid-19, a maneira que a ACAM encontrou para viabilizar o Mocotó em Cena em 2021 foi apresentá-lo no formato de audiovisual. Por isso, com o tema a 8ª edição é “Meu Brasil Brasileiro: Resgatando a Nossa identidade”, o espetáculo deste ano será lançado nesta terça-feira, do no dia 29 de junho, às 18 horas, nas redes sociais da ACAM (@acammocoto no Facebook, Instagram e Youtube).

Neste dia, haverá também uma exposição de fotos profissionais tiradas no morro durante os ensaios. As imagens ficarão expostas da entrada a partir do beco da 13 de Maio até a ACAM e tem o intuito de marcar a estreia do evento em 2021 na memória de todas as pessoas que de forma se envolveram na produção do espetáculo.

Retorno para as oficinas – A diretora do Mocotó em Cena, Paula Brinhosa, afirma que as crianças e adolescentes se envolveram bastante na produção do evento mas que no início, a coordenadora de Projetos Especiais da ACAM, Juliana Elesbão, teve que fazer uma busca ativa dos alunos que ainda não haviam retornado às atividades presenciais, suspensas desde março de 2020 e que recém começavam a ser retomadas. “Então eles começaram a voltar para as oficinas de dança e música para ensaiar”, conta Paula.

Segundo ele, teve muita conversa com as crianças e com os moradores sobre o Brasil que existe dentro do Morro do Mocotó e que a narrativa tem como temática as diferenças culturais, religiosas, raciais, entre outras. “O roteiro surgiu a partir das histórias contadas por elas próprias. As experiências abordadas vêm delas, de situações e lugares conhecidos”, diz.

 

Do teatro para o audiovisual – Foi um desafio produzir um audiovisual entre paralisações e lockdwons. “As locações e os cenários foram no próprio morro e as gravações exigiram quatro dias, bem mais cansativo do que uma apresentação única de teatro”, conta a diretora.

As entrevistas foram sobre temas determinados e que tinham relação com os meninos e meninas da comunidade. “Há histórias de pessoas que participam de escolas de samba desde que nasceram ou que vieram de outros estados, ou possuem alguma ligação com pessoas com deficiência”, exemplica Paula. Ela adiante que haverá cenas com manifestações de regiões brasileiras, do Sul, do Norte, do Nordeste e de outras regiões de onde vieram.

Em todas as outras sete edições, as apresentações do Mocotó em Cena ocorreram em locais fechados e com grande público. O primeiro espetáculo ocorreu em 2013. O projeto envolve toda a equipe da ACAM e neste ano teve patrocínio da Lei de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes e o apoio cultural da WKoerich.

 

spot_img
spot_img

Leia mais