23.8 C
fpolis
segunda-feira, outubro 25, 2021
cinesytem

Municípios catarinenses são certificados pela Estratégia Internacional para Redução de Desastres da ONU

spot_img

Municípios catarinenses são certificados pela Estratégia Internacional para Redução de Desastres da ONU

spot_img

Nesta quinta-feira (14), o representante da Estratégia Internacional para a Redução de Desastres (EIRD) da ONU, Ricardo Mena, estará em Florianópolis para a solenidade de certificação dos seis municípios catarinenses, que aderiram a Campanha Mundial para a Redução de Desastres
2010/2011 – Desenvolvendo cidades resilientes: “Minha cidade está se preparando”. O evento acontece às 10 horas, no auditório da Secretaria de Estado de Administração, no Centro Administrativo, Rodovia SC 401 – KM 5, nº 4600, Saco Grande II, em Florianópolis. Os municípios certificados, os primeiros do Brasil a aderirem à Campanha, são: Rio do Sul, Tubarão, Itajaí, Florianópolis, Blumenau e Jaraguá do Sul.

O governador Raimundo Colombo ressalta que o Governo do Estado por meio da Defesa Civil Estadual é parceria de iniciativas que visam à proteção das comunidades catarinenses em catástrofes naturais. “Somos um Estado que sofre constantemente com os eventos adversos, e precisamos atuar de maneira preventiva para que juntos, poder público e comunidades, estejamos preparados para enfrentá-los”.

Autoridades estaduais e municipais, equipes das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil, entidades da área, universidades e a comunidade são esperadas para a solenidade de certificação. Durante o evento, haverá uma apresentação oficial da campanha aos municípios participantes, bem como, outros governos locais serão convidados a aderirem.

Campanha

A Campanha da Estratégia Internacional para Redução de Desastres (EIRD/ONU) se pauta na crescente urbanização mundial e nos problemas decorrentes de uma ocupação desordenada em contraponto à necessidade de prever riscos e criar ferramentas de adaptação e de enfrentamento para construção de cidades mais seguras. O objetivo geral da campanha é construir comunidades urbanas resilientes, sustentáveis e seguras.

Municípios catarinenses que serão certificados

Blumenau

Estrutura: 51 integrantes, sendo um secretário municipal e três diretorias (diretoria de Defesa Civil, de Fiscalização e Reconstrução).

Ações de destaque: Plano de Contingência, que inclui itens de escorregamento e novos abrigos; demolição e remoção de 600 residências em áreas de risco; criação da diretoria de geologia na secretaria de Planejamento Urbano; mapeamento geológico-geotécnico de áreas críticas; desocupação de áreas de risco e oferta de alternativas de moradia em regiões de fácil acesso e boa infraestrutura.

Jaraguá do Sul

Estrutura: 15 integrantes, sendo um secretário municipal, duas diretorias, engenheiros e geólogos.

Ações de destaque: mapeamento das tipologias dos processos e geração de mapas temáticos; mais de 3.000 laudos no banco de dados; instalação de uma estação metereológica; criação do abrigo provisório; Programa Encosta Legal nas escolas do município; elaboração de sete projetos de contenções; criação de um grupo de trabalho em parceria com a promotoria para tratar de aterros em áreas alagáveis; criação do decreto municipal que proíbe a ligação de água e luz em área de risco; criação do Fundo Municipal de Defesa Civil.

Itajaí

Estrutura: seis integrantes, sendo um coordenador e três gerências.

Ações de destaque: aquisição do sistema de telemetria para monitoramento dos rios e ribeirões; criação do Plano Municipal de Redução de Riscos; abertura do concurso público para 10 agentes de defesa civil efetivos; Plano de Contingência; programa Defesa Civil na escola com a turma da Bibi.

Rio do Sul

Estrutura: seis integrantes, sendo um diretor, assessor, engenheiro, assistente e agentes de defesa civil.

Ações de destaque: criado em 2006, o Plano de Enchente recebe constante atualizações; realização de mapeamento (em fase de licitação) vai custar R$ 2 milhões incluindo voos, recadastramento de todas as casas e software de geoprocessamento; elaboração do Plano de Saneamento Municipal com o diagnóstico dos pontos críticos de drenagens; revisão com laudos em escolas e postos de saúde.

Tubarão

Estrutura: 14 integrantes

Ações de destaque: mapeamento das áreas de risco em parceria com o núcleo de gestão de risco da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul); elaboração do Plano de Contingência; estudo de implantação dos núcleos de defesa civil, num total de 10 distribuídos; programa “na escola a defesa civil faz a diferença” para 1.200 alunos da rede municipal.

Florianópolis

Estrutura: seis integrantes, sendo um diretor, dois gerentes, motorista e estagiários.

Ações de destaque: criação do Fundo municipal de Defesa civil; em parceria com a secretaria de habitação a realização das obras estruturantes previstas no PMRR e aplicadas através do PAC; criação dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil com a previsão de formar 150 integrantes nas comunidades do maciço; ações de melhoramento

spot_img
spot_img