21 C
fpolis
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Mostra Planet.move inicia nesta segunda na UFSC

Mostra Planet.move inicia nesta segunda na UFSC

spot_img

A Secretaria de Relações Institucionais e Internacionais (Sinter) e a Sala Verde trazem para a universidade a mostra de filmes Planet.move. Entre a próxima segunda-feira, 19 de outubro, e sexta-feira, 23 de outubro, a UFSC exibe dez filmes com diferentes temas relacionados ao meio ambiente. Para completar a atividade, haverá debates sobre questões atuais com profissionais renomados.

Como parte da programação da 8ª Semana de Pesquisa, Ensino e Extensão, a mostra de filmes procura aproximar a comunidade dos problemas ambientais, promovendo conscientização e reflexão. “Além de informar sobre o que está acontecendo no nosso planeta, queremos incentivar as pessoas a pensarem em pequenas atitudes que podem fazer para minimizar a situação, fazer a sua parte. Essas questões ambientais refletem na vida de todos e estão na nossa porta, não só do outro lado do mundo”, destaca Marcelle Lopes, do Departamento de Articulação Institucional da Sinter.

Na abertura da mostra, às 18h de segunda-feira, o filme ‘O Planeta’ trata das verdades e mentiras sobre as mudanças climáticas que a Terra vem sofrendo. Logo após, às 19h45min, o evento recebe os palestrantes Reinaldo Hass e Pery Saraiva Neto para uma discussão sobre ‘Mudança climática, desastres naturais e legislação ambiental em Santa Catarina’. As atividades acontecem no Auditório do CSE, na UFSC.

Na terça-feira, a programação começa às 9h com o documentário ‘Encontro com Milton Santos ou O mundo global visto do lado de cá’. Conduzido por uma entrevista com o geógrafo e intelectual Milton Santos, levanta os problemas da globalização sob a perspectiva do terceiro mundo e das comunidades carentes.

Continuando, às 15h, ‘A grande liquidação’ reflete sobre o efeito das privatizações de serviços públicos básicos, como fornecimento de água, energia elétrica e assistência médica, através de histórias de pessoas de várias partes do mundo.

Para fechar o dia, às 18h, o filme ‘Nós alimentamos o mundo’ relaciona o problema da fome com o sistema de produção dos alimentos, questionando a quantidade de pão que sobra nas padarias e a grande quantidade de terra destinada ao cultivo de soja para alimentar animais. Os filmes do dia também serão exibidos no Auditório do CSE.

Para a manhã de quinta-feira está preparada a exibição de três curtas, no Auditório da FEESC, na UFSC. O primeiro, às 9h, é ‘Herança’. Rodado no Rio Grande do Sul, mostra a luta de pequenos agricultores contra a degradação ambiental que está provocando a desertificação de suas terras e colocando em risco seu sustento.

O tema da reciclagem também tem espaço na Planet.move. Às 9h45min ‘Urubus sem asas’ mostra como os catadores de caranguejo no Rio de Janeiro inventam novas utilidades para materiais encontrados no lixo.

O terceiro curta, ‘Os Homens do Lago’ conta como vive a comunidade Puñaca Tintamaria, na Bolívia, abordando seus costumes, seu empobrecimento contínuo, a falta de terras e representatividade na sociedade, a contaminação do lago Poopó, com quem mantém estreita relação, e o impacto do aquecimento global.

Na tarde do mesmo dia, mais um debate explora a reflexão proposta pelo filme ‘Entre a meia-noite e o canto do galo’, no auditório da Reitoria. Às 18h15min, a história fala sobre a busca desenfreada pelo petróleo e investiga a empresa EnCana, ligada à poluição ambiental e à violação dos direitos humanos.

O debate começa às 19h30min, com o tema ‘Exploração dos recursos naturais e meio ambiente: o caso da fosfateira de Anitápolis’. Os palestrantes Jorge Albuquerque, Samanta Buglione e Eduardo Lima falam dos problemas na região catarinense, também no auditório da Reitoria.

Às 16h da sexta-feira, no Auditório 7 da Biotecnologia MIP (Campus Córrego Grande), o filme ‘Vida sem controle’ discute a manipulação genética de plantas, animais e seres humanos e sua influência sobre o meio-ambiente e nossa saúde.

Para fechar o evento, às 18h, no Auditório da Arquitetura e Urbanismo, ‘Nas terras do bem virá’ conta a vida de severinos, que deixam suas casas e vão buscar sustento na Amazônia. Passa por assuntos como o modelo de colonização da Amazônia, o massacre de Eldorado do Carajás, o assassinato da missionária Dorothy Stang e o ciclo do trabalho escravo.

A mostra Planet.move é uma iniciativa da ECOMOVE, organização não-governamental da Alemanha. Em parceria com o Instituto Goethe e com a ECOBahia – Festival Internacional do Audiovisual Ambiental, está levando filmes de conscientização sócio-ambiental para diversas cidades brasileiras, como São Paulo, Porto Alegre e Salvador. Em Florianópolis, o apoio é da Universidade Federal de Santa Catarina.

Informações com Marcelle, pelo telefone 3721-8225 ou e-mail dearti@reitoria.ufsc.br.

(Tifany Ródio, Agecom, 19/10/2009)

spot_img
spot_img