15.8 C
fpolis
domingo, julho 3, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Mostra alavanca produção e comercialização de produtos catarinense

Mostra alavanca produção e comercialização de produtos catarinense

spot_imgspot_img

Até o próximo dia 15 de fevereiro mais de 800 artesãos e produtores rurais de Santa Catarina expõem e comercializam no vão central do Beiramar Shopping seus produtos na 2ª Mostra Aroma, Sabor & ArteCatarina. O evento é uma realização do Sebrae e uma oportunidade para que essas pessoas possam promover e divulgar seus produtos diferenciados, abrindo novas oportunidades e ampliando a inserção desses produtores no mercado.

Uma grande associação produtora de geléias e licores da região de Itajaí realizou negócios importantes impulsionados pela visibilidade proporcionada pela Mostra, como contrato para representação em áreas que ainda não tinham alcance.

Muitos consumidores que visitaram a primeira edição do evento realizada em 2008, este ano voltam em busca de produtos específicos, o que comprova a qualidade dos mesmos.

Outra empresa, desta vez da Grande Florianópolis, realizou um grande passo para sua sustentação no mercado. A Ad Oceanum, que na Mostra trouxe um produto inédito, pratos prontos à base de mariscos e ostras congelados e prontos para consumo, que ainda não estavam disponíveis nas grandes redes supermercadistas, agora poderão chegar mais facilmente aos consumidores finais. Três grandes supermercados já acertaram para a comercialização do produto.

Na área do artesanato, a associação Mulheres do Frei, devido à visibilidade propiciada desde a primeira edição do evento está conseguindo profissionalizar seus produtos, já vem desenvolvendo peças exclusivas para grandes marcas, como a Imaginarium, e pretende com a Mostra alavancar ainda mais o seu produto. A expectativa dessas mulheres é crescer em 30% em relação ao evento do ano passado, uma vez que com todo o trabalho que vem sendo realizado, estão conseguindo apresentar ao público produtos com menor preço e maior qualidade, uma vez que sua associação já é autosustentável.

Na Mostra os visitantes encontram trabalhos feitos em renda, cerâmica, fibra, tapeçaria, velas, madeiras, couro, tecelagem, sucata ecológica, bordados, crochê, tricô, fuxico, patchwork, biscuit, mosaico, papel mashê, vime, palha de milho, fibra de bananeira, palha de trigo, bambu, conchas, escamas, entre outros, bem como a comercialização de produtos oriundos dos Arranjos Produtivos Locais – APLs, como a cachaça, os vinhos Goeth e de Altitude, espumantes, licores, mel, geléias, produtos produzidos com banana e maçã e demais artigos das mais diversas regiões do Estado

No total 74 núcleos de produção, associações e cooperativas estarão envolvidos na Mostra, totalizando mais de 780 pessoas beneficiadas diretamente.

O Programa ArteCatarina

O Programa SEBRAE de Artesanato – ArteCatarina existe desde de 1998 e atende aproximadamente 400 artesãos em SC de diversas maneiras, através de consultorias de design, gestão de negócio, comercialização, entre outros. As ações do Programa objetivam principalmente promover a evolução desse setor econômico e ampliar os benefícios às organizações de artesãos, avançando na consolidação da marca ArteCatarina e aumentando a atração e a agregação de valor ao artesanato catarinense.

O SEBRAE/SC atua em arranjos produtivos locais em diversos setores da economia catarinense como calçados, confecções, móveis, metalmecânico, agronegócio (mel, leite, maricultura (ostra), vinho, cachaça, banana, fruticultura, agricultura familiar entre outros), plástico, empresas de base tecnológica, turismo e o próprio artesanato, envolvendo praticamente todo o Estado. No Agronegócio o SEBRAE/SC atende mais de 4 mil produtores e empresas formais.

No Artesanato, a atuação do Sebrae/SC possibilita a introdução de novas tecnologias no setor, capacita o artesão para melhorar a qualidade de seu produto e busca preservar o seu trabalho como referência cultural, abrindo portas para novas criações e tendências. O ArteCatarina concentra parte dos seus esforços e recursos na elevação do patamar da produção artesanal. Porém, o Programa luta também contra uma realidade preocupante. Em geral, grande parte das pessoas que trabalham nesse setor, apesar de constituir-se na base de renda de milhares de famílias, o fazem de forma amadora. Pela ausência das mínimas noções empresariais, ficam muitas vezes relegados a um segundo plano ou como uma indústria caseira de sobrevivência. O Programa ArteCatarina quer mudar essa realidade, capacitando os artesãos em dinâmicas gerenciais e trazendo-os para mais perto das modernas técnicas e modelos de gestão de negócios.

Outra etapa importante é a orientação técnica aos artesãos e às suas Associações quanto aos mecanismos de comercialização e mercado. No Brasil estima-se que, cerca de 8,5 milhões de pessoas vivem do artesanato, que movimenta cerca de R$ 2,8 bilhões/ano, o equivalente a 2,8% do PIB (Produto Interno Bruto), fato que comprova a importância deste segmento na economia brasileira.

spot_img